Twitter do SuperGospel Facebook do SuperGospel RSS - SuperGospel

Matérias em destaque




Análise

DVD Made in Brazil
(Metal Nobre)

Georgeton Leal em 13/07/2012
Para o Super Gospel
Clique em Compartilhar e divulgue esse conteúdo com os seus amigos no Orkut
Made in Brazil

Faixas:
1. Guerreiro de Deus
2. Janelas do Céu
3. Mensageiro
4. Exaltar-te-ei
5. Não Tem Que Ser Assim
6. Silêncio de Deus
7. Vou Confiar
8. Fala Deus
9. Eu Quero Ver
10. Não Vou Calar
11. Corinho
12. Louvai
13. Esperar em Deus
14. Metal Nobre
15. Jerusalém
Após o sucesso do primeiro CD/DVD do Metal Nobre (“Nas Mãos do Senhor”, que até hoje, é bastante elogiado), muitos se perguntavam quando a banda iria novamente lançar outro álbum ao vivo, uma vez que sua performance “live” agradou demais ao público, que tanto esperava por um trabalho áudio-visual de boa qualidade nesta linha do Rock Gospel, o qual até no início dos anos 2000, possuía poucos representantes nacionais visíveis na mídia.

Pois bem, demorou, mas chegou! O mais novo DVD do Metal Nobre é fruto de um árduo trabalho que vem sendo organizado desde 2008 com registros feitos em quatro diferentes cidades do Brasil: Manaus (AM), Brasília (DF), Goiânia (GO) e São José do Rio Preto (SP). Em comparação ao último registro ao vivo da banda, “Made In Brazil” apresenta características que definem não apenas um show, mas também, um culto de louvor e adoração ao Deus Todo Poderoso. As mensagens do vocalista JT no decorrer do evento reforçam este propósito, trazendo um diferencial elevado ao desígnio da gravação.

Antes de mais detalhes, convém falarmos também um pouco sobre o motivo da demora deste lançamento, o qual é um caso interessante e até bastante incomum, pois logo após as gravações, a produtora responsável pela edição de áudio e vídeo não deu continuidade ao projeto, deixando apenas o material "bruto" das gravações. Porém, no final de 2010, o tecladista da banda, Hirion Jr., decidiu tomar a iniciativa do projeto e aprendeu a manusear programas de edição de imagens, se esforçando desde aquele momento em editar a captação de todas as 35 câmeras usadas nas filmagens, dedicando-se durante várias noites em claro a fim de concluir o tão esperado trabalho que hoje chega acompanhado de grande expectativa pelo público.

A princípio, este DVD já inova quanto ao conceito gráfico moderno e sofisticado, idealizado pela DRZ designe. A produção executiva é a mesma do DVD anterior, com JT e Sérgio Domingos (S4 Produções) na direção. Partindo para o repertório, temos um apanhado de músicas dos dois últimos álbuns (“Ao Teu Lado” e “Alta Voltagem”) mais algumas regravações de clássicos do Metal Nobre com certas alterações nos arranjos, fato este, que certamente não deverá dividir opiniões entre os apreciadores do ministério. A propósito, percebe-se que a razão de haver regravações se dá também à necessidade de suprir a falta de alguns lançamentos antigos do Metal Nobre no mercado, os quais se tornaram raros nos últimos anos (como por exemplo, os que eram distribuídos pela extinta Gospel Records).

Já sobre a questão de sonoridade, Made In Brazil traz tanto o rock já característico de JT & Cia quanto as baladas que revelam o lado mais “pop” da banda. As distorções pesadas da guitarra ainda continuam bem presentes e o teclado agora ganha mais espaço nos arranjos. O timbre heavy da voz de JT permanece irredutível e consistente na interpretação das faixas mais pesadas e com uma feição aparentemente branda nas canções mais lentas, evidenciando uma adaptação interessante para os aspectos vocais exigidos de acordo com cada música tocada.

