Notícias

Entrevista: Maximiliano Moraes

Redação em 01/09/03 15525 visualizações
Maximiliano Moraes é músico, vocalista e arranjador vocal. Integra o Ministério Diante do Trono desde 1999. É casado com Marina.

Como e quando Deus lhe mostrou ou revelou que Ele iria lhe usar no ministério de louvor? Você pensa em lançar um CD solo?

Deus nunca me disse isso; tudo foi acontecendo naturalmente. Estudo música desde meus 7 anos, mas só comecei a fazer uso desse conhecimento para Deus aos 20 anos, depois de ter passado toda a minha adolescência desviado (me converti de fato aos 18). Fui convidado para lecionar na Faculdade Teológica Batista de Brasília, e somente a partir daí comecei a desenvolver e a caminhar segundo o dom que recebi de Deus. Entretanto, houve um tempo em minha vida, alguns anos depois, em que precisei fazer uma escolha: desenvolvimento curricular e prosperidade financeira ou a obra de Deus. Optei pela segunda alternativa, e então tive mais duas escolhas: confiar em Deus ou confiar em Deus. Desta vez sem alternativa, eu confiei. Todas os planos de Deus para nossas vidas se confirmam por 3 meios: a Palavra de Deus, a testificação do Espírito Santo e as circunstâncias a favor. Dessa forma os propósitos foram se confirmando em minha vida, bastando para isso que eu fizesse a minha parte: buscar e confiar em Deus. A Palavra nos diz que devemos buscar primeiro o Reino de Deus e Sua justiça, e todas as coisas nos serão ACRESCENTADAS. Por isso, não precisamos "empurrar" os planos de Deus com nossa barriga, porque Ele é perfeito e nós, não. Quanto a um CD, não, não penso. Da mesma forma que tudo em minha vida, se for o propósito de Deus que isso seja feito, ele mesmo confirmará.

Como você encara as atitudes das pessoas que confundem a adoração a Cristo para adorar o grupo Diante do Trono?

Nosso papel não é julgar a ninguém, mas amar e orar por todos. Muitas pessoas realmente estão com a visão fora de foco, mas outras estão desesperadamente carentes, precisando urgentemente de um abraço ou uma palavra de bênção e encorajamento. Muitas vezes é necessário haver certa distância entre os integrantes do grupo e os irmãos por causa dos que estão fora de foco - muitas vezes chegamos a ser agredidos, mesmo sem intenção - , mas não queremos agir como se fôssemos diferentes. Se for possível abraçar, abraçaremos; se for possível conversar, conversaremos. Quanto aos que permanecem com a visão distorcida, é nosso papel orar ainda mais por elas. Queremos atingir um nível de intimidade com Deus onde não seja possível mais olhar para nós sem ver a Jesus - e se isso ainda não aconteceu é porque precisamos buscar ainda mais.

Com o crescimento e sucesso do grupo, com certeza sempre existe uma tendência humana de se exaltar. Porém o DT mostra uma procura constante de elevar o nome do Senhor, e não do grupo em si. É preciso um esforço para tirar o foco do público do levita e colocar o foco em Deus. Como isso é feito como grupo? Como isso é feito por você, no dia a dia?

Não é necessário esforço. Tudo o que precisamos é preferir a Deus sempre. Uma das coisas de que temos maior consciência é que no dia em que acharmos que algo vem de nós mesmos, Deus nos tirará da obra.

Com a correria do dia-a-dia como você consegue ter o seu momento com o Senhor?

Sempre. Isso não significa que não faço mais nada a não ser orar; significa, sim, que consigo hoje reconhecer Deus em tudo e ouvi-lo a todos os momentos. Nossa vida com Deus requer equilíbrio; qualquer extremo é prejudicial. Precisamos ser excelentes em nosso trabalho, em nossos afazeres domésticos, no cuidado com nossa família e principalmente em nossa busca com Deus. E para tudo é necessário dedicar tempo de qualidade. Por isso, sempre que tenho oportunidade converso com Deus como estou conversando com você, expondo meus pontos de vista e aprendendo os de Deus, mas o tempo de qualidade que dedico a ele é em meu quarto com a porta fechada, no escuro e em silêncio. É mais fácil ouvi-lo assim.

Qual a importância do estudo ou da formação musical para um levita? O estudo profundo é necessário, ou é a unção que vai contar no final?

Certamente Deus capacita os chamados. Mas é obvio que Ele também se alegra em colocar pessoas capacitadas em sua obra - desde que seu coração não esteja no conhecimento, e sim em Deus. Dessa forma caminhamos segundo o nosso dom, que nos é dado por Deus justamente para isso. Mas nada substitui o agir do Espírito Santo. Uma pessoa que tem um dom e busca desenvolvê-lo, e ainda tem o coração completamente voltado para Deus e é cheio do Espírito Santo, é uma bomba no inferno.

Na sua opinião, qual o requisito principal que um levita deve ter?

Humildade.

Quais bandas congregacionais e não-congregacionais você ouve (em casa, no carro, etc)? Por favor, cite exemplos.

Ouço música muito menos do que parece. Geralmente, ouço quando estou dirigindo, tomando banho ou cozinhando para minha esposa. Me deleito em tudo o que tem unção, mas ouço de tudo - principalmente músicas internacionais (Deliriou5, Broken Vasels, Anointed, Third Day, Hillsong, Jason Upton). Ouço também o Pr. Cirilo, David Quinlan, Asas da Adoração, Trio, Filhos do Homem, Ludmila Ferber e a Nívea.

Na sua opinião, o cristão pode ouvir música secular? Você ouve?

Não. Deus criou a música para o louvor da Sua própria glória; o diabo a rouba e a deturpa. Deus é poderoso e absoluto para dar criatividade e unção aos seus filhos para que haja canções com qualidade e que transformem as vidas. Não precisamos de influências seculares; precisamos da influência do Espírito Santo.

Quais são os cantores (ou bandas) que lhe influenciaram ou influenciam até hoje?

Nenhum.

Quem você acha que é modelo de louvor e adoração hoje no Brasil, em termos de espiritualidade, letras de músicas e arranjos musicais?

Minha visão quanto a isso é diferente. Tenho muitas pessoas como exemplos pessoais de humildade, de sabedoria, de prudência e de discernimento das coisas espirituais, mas meu único modelo é Jesus. Se as letras ou os arranjos de muitas canções nos edificam, certamente foram dadas por Deus, e eu tenho o mesmo acesso a Ele que todos têm. Eu mesmo não quero ser modelo de ninguém, mas se puder edificar a vida de alguém com alguma coisa que tenha aprendido com o Senhor, isso será uma bênção, mas nada além de meu papel como cristão - frutificar o fruto do Espírito.

Que conselho você deixaria para um levita que está no ministério de louvor de sua igreja mas sonha em um dia ser tão conhecido como o Diante do Trono?

Não sonhe com isso. Certamente Deus nos conhece a todos, e isso basta. Se nos tornarmos conhecidos dos homens, isso será um acréscimo - e que seja para mostrar a glória de Deus.

Deixe um recado para todos os usuários do Supergospel.

Alegrem-se sempre. Orem continuamente. Dêem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus. Não apaguem o Espírito. Não tratem com desprezo as profecias, mas ponham à prova todas as coisas e fiquem com o que é bom. Afastem-se de toda forma de mal. (I Tessalonicenses 5.16-22, Nova Versão Internacional).

Ouças as músicas e saiba mais sobre: Diante do Trono

Veja também no Super Gospel:


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook