Twitter do SuperGospel Facebook do SuperGospel

Matérias em destaque



Análise

CD Shekinah
(Soraya Moraes)

Tiago Abreu em 07/03/2016
Para o Super Gospel
Shekinah

Compre este CD agora

Faixas:
1. Glorioso (Glorious)
2. Shekinah
3. Deserto
4. Grande Eu sou (Great I Am)
5. Jardim do teu altar
6. Vaso de Alabastro
7. Ele voltará
8. Memorial de Glória
9. Traz de Volta
10. Cântico de Ana
11. Feliz (Happy)
Existem certos discos no mercado evangélico que o ouvinte, em sua primeira audição, chega a conclusão de que deveria ter tido o devido cuidado em aspectos técnicos básicos, como produção musical, arranjos, repertório e principalmente gravação. O novo trabalho de Soraya Moraes, Shekinah, é um deles.

Através da produção de Marco Moraes, Marinho Brazil e Fernando Paiola, o álbum tem a pretensão de soar eclético. E soa, tanto para o seu bem, quanto para o seu mal. Soraya Moraes, uma das intérpretes do cenário evangélico de maior poder vocal, é uma artista versátil por si só. Em sua carreira, explorou diversos gêneros e sonoridades com grande naturalidade. Aqui, a cantora faz o mesmo e a proposta de manter a identidade construída funciona. Mas a gravação parece não dar conta do recado e se perde em um repertório fraco.

A mixagem é desequilibrada. A versão Glorioso abre o projeto com captações ao vivo de edição digital e arranjo insuficientes. O baixo não tem brilho e os sintetizadores são completamente desconexos com a sonoridade frentes a gravação original, de BJ Putnam. O vazio permeia a maioria das faixas. Deserto, composição de Ana Paula Valadão, tem todos os prós de uma composição bem desenvolvida do Diante do Trono. Mas o que Soraya faz, através da musicalidade e interpretação, não agrega valor. Grande eu Sou, outra versão, novamente traz coberturas de teclado pouco criativas, enquanto o naipe de cordas não consegue se destacar frente ao conjunto da obra. Ela é muito inferior a gravação da mesma música feita pelo Adoração e Intimidade no álbum Ele nos Amou (2014), por exemplo.

A participação de Damares em Vaso de Alabastro é secundária frente a Jardim do Teu Altar. Aqui, Ton Carfi e o arranjo vocal quebram o padrão modorrento das faixas anteriores. Mas é o único momento. As canções sucessoras seguem o mesmo caminho. A sensação é que falta um senso de dinâmica que sempre permeou as obras de Soraya. São duvidosas como o single Feliz. Shekinah é um disco que tenta obedecer o estilo de Soraya dentro de sua zona de conforto, mas o máximo que consegue fazer é soar uma coletânea mal organizada com versões demo.

Nota: ★★☆☆☆


Compre o CD Shekinah na loja virtual Gospel Goods

Atenção: As análises são escritas por usuários colaboradores do Super Gospel, e descrevem suas opiniões pessoais. Os comentários e observações não necessariamente refletem as opiniões do site.

Seja social :)

 

Deixe o seu comentário


Siga-nos no twitter

Fique ligado em música gospel: @supergospel

Conheça os lançamentos e promoções: facebook.com/gospelgoods (Loja virtual Gospel Goods)



Conteúdo Top





Parceiro

O Super Gospel, o portal da música gospel, é patrocinado pela loja virtual Gospel Goods
Loja virtual Gospel Goods
Copyright - 2001 - 2018 Supergospel. Todos os direitos reservados.