Twitter do SuperGospel Facebook do SuperGospel

Matérias em destaque



Análise

CD The Rebirth of Kirk Franklin
(Kirk Franklin)

Roberto Azevedo em 25/08/2005
Para o Super Gospel
The Rebirth of Kirk Franklin

Compre este CD agora

Faixas:
1. Intro
2. Hosanna
3. Caught Up
4. 911
5. The Blood Song
6. Brighter Day
7. My Life, My Love, My All
8. Lookin' Out For Me
9. He Reigns (The Medley)
10. Interlude
11. Don`t Cry
12. The Transition
13. Always
14. When I Get There
15. Interlude
16. Outro (The Blood)
Nascido e crescido no Texas (EUA), Kirk Franklin com 11 anos já demonstrava seus talentos musicais e liderava o Coral da Igreja Batista que freqüentava com sua tia. Depois de um período afastado da igreja durante sua adolescência, voltou a freqüentar a igreja local aos 15 anos de idade, momento em que recomeçou a compor.

Em 1993 assinou contrato com uma gravadora recém criada, a Gospo Centric, e lançou seu primeiro trabalho com o coral que havia formado. O cd “Kirk Franklin e The Family” foi gravado ao vivo e trazia uma sonoridade diferente no meio gospel americano, mesclando R&B, rock, hip-hop, pop, jazz e gospel tradicional. A aceitação pública foi imediata e o disco ficou 100 semanas no Top gospel da revista Billboard. Foi o primeiro álbum do gênero a vender mais de 1 milhão de cópias.

Depois deste foram gravados “Christmas” (com músicas natalinas), “Watcha Lookin´4” e “God´s property”. Em 1998 lançou “Nu nation project” (que trazia o hit “Revolution”) e contou com a participação de Bono Vox, vocalista da banda U2, e vendeu mais de 2 milhões de cópias. Depois produziu mais 2 cds. O primeiro do 1NC (one nation crew) e a trilha sonora do filme “Kingdom Come”. Em Rebirth gravou músicas de sua autoria com diversas participações de representantes da música gospel americana e o um arranjo novo para o clássico “Awesome God”, recém gravado por Michael W. Smith no cd Worship.

The rebirth (Renascimento) foi gravado ao vivo em Houston (Texas). Traz Kirk Franklin de visual novo, sem cavanhaque e careca.

Depois de uma introdução, o cd abre com chave de ouro. Hosana não decepciona os fãs que conheceram o ministério do Kirk através do sucesso Revolution. Um “levadão” de bateria dá o clima para a intro de piano. O que ouvimos a seguir é uma aula de arranjo. Acordes tríades e acordes com baixo invertido são encadeados através de convenções e transformam uma seqüência harmônica simples em um encadeamento de vozes perfeito. No meio da música temos um encadeamento de acordes cromáticos que levam pra subida de tom que são um caso a parte. Maravilhoso. A música ainda tem a ousadia de acabar em um acorde semidiminuto. Hosana foi gravado pelo Renascer Praise em seu nono cd, mas sem o peso da versão original.

Caught Up (Escolhido) é uma canção lenta no estilo muito explorado pelos americanos, em que o coro canta enquanto o dirigente ministra a igreja. Traz a participação da pastora Shirley Caesar. “Escolhido para conhecê-lo, mal posso esperar para vê-lo. Mal posso esperar para abraçá-lo. Pelo seu toque o conhecerei. Juntos Jesus e eu”.

911 é a primeira das 3 canções que não foram gravadas ao vivo. Traz a participação do pastor T.D. Jakes conhecido no Brasil com o cd e dvd “Live from The Potter´s House” lançado pela integritymusic que traz a canção “Majesty”.

The Blood song também foi gravada em estúdio. Começa com Donnie McClurkin (que teve um cd solo lançado recentemente no Brasil pela BV films e também incluído nas coletâneas anuais “WOW Gospel”, seguida de Cristal Lewis (que já gravou com Kirk a canção “Lean on me” no cd Nu Nation project e no dvd Nu Nation Tour) e Jaci Velasques.

Brighter day (Dia mais iluminado) é uma canção de gratidão no estilo que lançou Kirk Franklin ao gospel internacional. “Groovão” de primeira e a inconfundível brincadeira do vocal com o refrão no final da música. Antes de acabar a música ainda temos um bonito arranjo executado pelo naipe de metais. “Eu não sabia que poderia ser tão feliz. Eu não sabia que estaria tão seguro. Por causa do Teu amor a minha vida tem um novo significado”. Com certeza mais uma para incluir na minha coletânea mp3 ao lado de “He´s able”; “Stomp”, “Watcha Lookin for”, “Revolution”, etc...

My life, My love, My all (Minha vida, meu amor, meu tudo) é outra canção lenta no mesmo estilo da segunda. É uma canção de entrega. Desta vez sem participação especial, a ministração é feita pelo próprio Kirk. (afinal ele esta aí pra isso).

Lookin out for me (Cuidando de mim) é outro “groovão”, mas daqueles mais lentos, porém com bastante swing. É outra canção de gratidão. No final da canção, temos a participação do Willie Johnson, representante da “velha guarda da black music gospel” que faleceu pouco depois da gravação.

He reigns (Ele reina) é para mim A canção deste cd. É um medley entre Awesome God de Rich Mullins e He reigns do próprio Kirk Franklin. No melhor estilo arrasa quarteirão, vem quebrando tudo. É um funk com toques de montunos (pra quem não sabe, montuno, em uma explicação bem superficial, são aquelas frases usadas em salsa). Pena que dura pouco, mas é por isso que os aparelhos de som possuem o botão repeat.

Depois de um interlúdio temos Don´t Cry (Não chore) com uma inominável interpretação de Richard Smallwood no piano. Coisa de louco. Só ouvindo pra conferir, pois minhas palavras aqui, por melhor que fossem, não retratariam esta canção de exaltação a ressurreição de Cristo, sem a qual, em vão seria a nossa fé (1 Coríntios 15). “Não chore. Enxugue seus olhos. Ele não esta morto”.

Outro interlúdio e entramos em outra obra prima: Always (Sempre) também é ministrada por Kirk Franklin e nos envolve com clima criado nas 2 subidas de tom. Maravilhoso. É outra canção de exaltação a Jesus e a Sua promessa de que sempre estaria conosco.

Com Kirk avisando — “Essa música é sobre o céu”, chegamos a When I get there (Quando chegarmos lá) , canção que tem a melhor introdução do cd. Impossível ficar parado. Mais groove. Mais swing. Mais Kirk Franklin. E a banda? Sem comentários.

Mais um interlúdio e temos a terceira canção gravada em estúdio. Outro (The blood) traz a participação de Yolanda Adams (com sua inconfundível formação vocal jazzística) e Alvin Slaughter (que teve lançado no Brasil os cds “God can”, “Yes” e “Rain Down” pelo selo Hosanna!Music).

Fechando o cd temos uma faixa bônus com Tobymac e DC Talk que não faria falta se não tivesse sido incluída.

Musicalmente falando, Rebirth é um cd de qualidade excelente. Nada deixa a desejar em relação aos lançamentos seculares do gênero. E com a diferença primordial: Fala sobre Jesus.

O próximo trabalho de Kirk Franklin será o primeiro trabalho lançado pelo seu novo selo, o Fo Yo Soul Entertainment. Será também o primeiro álbum em estúdio gravado desde o cd “The Nu Nation Project”, lançado em 1998.

Em preparação a este que será provavelmente um álbum que irá marcar sua carreira, Kirk Franklin acabou de lançar um novo website, que pode ser acessado pelo endereço www.kirkfranklin.us. Neste site serão dadas pequenas amostras de como será o novo trabalho do premiado cantor.vSó nos resta aguardar.

(O dvd do Rebirth foi lançado com uma homenagem em memória ao tecladista Mike Robinson que também faleceu logo após a gravação.)

Texto revisado por Leone Lacerda.


Compre o CD The Rebirth of Kirk Franklin na loja virtual Gospel Goods

Atenção: As análises são escritas por usuários colaboradores do Super Gospel, e descrevem suas opiniões pessoais. Os comentários e observações não necessariamente refletem as opiniões do site.

Seja social :)

 

Deixe o seu comentário


Siga-nos no twitter

Fique ligado em música gospel: @supergospel

Conheça os lançamentos e promoções: facebook.com/gospelgoods (Loja virtual Gospel Goods)



Conteúdo Top





Parceiro

O Super Gospel, o portal da música gospel, é patrocinado pela loja virtual Gospel Goods
Loja virtual Gospel Goods
Copyright - 2001 - 2018 Supergospel. Todos os direitos reservados.