Rose Nascimento
 
Privilegiadas
Letra: Jorge Binah

Quando tudo terminou, Deus no sétimo descansou 
Mas na formação do Éden, viu que algo lhe faltou
Deus olhou para Adão, nele um sono fez cair
A Adão anestesiou, doutor Deus lhe operou,
Fez outra vida surgir
Tudo que Jeová criou foi com poder, 
Deus não precisou de fé 
Para o bem da união, da costela de Adão,
O Senhor fez a mulher

Levantem a bandeira mulheres guerreiras,
Mulheres de luta, jejum e oração 
Privilegiadas por Deus são vocês,
Por Deus protetor desde a criação 
Vocês tem história, a bíblia revela,
Mulheres valentes na obra de Deus
Ester era órfã e tão simplisinha
Deus a fez rainha, porque Deus é Deus

Ana e Sara viviam orando ao senhor,
Queriam ter filhos e Deus lhes ouviu,
Persistiram na benção, buscando poder,
E nelas a palavra do Senhor se cumpriu
Rebeca, a moça do cântaro de água ,
Casou com Isaque, porque obedeceu
Raquel, a pastora de ovelhas do Pai,
Pediu e recebeu uma benção de Deus

Quer mais, receba aí 
Quer mais, é só dar lugar
Quer mais, pode pedir,
Jesus trouxe benção pra mim e pra ti 

Débora e Miriam, mulheres valentes,
Testemunhas vivas do poder de Jeová 
Na batalha elas viram barreiras caírem,
No poder da oração, muralhas desabarem
Viram o Senhor fechar a boca dos leões 
Viram o servo Moisés com fé tocar no mar
Viram as águas se abrindo numa boca só
E o mar engolir o exército de Faraó

Para o bem da união, da costela de Adão 
O Senhor fez a mulher

Esta letra foi retirada do site www.supergospel.com.br
Supergospel - O portal da música gospel