Twitter do SuperGospel Facebook do SuperGospel

Matérias em destaque



25 melhores álbuns da década até agora

Publicada em 20/12/2015
Redação Super Gospel

A música cristã contemporânea, nos últimos anos, tem sido alvo de publicações na imprensa em geral e também de críticas por músicos, teólogos, pastores e jornalistas. A falta de criatividade e a repetição dos grandes lançamentos provoca afirmações fortes, polêmicas e nem sempre corretas. No entanto, ainda há boa música cristã. Em cinco anos, metade de uma década, é tempo suficiente para observar discos de vanguarda lançados neste período. Por isso, a equipe do Super Gospel selecionou vinte e cinco melhores álbuns da década até agora (2010-2015) enquanto o fim de 2019 está distante de chegar. No fim da década, faremos uma nova lista com cinquenta discos, podendo, ou não, incluir todos os existentes nesta seleção.


25. Vale das Sombras - Stauros
Independente, 2014

Retornando com força total, o mais recente trabalho da Stauros ganha brilho ao som do heavy e power metal conduzido pelos poderosos vocais de Celso de Freyn; guitarras bem sobrepostas de Renatinho e Alessandrinho, ancorados pela base de Raphael e Lucas.

Para ouvir: Indiferentes, Cidade do Refúgio e Apostasia


24. Teus Sonhos - Fernandinho
Onimusic, 2012

Com o riff pop rock de "A Alegria do Senhor" e a suavidade de "Jesus, Filho de Deus", Fernandinho seguiu as evoluções do álbum Uma Nova História com toques britânicos. De fato, é um dos seus trabalhos mais sólidos. (análise)

Para ouvir: A Alegria do Senhor, Jesus, Filho de Deus e Teus Sonhos


23. Felipe Silveira - Felipe Silveira
Independente, 2011

A grande façanha do filho de João Alexandre é não querer ser uma versão de seu pai, mesmo trabalhando com os mesmos compositores. Assim, sua música centralizou pelos toques de piano e pela poesia que viaja ao som da bossa.

Para ouvir: Faço Samba, Nem um Momento Só e Brisa da Manhã


22. Uma Festa na Vida da Gente - Edson e Tita
Independente, 2014

A dupla Lobo precisa apenas de um disco por década para chamar a atenção. Uma Festa na Vida da Gente, quarto trabalho de Edson e Tita, mantém a fidelidade dos músicos à mais fina bossa-jazz, com participações de músicos conceituados, como Rafael Barata, Paulinho Trompete, Charles Marrot e Idriss Boudrioua. (análise)

Para ouvir: Ser Como Ele, O Maior Poeta e Alforria


21. Paz - Heloisa Rosa
Musile Records, 2015

Madura e com influências eletrônicas, Heloisa se afastou ainda mais do padrão limitante de rock britânico congregacional. A paz é o centro de várias reflexões em um ano em que a tensão foi constante com os ataques do Estado Islâmico. (análise)

Para ouvir: O Seu Caminho, Aonde For e Ainda não Aprendi


20. A Beleza do Rei - Stênio Marcius
Independente / VPC Produções, 2010

A Beleza do Rei é o disco que definitivamente solidifica o posto de Stênio como um dos grandes poetas e músicos da música cristã nacional. Trazendo sonoridades regionais, o disco é rico em sua estrutura e teor teológico.

Para ouvir: Certezas, Lírios e Pardais e A Carta e o Mestre


19. Nada Mais Além - Aeroilis
Independente, 2010

Suave e elégico, Raphael Campos remodelou o som da Aeroilis para baladas de piano e teclado, enquanto as letras instrospectivas de Arvid Auras continuaram a se fazer presentes. "Não Importa Mais" e "Passos Lentos" são as faixas mais fortes entre confissões de crise existencial e dor. (análise)

Para ouvir: Cega Inocência, Não Importa Mais e Passos Lentos


18. Sobre Ele - Amanda Rodrigues
Universal Music, 2015

"Seu Amor" versa, com ganchos pop e reggae, um mundo complicado e o eu lírico que deseja fortalecer sua espiritualidade. Amanda Rodrigues soube, como ninguém, expor intimidade sem se despojar da poesia em Sobre Ele. (análise)

Para ouvir: Seu Amor, Em Tuas Mãos e Mais


17. Quero Aprender a Orar - Gerson Borges
Independente / VPC Produções, 2014

Mais introspectivo do que nunca, faz da oração e vida cristã fio condutor de um trabalho que passeia entre influências nordestinas, marchinhas, pop e soul. O disco, de certa forma, transmite elementos de toda a carreira de Gerson Borges.

