Twitter do SuperGospel Facebook do SuperGospel RSS - SuperGospel

Matérias em destaque




Análise

CD Fruto de amor
(Aline Barros)

Jonatha Cardoso em 19/03/2012
Para o Super Gospel
Clique em Compartilhar e divulgue esse conteúdo com os seus amigos no Orkut
Com produção de Ricardo Feghali e de Cleberson Horsth – ambos integrantes da banda Roupa Nova -, Fruto de amor é o quinto álbum de Aline Barros, lançado em 2003 pela AB Records. Possui onze canções gravadas em estúdio, contendo músicas versionadas e originais.

Esse CD é importante na carreira de Aline pelo seguinte: Fazia quase três anos que ela não lançava discos de músicas gospel. Ela passava por um momento muito alegre, que era a chegada de seu filho, Nicolas – das quais recebeu uma canção em sua homenagem. Além disso, ela enfrentava uma grande tribulação, ao saber que tinha um problema nas cordas vocais, tendo que parar de cantar por um tempo.

Mesmo assim, Aline não desistiu, e resolveu lançar esse álbum. E ele foi um presente para ela, visto que ele conseguiu o Disco de Platina, com vendagem superior as 300 mil cópias. Além disso, ela conquistou o seu primeiro Grammy Latino, como Melhor álbum de música cristã em português.

Começamos o repertório com Digno é o Senhor, versão de "Worthy is the Lamb", de autoria de Darlene Zschech. A canção tem arranjos mais ou menos semelhantes aos originais do Hillsong, mas por causa do peso excessivo da bateria, prefiro a versão de Aline. Aliás, a voz de Miriam Webster é muito boa, mas a de Aline combina mais com a canção. O conjunto dela faz ser uma das melhores do set list, sem dúvida.

Continuamos. Você é de Deus, de autoria de Marcelo Manhãs, é uma canção bem agitada, com bom peso das percussões e toques do piano e da guitarra – me lembra estilo de várias canções americanas. Mesmo com o problema na voz, dá pra ver a qualidade de Aline durante a música. Destaque para o backing vocal – excelente, como sempre.

Uma introdução no teclado nos traz Tempo de mudar, de Jonatas Santos. Canção mais leve, nos arranjos e na voz de Aline. Não sou grande fã da letra. Nessa canção dá pra notar claramente que os enfeites que Aline era acostumada a fazer não saíram tão fortes como antes, mas ainda assim são excelentes. Belo solo de guitarra ao longo da canção.

Sou fã da letra de Nossos planos, também de Manhãs, que é uma grande mensagem para aqueles que não entendem, muitas vezes, o plano de Deus para nós. Tem um estilo parecido com Você é de Deus, mas com uma batida mais legal. Dá pra perceber alguns toques “eletrônicos” na canção, como a sobreposição de vozes no coro. Muito bom.

Sinceramente, adoro a versão de Aline para Bem mais que tudo, de autoria original de Lenny Leblanc e de Paul Baloche. A voz de Aline, aliado ao arranjo simples, mas perfeito, faz dessa, junto da primeira faixa, uma das melhores. O backing no coro também é excelente. A letra nos fala de que o Senhor é maior que todas as coisas, para nós.

Clame o nome de Jesus é uma das minhas favoritas, pois alia uma introdução muito bem construída, nos teclados, a um arranjo com estilos mais eletrônicos, além de uma voz bem colocada – sem forçar, exatamente no ponto necessário. A letra versa que sempre que passamos por algum problema, devemos clamar pelo nome de Jesus.

Aurélio Rocha é o autor de Primeiro amor, música bonita pela letra. Não gosto muito dos arranjos, principalmente do ritmo da percussão. A letra versa do nosso desejo de nos arrependermos e voltarmos ao primeiro amor – o começo de tudo. Os violões e teclados até aparecem, mas não muito.

Continuamos com Cantarei desse amor, versão de Edson Feitosa para a canção "I could sing of your love forever", de Martin Smith. Tem a condução dos violões e da percussão. Um excelente dueto de Aline com PG. A letra é muito boa, e no pós-coro, ambos usam e abusam de suas excelentes vozes. Ótima canção rápida.

Uma bela introdução no piano é o início de Senhor, não há ninguém como tu, versionada de David e Antonia Lawrence. Belo backing vocal. É uma canção simples, que me lembra aqueles corinhos que cantava nas escolas bíblicas – me lembra um pouco o antigo "Fico feliz". Legal os aumentos de tons ao longo da canção. Alguns toques de teclado e órgão diferenciam a música.

A próxima canção, como dissemos anteriormente, é uma homenagem de Aline Barros ao seu filho, Nicolas. Embora o título seja esse, a letra é praticamente genérica, que fala sobre o desejo que se tem pela vida dele, e pela bênção que ele traz desde que nasceu. Os arranjos me lembram um pouco o estilo petencostal, de várias cantoras.

Pra encerrar, temos A comunhão da tua glória, que tem um estilo diferente nos arranjos. Gosto bastante da canção, pela letra e pela voz de Aline, além do backing excelente. Os sons do teclado, além da bateria são bem legais. A canção fala do nosso desejo pela comunhão da glória do Senhor.

Amados, esse é um excelente CD de Aline, que marca a transição dos CDs de estúdio para os CDs gravados ao vivo.

Bela pedida para se ter em casa!

Que Deus te abençoe!

@jonathacardoso

Compre o CD Fruto de amor (Aline Barros) na loja virtual Gospel Goods

Atenção: As análises são escritas por usuários colaboradores do Super Gospel, e descrevem suas opiniões pessoais. Os comentários e observações não necessariamente refletem as opiniões do site.

Seja social :)

 

Deixe o seu comentário


Grátis: Novidades em seu email


Siga-nos no twitter

Fique ligado em música gospel: @supergospel

Conheça os lançamentos e promoções: @gospelgoods (Loja virtual Gospel Goods)



Novidades em seu email

Conteúdo Top





Parceiro

O Super Gospel, o portal da música gospel, é patrocinado pela loja virtual Gospel Goods
Loja virtual Gospel Goods
Fique ligado no que acontece no Super Gospel: Siga-nos no Twitter, receba atualizações via RSS ou e-mail.
Copyright - 2001 - 2011 Supergospel. Todos os direitos reservados.