Twitter do SuperGospel Facebook do SuperGospel RSS - SuperGospel

Matérias em destaque




5 assuntos que você deve saber antes de gravar um CD - parte 3 - Pré-produção [Dica]

Ed Oliver em 05/02/2012
Para o Super Gospel
Clique em Compartilhar e divulgue esse conteúdo com os seus amigos no Orkut
Chegamos agora na terceira parte de nossa série, onde trataremos sobre Pré-produção que, assim como os outros tópicos, é fundamental para o sucesso de um CD.

Quem quiser acompanhar os posts anteriores, confira os links abaixo:
- Identidade Musical
- Repertório

Na Pré-produção é definida quase tudo o que acontecerá na música. É através dela que teremos a noção da sua estrutura antes mesmo de gravar os instrumentos definitivos.

Na "Pré", como a chamamos de costume, definiremos:
• Beat ou BPM
• Tonalidade
• Duração
• Harmonia (Acordes)
• Introduções, passagens, pausas, descansos, interlúdios e etc...

Cada um trabalha de uma forma diferente. Alguns gravam todos os intrumentos guias ou parte deles de forma sequênciada. Outros gravam as idéias para depois gravar as definitivas. Outros gravam só a parte harmônica para ter uma base para gravar a bateria e os demais instrumentos. E ainda outros preferem partiturar tudo sem gravar uma prévia (o que particularmente acho arriscado, mas é claro, está é só minha opinião.)

- O Beat é importante para definir a velocidade em que a música será tocada. Às vezes se toca algo ao vivo ou sem gravar, mas quando é gravado a Pré se vê a necessidade de aumentar ou diminuir o Beat, ou seja, deixar a música um pouca mais rápida ou um pouco mais lenta.

- A Tonalidade talvez seja um dos maiores erros nas gravações. O que tem que se entender é que a tonalidade da música deve estar de acordo com o cantor e que as melodias devem estar em uma altura confortável. Não que não se possa gravar tonalidades altas, não é isso, mas em primeiro lugar, um disco "gritado", fica tenso e difícil de ser ouvido por inteiro.

Outra coisa que deve ser observada é que o cantor sempre interpretará várias músicas em um show, apresentação ou culto, o que forçará a sua voz se cantar tudo muito alto.

E por último, quando a melodia da música é muito alta, o cantor não conseguirá fazer um improviso acima da melodia, uma vez que ele já estará no seu limite vocal, ou seja, a música perde a surpresa, você a ouve e sabe que ela só chegará até ali.

- É atráves da Pré que temos noção de quanto a duração da música. Ao gravar a primeira vez com introdução, estrofe, coro e etc, às vezes você percebe que a música poderia repetir alguma parte a mais, ou a menos, ou mesmo a criação de algum solo, inteludio e etc... Então a Pré é ótima porque tem a possiblidade de observar estas coisas e ter certeza de como a canção será.

- É importante prestar muita atenção na harmonia, pois como alguns compositores tem o conhecimento limitado da mesma, é necessário muitas vezes rearmonizar a música, ou alterar uma coisa ou outra. A harmonia e a melodia são as responsáveis pelo sentimento e é preciso dar muita atenção a esta parte. Às vezes, em um repertório, existem passagens harmônicas parecidas e é função do produtor fazer com que as música se diferenciem, mudando algo no arranjo, porque se algo se tornar repetitivo, o CD acaba ficando chato.

- E por "último", pra resumir, temos a Introdução, intelúdios, passagens, pausas, descansos e etc... Embora isso não seja, necessariamente, função do produtor e sim do arranjador, é algo que se deve prestar atenção, muita atenção.

A introdução é primeira coisa que se ouve antes da voz entrar, por isso, se errar neste ponto, a música pode ficar comprometida.

A introdução tem que ser tão boa quanto a música. Também é importante lembrar que elas não devem ser parecidas para não confundir ou enjoar quem está escutando. Procure ouvir as músicas do CD como um todo, pra saber se tem algo muito em comum nas músicas. É bom usar idéias diferentes, pois como já disse, se um CD soar de forma versátil, em termos de arranjo, ajudará a ficar mais agradável.

Afinal de contas, um CD deve ser olhado como um contexto e não cada música individualmente. Também desencane com muita regra de mercado, nem todas as músicas serão tocadas nas rádios ou ao vivo e tem coisas que devem ser feitas para somar no CD.

Lembre-se:
- O CD é um conjunto de músicas,
- Procure não ser repetitivo,
- Tenha o desafio de fazer as pessoas ouvirem seu trabalho sem pular as faixas.

Grande abraço!!

Fonte: Supergospel

Seja social :)

 

Deixe o seu comentário


Grátis: Novidades em seu email


Siga-nos no twitter

Fique ligado em música gospel: @supergospel

Conheça os lançamentos e promoções: @gospelgoods (Loja virtual Gospel Goods)



Novidades em seu email

Conteúdo Top





Parceiro

O Super Gospel, o portal da música gospel, é patrocinado pela loja virtual Gospel Goods
Loja virtual Gospel Goods
Fique ligado no que acontece no Super Gospel: Siga-nos no Twitter, receba atualizações via RSS ou e-mail.
Copyright - 2001 - 2011 Supergospel. Todos os direitos reservados.