Para ouvir: Quero Aprender a Orar, É Tão Simples e Até Ali (Salmo 139)


16. Histórias e Bicicletas (Reflexões, Encontros e Esperança) - Oficina G3
MK Music, 2013

Sem os excessos de Depois da Guerra, o Oficina G3 estava pronto para dar um salto sonoro e poético. As músicas transmitem busca de paz durante a conturbação. Influências são progressivas, experimentais e alternativas. (análise)

Para ouvir: Água Viva, Descanso e Lágrimas


15. Mais - Os Arrais
Sony Music Brasil, 2013

A vida cristã rumo à Eternidade é como um mar. A paisagem pode soar bela, mas é complexa e tem seus ônus. O indie folk dos irmãos Arrais retratou a imagem com maestria, especialmente por canções como "Rojões".

Para ouvir: Mais, Rojões e Esperança


14. Este Lado para Cima - Resgate
Sony Music Brasil, 2012

Autorreferência de On the Rock, é o disco mais forte do Resgate. Versando a necessidade de se desligar das coisas terrenas em direção ao céu, a banda atacou diretamente o neopentecostalismo e a teologia da prosperidade sob o hard rock mais cru desde os anos 90, com "Eles Precisam Saber". (análise)

Para ouvir: Eu Estou Aqui, Errando e Aprendendo e Eles Precisam Saber


13. Cabelo Solto - Marcela Taís
Independente, 2011

Marcela Taís cantou sobre simplicidade e leveza da vida ao som de pop, folk e reggae. Em tempos de tanto materialismo e competição, sua poesia soou como um alívio para a juventude prestes a ingressar à idade adulta. (análise)

Para ouvir: Cabelo Solto, Pra Você Sorrir e Naquela Rua


12. Casa Amarela - Crombie
Independente, 2011

Os fenômenos naturais creditados como autoria divina são retratados a sons percussivos e de cordas. MPB e reggae formam a sonoridade de uma banda que não utiliza-se do rótulo "gospel", mas constrói versos pautados nos princípios do cristianismo.

Para ouvir: Quando é de Manhã, Sobre o Vento e Convívio


11. Mais um Dia - Livres para Adorar
Onimusic, 2011

Eles mostraram que poderiam ser muito mais do que uma banda congregacional de britrock. Com profundidade, Juliano Son cantou sobre suicídio, morte, dor e esperança da forma mais aberta, sentimental e autêntica possível. (análise)

Para ouvir: Mais um Dia, O Ladrão em Mim e Um Lugar para Descansar


10. Esperar é Caminhar - Palavrantiga
CanZion, 2010

As letras de Marcos Almeida foram emergenciais para a divulgação do novo movimento. Músicas cristãs, mas não presas ao universo religioso, exporam uma vontade de expressar fé sem limitações. "Rookmaaker", "Seguro Vou", "Amor que nos Faz Um" e "Vem me Socorrer" são os prós desta produção britpop do cantor SILVA. (análise)

Para ouvir: Amor que nos Faz Um, Vem me Socorrer, Rookmaaker


9. Reinas em Glória - Álvaro Tito
Sony Music Brasil, 2011

Após muito tempo sem um registro de inéditas, Álvaro Tito retornou com força total e em ótima forma. Mesclando pop, soul, jazz e R&B, Reinas em Glória só mostra que o tempo veio provar que ele ainda é o maior ícone da música negra no cenário evangélico. (análise)

Para ouvir: Carregando Piano, Reinas em Glória e Minha Provação


8. Destrua o Controle - Militantes
Independente, 2010

Deixando para trás versos infantis e trazendo o olhar político e social do punk, os Militantes seguiram o do-it-yourself e apresentaram o melhor disco da carreira. Com co-produção de Clemente Nascimento (Inocentes, Plebe Rude), propõe que o individuo seja sujeito ativo, independentemente da ação alheia. (análise)

Para ouvir: Mídia da Desgraça, Sujeira no Senado e E o Próximo?


