Twitter do SuperGospel Facebook do SuperGospel

Matérias em destaque



Análise

CD Aftermath
(Hillsong United)

Roberto Azevedo em 04/05/2011
Para o Super Gospel
Aftermath

Compre este CD agora

Faixas:
1. Take Heart
2. Go
3. Like an Avalanche
4. Rhythms of Grace
5. Aftermath
6. B.E. Interlude
7. Bones
8. Father
9. Nova
10. Light will Shine
11. Search my Heart
12. Awakening
13. Search my Heart (Radio Version)
Aftermath é o novo álbum de uma das bandas mais influentes do cenário cristão atual, o Hillsong United. O repertório possui 12 canções e foi lançado em fevereiro de 2011, um ano após a bem sucedida turnê do disco “Tear Down the Wall”.

O United é formado por jovens da Hillsong Church – Sidney - Austrália. Sua música contém um estilo pop-rock contemporâneo, com algumas influências do hard rock. O grupo já se apresentou em vários países do mundo e atualmente possui como líder Joel Houston.

A Hillsong Church possui três ministérios de louvor, a saber: Hillsong Music Australia, Hillsong United e Hillsong Kids, daí o fato de os participantes do Hillsong United interagirem nos demais ministérios de louvor da Igreja.

Após uma série de 10 lançamentos ao vivo, a banda volta com um trabalho em estúdio. Isso mesmo, nada de assobios e nada de aplausos. O cd foi gravado em estúdio e é baseado na jornada cristã, nos autos e baixos da vida e de como Deus se mostra fiel e amoroso diante de qualquer circunstância.

Detalhe: este é o segundo disco que a banda grava em estúdio ao invés de gravar em uma conferência. A última gravação em estúdio tinha sido “All Of The Above”, em 2007.

Aftermath é resultado de uma temporada de descanso da banda na sua igreja local. Ao pé da letra, o título quer dizer “Consequências ou Resultados”.

Antes de iniciar a audição, uma dúvida: “O que será que eles vão oferecer neste novo trabalho?” Ouvindo as canções observamos que usaram vários recursos de estúdio e diversos efeitos de equalização, samplers e sintetizadores, combinação que nos remete a uma sonoridade totalmente oitentista.

Outro destaque nesta nova produção é o retorno de Marty Sampson, que esteve afastado do das gravações do grupo deste o lançamento de “All of the Above”.

O álbum inicia de forma inusitada. Take Heart abre o repertório de forma suave, ao invés das canções festivas em ritmo de pop rock. O arranjo vai se desenvolvendo, adicionando aos poucos camadas instrumentais e vocais, até concluir em um belo arranjo de cordas. Destaque para a intensidade emocional de Joel Houston na interpretação do louvor que dura mais de 7 minutos.

A seguir temos um “Hillsong clássico”, do tipo "Take It All" ou "One Way". Go, inicialmente chamada "Giving It All Away”, é um pop rock recheado de riffs de guitarra. Possui todos os itens necessários para ser chamada de hit: estrofe boa, refrão que fica martelando na cabeça, muita guitarra e de teclados “viajantes”. Somzeira!

Like an avalanche (Como uma avalanche) é uma declaração de amor ao nosso Deus e remete o ouvinte de volta ao lado intimista do grupo, de clássicos como “Desert Song” e “Hosanna”. Os loops e os samples sustentam de forma bem consistente esse hino que possui uma melodia cativante.

Rhythms of grace (Ritmos da graça) conta com um refrão congregacional, no estilo ideal-para-o-dirigente-interagir-com-a-igreja. Destaque para a dinâmica do arranjo a partir do “bridge” e para a condução harmônica da guitarra desde o início do tema.

Na seqüência temos a faixa título que é uma bela composição de Houston com uma competente interpretação de Marty Sampson. Aftermath é uma balada consistente que versa sobre Jesus, reconhecendo seu sofrimento e sacrifício por nós. Destaque para a pegada “flat” do arranjo que é conduzido pelos timbres de teclado muito bem encaixados.

Após o interlúdio instrumental intitulado Be, entoamos Bones. Essa música é a que mais nos remete ao som dos anos 80 ao se apresentar com alguns synths e sequencers agradabilíssimos. Destaque para a interpretação de Jill McCloghry.

A próxima faixa, Father, apesar de uma bela melodia, musicalmente falando não acrescenta nada ao set list. Mas se ouvir ela até o final não irá se arrepender.

Nova disserta uma letra de exaltação ao nosso Deus. Louvor envolvente, com refrão forte e que irá agradar em cheio quem curte o estilo adoração progressiva (progressive worship).

O clímax do set list esta na faixa 10. Light will shine apresenta uma linha de baixo do empolgante, um refrão bom e guitarras melhores ainda.

"Assim, com todo o meu coração, com toda a minha alma e com tudo que sou. Senhor, eu te seguirei. Você levou a cruz. Você levou minha vergonha. Restaurado a minha vida. Agora eu vivo para te adorar". A seguir temos o primeiro single do álbum. Search my heart possui um arranjo denso recheado de efeitos eletrônicos.

A gravação termina com uma versão para Awakening (Despertar). O hino possui versões recentes na voz de Chris Tomlin e da banda Passion.

Como bônus track temos a radio version de Search my heart.

Com certeza Aftermath mais uma vez irá ditar tendências. Pra quem curte os shows da banda, só nos resta aguardar para assistir como o repertório vai soar nas versões ao vivo.


Compre o CD Aftermath na loja virtual Gospel Goods

Atenção: As análises são escritas por usuários colaboradores do Super Gospel, e descrevem suas opiniões pessoais. Os comentários e observações não necessariamente refletem as opiniões do site.

Seja social :)

 

Deixe o seu comentário


Siga-nos no twitter

Fique ligado em música gospel: @supergospel

Conheça os lançamentos e promoções: facebook.com/gospelgoods (Loja virtual Gospel Goods)



Conteúdo Top





Parceiro

O Super Gospel, o portal da música gospel, é patrocinado pela loja virtual Gospel Goods
Loja virtual Gospel Goods
Copyright - 2001 - 2018 Supergospel. Todos os direitos reservados.