Partindo então para o início do show, me considero suspeito em falar do mesmo uma vez que sempre considerei super atrativas as aberturas de DVDs que oferecem um tom de suspense e mistério antes da primeira música, o que é o caso de Made In Brazil, que proporciona esta sensação ao telespectador já desde o começo através de várias imagens temáticas de guerra que fazem uma alusão comparativa à batalha espiritual do Cristão como Guerreiro do Senhor.

E é dentro deste contexto que começa a introdução de Guerreiro de Deus sob o uso dos strings e das carregadas distorções. A grande novidade nesta versão é algo até então inédito e que surpreende: o acompanhamento de 3 baterias sendo tocadas ao mesmo tempo! A participação especial das baterias adicionais é de Diego Correa (Dídio) e Luiz Coyote que simplesmente, mandaram muito bem não só nesta ocasião como também em outras músicas gravadas em São José do Rio Preto.

Outro detalhe a ser ressaltado é a animação do público na hora de cantar o refrão, chegando a competir até mesmo com o som dos instrumentos.

Na sequência, Janelas do Céu aparenta ser mais pesada no início, mas logo se desvenda mais leve, não perdendo, entretanto, a dinâmica durante a canção. A letra lembra o estilo típico de cânticos congregacionais.

Apesar de já ter tido uma versão de estúdio e outra ao vivo, a música Mensageiro foi novamente regravada, reafirmando mais uma vez a missão da banda brasiliense em pregar o evangelho de Cristo através do bom e velho rock roll. Desta vez, foi feito um pequeno acréscimo na introdução, juntamente com o realce do teclado em alguns pontos significativos da mesma.

Os sugestivos remakes de antigos corinhos sempre estiveram presentes na carreira do Metal Nobre, como podemos notar em Exaltar-te-ei, que leva uma batida bem Punk onde o pedal duplo predomina nitidamente.

"Se Deus não serve pra pessoa que você ‘ama’ essa pessoa não serve pra você", com esta célebre frase de JT, inicia-se a linda balada Não Tem que Ser assim, que apresenta uma letra ousada que trata sobre o julgo desigual no relacionamento cristão. Apesar de conter uma abordagem temática diferente, (que pode até chocar os ouvintes de “primeira viagem”), nem de longe destoa a set list do DVD. Em seguida, temos a tocante Silêncio de Deus, que faz parte do time das composições mais recentes da banda e demonstra logo de cara as qualidades essenciais de um belo hit radiofônico. A letra é uma expressão sincera do clamor de nossos corações perante as circunstâncias em que, aparentemente, não conseguimos ouvir a voz do Senhor.

A partir de Vou Confiar (cd “Metal Nobre III”), JT ministra a respeito da confiança em Deus nos momentos mais difíceis da vida e sobre o fato de que não devemos desistir de nossos sonhos. É a faixa que em minha opinião, havia faltado no álbum “Nas Mãos do Senhor”, mas que também encontrou uma ótima posição neste novo repertório.

Fala Deus é um louvor de entrega que nos remete a um perfil mais contemplativo e até mesmo, devocional (isto é possível usando o rock? Metal Nobre nos mostra que sim!). Logo após, inicia-se um breve instrumental, onde a espontaneidade da guitarra se une à destreza do teclado em uma parceria simples, mas otimamente combinada com os três bateristas, emendando assim, com uma nova tomada metaleira na canção Eu quero Ver, que é um convite de exaltação e celebração a Deus ao som de um musical intenso e pesado, do jeito que o Metal Nobre sabe fazer.

Certos trechos de Não Vou Calar traz algumas influências do Glam Metal, típico de algumas bandas de rock dos anos 80. Os acordes lembram também um pouco as antigas músicas de Degarmo&Key e/ou Petra.

Na sequência, vem Corinho (Três Palavrinhas Só) que mais uma vez é apresentado com muito bom humor em sua versão “upgrade”, aonde JT chega inclusive a descer do palco para cantar em meio à agitação da galera, que acompanha unânime a música.