7. ...De Novo - Regina Mota
Independente, 2015

Capaz de criar uma atmosfera orgânica com instrumentos básicos, ...De Novo explora o melhor do amadurecimento musical de Regina Mota e seu arranjador Lineu Soares. A temporalidade da vida e do ser humano esboça o caminho das canções. (análise)

Para ouvir: Mensageiro, Saudade e Agora


6. Graça - Paulo César Baruk
Sony Music Brasil, 2014

Em Graça, Baruk procura ampliar seus horizontes, tal como aconteceu em Multiforme. Explorando os espaços pop de seu trabalho com os versos de Lito Atalaia ("Seven Days", "Nele Você Pode Confiar"), a obra ainda homenageia o ex-Rebanhão Janires ("A Mídia") e ainda mergulha em pop e eletrônico ("Sobre a Graça", "Ele Continua Sendo Bom").

Para ouvir: Sobre a Graça, Ele Continua Sendo Bom e A Mídia


5. Lado a Lado - Bruno Branco
Independente, 2011

Baseado em dois fundamentos, amor e simplicidade, o álbum utiliza a linguagem poética, arranjos modestos, andando sobre o folk com influências perfeitamente combinadas do blues e a MPB. A linguagem é menos engessada, distanciada dos clichês evangélicos e tenta quebrar a barreira entre o "gospel" e "secular". (análise)

Para ouvir: Simples, Reforma e Vermelho Escarlate


4. Tudo que é Bonito de Viver - Jorge Camargo
Independente, 2011

O poeta retornou para falar da poesia, do ato de poetizar e do seu interior poético. Tudo que é Bonito de Viver explora inteligentemente o coração de Jorge Camargo e sua relação com a arte. Acompanhado por grandes músicos como Felipe Silveira, Gladir Cabral, João Alexandre e Gerson Borges, figura facilmente entre seus melhores trabalhos.

Para ouvir: Imensidão, Valsa Alegre e Embelezar


3. Daniela Araújo - Daniela Araújo
Sony Music Brasil, 2011

Quando Fernanda Brum e Emerson Pinheiro criaram uma fórmula de pop na música cristã contemporânea, a única grande novidade dentro do gênero, com o passar dos anos, seria Daniela Araújo. Com seu álbum autointitulado, a artista trouxe ao seu favor o piano e arranjos da Orquestra Filarmônica de Praga, envoltos numa produção musical over-the-top. (análise)

Para ouvir: Milímetro, Guia-me e Dimensão da Luz


2. Ainda não É o Último - Resgate
Sony Music Brasil, 2010

Após anos de silêncio do rock cristão no mainstream, os membros do Resgate se juntaram e ensinaram, mais uma vez, como é que o rock se renova dentro da mesma estrutura sem se saturar. Com a pop-produção de Dudu Borges, o disco consegue jogar guitarras e hammonds em equilíbrio em meio a letras humorísticas de Zé Bruno, como "Jack, Joe and Nancy in the Mall" e sua veia à lá Traditional Jazz Band, enquanto baladas "Vou me Lembrar", "Genérica" e "Neófito" transmitem seriedade com doses de crítica. (análise)

Para ouvir: A Hora do Brasil, Jack, Joe and Nancy in the Mall e Vou me Lembrar


1. Princípio e Fim - Leonardo Gonçalves
Sony Music Brasil, 2012

Princípio e Fim mostra um Leonardo Gonçalves pop. Mais concentrado e coeso, foi o disco mais feliz em falar da eternidade, nestes cinco anos. Fugindo da superficialidade geralmente entendida por este conceito, o disco consegue explorar os anseios humanos da paz eterna dentro de um mundo conturbado e caótico. "Sublime", uma das canções mais icônicas do registro, traz a sociedade atormentada da era da informação. Outros desafios terrenos, como a hipocrisia religiosa, também se fazem presentes ("Bondade"). O perfeccionismo de Gonçalves atinge o ápice na interpretação vibrante de "Novo" e em outras composições de Tiago Arrais e Felipe Valente. (análise)

Para ouvir: Novo, Sublime e Jamais



Seja social :)

 

Deixe o seu comentário


Siga-nos no twitter

Fique ligado em música gospel: @supergospel

Conheça os lançamentos e promoções: facebook.com/gospelgoods (Loja virtual Gospel Goods)



Conteúdo Top





Parceiro

O Super Gospel, o portal da música gospel, é patrocinado pela loja virtual Gospel Goods
Loja virtual Gospel Goods
Copyright - 2001 - 2018 Supergospel. Todos os direitos reservados.