Twitter do SuperGospel Facebook do SuperGospel

Matérias em destaque



Confira os premiados da noite que marcou a história da música gospel nacional - Troféu Promessas

Rafael Ramos em 05/12/2011
Para o Super Gospel
Considerado uma das melhores casas de evento do Rio de Janeiro, o Ribalta, localizada na Barra da Tijuca, na Zona Oeste da cidade, abriu suas portas na noite de 29 de novembro de 2011 (terça-feira) para receber algumas das maiores estrelas da música gospel nacional, na que já é considerada a maior premiação do gênero: o Troféu Promessas.

O evento foi uma realização da Geo Eventos, com promoção da Rede Globo, que revelou os vencedores nas nove categorias que foram escolhidos pelo público, totalizando exatos 5.036.632 votos.

Apresentada pelo ator global Eriberto Leão (conhecido por protagonizar novelas como "Paraíso" e, mais recentemente, "Insensato Coração"), a noite teve momentos de muita emoção, alguns bem engraçados e grandes surpresas. Segundo Eriberto, aquela era uma noite única na história da música porque “o Brasil aprendeu a viver com a música evangélica”.

Após uma oração com o Pastor Silas Malafaia, a noite começou com música, ou melhor, com uma das indicadas à Melhor música – Bruna Karla cantou "Sou humano", faixa integrante do CD "Advogado fiel".

E para anunciar o vencedor da primeira categoria – Melhor clipe – foram chamados ao palco os músicos Hamilton e Zé Bruno, da Banda Resgate, que foram os mais irreverentes da noite e brincaram até mesmo com o fato de eles não terem conseguido se classificar entre os finalistas de nenhuma categoria. Após a exibição de trechos dos cinco clipes selecionados, todos conheceram o vencedor: Pavão-pavãozinho de Fernanda Brum que estava no Maranhão e foi representada pelo marido Emerson Pinheiro. “Quero agradecer a todos que participaram desse clipe e ao AfroReggae. Glória e honra ao Senhor”.

A segunda categoria foi a de Melhor CD e foi apresentada por Leonardo Gonçalves e Cristina Mel, que cometeu a maior gafe da noite trocando o nome da premiação pelo extinto Troféu Talento. Apesar do deslize de Mel, a categoria trouxe a primeira surpresa da noite em que, apesar do favoritismo de Aline Barros e Diante do Trono, a vencedora foi Damares com o CD Diamante, um dos melhores lançamentos da Sony Music Gospel. Surpresa com a conquista, a cantora agradeceu a todos os que votaram em seu trabalho: “Estou com o coração acelerado. Não tenho palavras para agradecer. É Jesus quem está fazendo tudo isso”.

Mais um concorrente à Melhor música chamado ao palco pelo goleiro Jefferson da seleção brasileira – Thalles interpretando "Deus da minha vida". “Vamos adorar o Espírito Santo com força. Abra os seus braços e adore o Espírito Santo nesta noite”, convidou o cantor que surpreendeu o próprio Eriberto Leão. Após o número musical, Jefferson voltou ao tablado acompanhado de Damares para anunciar o Melhor DVD que foi para as mãos do Diante do Trono por Aleluia. A líder, Ana Paula Valadão, agradeceu a Deus pela primeira vitória do ministério de louvor na premiação que gravou o DVD na Arena de Barretos (SP) em 2010. “Aleluia! O nosso Deus será sempre louvado. Eu devolvo a Ele toda a honra e toda glória”.

A cantora retornou com Alex Passos (Balaio Produções) para anunciar o vencedor da categoria Revelação e não teve para ninguém: Thalles foi o grande vitorioso e agradeceu completamente comovido. “Nem sem se vou conseguir falar. Quero agradecer primeiro ao meu melhor amigo: o Espírito Santo”. E voltando a falar em Ana Paula Valadão, ela apresentou mais uma concorrente à Melhor música: Aleluia.

A próxima categoria foi Melhor grupo e foi apresentada por Aline Barros e a tricampeã mundial de karatê Maria Cecília de Almeida Maia, a Ciça. O vencedor foi o Trazendo a Arca, que por estar cumprindo agenda foi representado por Ana Paula Porto, diretora da Graça Music. “Quero agradecer a todos que votaram. Estou emocionadíssima”.