Sem sombra de dúvidas, Louvai continua sendo um grande sucesso mesmo depois de mais de uma década desde sua primeira gravação no álbum “Revelação” (1999). É uma das canções que mais evidencia a presença do teclado e que também possui o solo de guitarra mais longo do DVD, dando-nos uma sensação de êxtase ao escutar os improvisos de Leonel durantes os minutos finais do instrumental. Este é um daqueles louvores que todo Cristão deveria ouvir e cantar nos momentos da tribulação.

Com algumas modificações mínimas, Esperar em Deus mantém sua postura robusta, não perdendo o bom exemplo de suas versões anteriores. Os cativantes ganchos desta canção ainda soam bastante atraentes, mostrando muita atitude neste que pode ser considerado um dos maiores hits da banda. Uma música perfeitamente estruturada em todos os sentidos!

A penúltima faixa, Metal Nobre (lançada primeiramente em 2002), é uma referência ao próprio nome do ministério. Pra não perder o costume, a guitarra dá novamente um show na hora do solo, o que não podia ser diferente em se tratando da admirável técnica de Leonel Valdez nas seis cordas. Apesar do peso da música, ainda nota-se que o uso das três baterias não sobressai ao som dos outros instrumentos.

E para encerrar, temos Jerusalém, que não poderia ficar de fora deste registro, uma vez que ela é uma das mais pedidas nos shows da banda. Mais uma vez os três bateristas se unem, agora, para o gran finale. A execução brilhante do solo de Leonel mesclado ao teclado de Hirion é um espetáculo e tanto, merecendo ser destacado como um dos ápices do show. Realmente, um momento ímpar que encerra o DVD de forma extremamente excepcional.

Antes de concluirmos, um último ponto importante que vale ser ressaltado são os vários extras do disco, nos quais podemos conferir um videoclipe bem bolado da música “Não Tem que ser Assim” (juntamente com a explicação da história real da mesma e os bastidores da filmagem do clipe); o descolado Making Of da produção do DVD, com depoimentos comoventes de JT e Hirion; o solo das baterias de Dídio, Coyote e PH; dois videoclipes ilustrados (“Guerreiro de Deus” e “Não Tem que ser Assim”) na versão Metal Nobre Mirim e ainda, uma homenagem especial aos admiradores do ministério.

No geral, “Made In Brazil” é musicalmente vigoroso e sem muitas flexões óbvias, tendo o que há de melhor para um projeto desta estirpe: canções instigantes repletas de frases melódicas envolventes numa fusão incisiva com diversas vertentes do rock e tudo isto, sob a poderosa unção do Espírito Santo. Certamente, os fãs da banda irão detectar neste novo trabalho um amadurecimento equilibrado que pode muito bem projetar o Metal Nobre a novos níveis de habilidade artística e popularidade.

Finalizando, se você curte um bom Rock de louvor e adoração a Deus, este lançamento lhe é mais do que recomendado, mas se por outro lado, você ainda não tem afinidade com o Rock Cristão ou demonstra algum tipo de preconceito com o mesmo, lhe aconselho a colocar todas essas indiferenças de lado e assistir atentamente a este espetacular trabalho musical feito com competência e qualidade. Com certeza, você irá comprovar que o Rock, além de ser um estilo musical, é também uma excelente ferramenta para anunciar a palavra de Deus e adorar o seu santo nome.



Atenção: As análises são escritas por usuários colaboradores do Super Gospel, e descrevem suas opiniões pessoais. Os comentários e observações não necessariamente refletem as opiniões do site.

Seja social :)

 

Deixe o seu comentário


Grátis: Novidades em seu email


Siga-nos no twitter

Fique ligado em música gospel: @supergospel

Conheça os lançamentos e promoções: @gospelgoods (Loja virtual Gospel Goods)



Novidades em seu email

Conteúdo Top





Parceiro

O Super Gospel, o portal da música gospel, é patrocinado pela loja virtual Gospel Goods
Loja virtual Gospel Goods
Fique ligado no que acontece no Super Gospel: Siga-nos no Twitter, receba atualizações via RSS ou e-mail.
Copyright - 2001 - 2011 Supergospel. Todos os direitos reservados.