Pastor Juanribe Pagliarin (Comunidade Cristã Paz e Vida) e Andrea Maier (Rádio 93 FM) anunciaram o Melhor ministério de louvor que, mais do que óbvio, foi para o Diante do Trono. Ana Paula Valadão lembrou a trajetória do ministério que hoje conta com uma nova formação e que ainda tem muita estrada para percorrer. “Somos como uma família e quero honrar tantos irmãos que neste ano passamos o bastão para uma nova geração”.

Voltando à parte musical, Damares interpretou "Um novo vencedor" que também concorria à Melhor música e foi sucedida por Alda Célia para apresentar o Melhor cantor escolhido pela votação popular, mas não sem antes deixar uma mensagem ao público. “Profetizávamos que o Brasil reconheceria o som do céu. A música cristã é uma música que transforma e nos coloca a uma canção de distância do coração de Deus”. Sem mais delongas, o vencedor foi André Valadão, surpreendendo o público e pediu aplausos aos organizadores da premiação. “Louvo ao Senhor por esse prêmio. Ele conhece o meu coração”.

Em seguida, Marcus Salles, outro que foi um dos mais irreverentes da noite, anunciou o troféu para Melhor cantora que foi para Aline Barros que não deixou de citar a filha Maria Catherine em seu agradecimento. “Estou muito feliz em celebrar o nome do Senhor Jesus. Deus tem me levantado nesta geração para fazer a diferença através do dom que Ele me deu”. A cantora ainda retornou para cantar a última indicada à Melhor música – "Ressuscita-me".

Após a última música concorrente ser apresentada foi a vez de finalmente revelarem a grande vencedora e a revelação foi feita de forma bem diferente: o envelope foi colocado embaixo da cadeira do campeão, ou melhor, campeã – Bruna Karla e a canção "Sou humano" que foi entoada pelos presentes. “Estou sem palavras. Não imaginava de receber nenhum prêmio. Esse louvor é um presente de Deus na minha vida e agradeço ao (compositor) Anderson Freire. Eu dependo do amore da misericórdia de Deus. Eu sou tua”.

Agora, se você pensa que a noite parou por aqui, se enganou. A organização do Troféu Promessas reservou um momento emocionante com uma bela homenagem pelos 35 anos do ministério de Asaph Borba, que lançou o CD "Rastros de amor", pela Som Livre.

Durante a homenagem foi exibido um vídeo que contou a trajetória do cantor, além de depoimentos da família e de amigos como Nívea Soares, Sóstenes Mendes, Davi Silva, Fernandinho e Ana Paula Valadão.

Bastante emocionado o cantor recebeu o Troféu Especial das mãos dos pastores Silas Malafaia e Marco Antônio Peixoto. Malafaia aproveitou para rebater a insinuação que Edir Macedo fez sobre os cantores evangélicos: “Vocês não são endemoniados”.

Completamente emocionado, Asaph Borba, acompanhado pela esposa Rosana Borba, agradeceu a Deus e aos amigos que estiveram ao seu lado nessa trajetória. “Eu quero louvar a Deus honrando meus amigos e irmãos. O que dá longevidade ao ministério é manter suas alianças e são cinco as alianças: com Deus, com a igreja, com os pastores e líderes, com a família e com o seu chamado”.

Ainda houve um momento de adoração com Alda Célia, Nani Azevedo, Bené Gomes e os demais indicados ao troféu que juntos interpretaram grandes clássicos do gospel nacional como "Jesus em Tua presença", "Alto preço" e "Aliança".

Encerrando a noite, o Pastor Marco Antônio Peixoto fez uma oração e resumiu a ocasião em uma frase: “Louvamos a Deus por essa noite HISTÓRICA”.

No nosso Facebook você confere as fotos, gentilmente cedidas por Rafael Paressa.

Seja social :)

 

Deixe o seu comentário


Siga-nos no twitter

Fique ligado em música gospel: @supergospel

Conheça os lançamentos e promoções: facebook.com/gospelgoods (Loja virtual Gospel Goods)



Conteúdo Top





Parceiro

O Super Gospel, o portal da música gospel, é patrocinado pela loja virtual Gospel Goods
Loja virtual Gospel Goods
Copyright - 2001 - 2018 Supergospel. Todos os direitos reservados.