Twitter do SuperGospel Facebook do SuperGospel RSS - SuperGospel

Matérias em destaque




Confira detalhes sobre a 15ª gravação do Ministério de Louvor Diante do Trono - #CreioDT15

Publicada em 15/06/2012
Redação Super Gospel
Clique em Compartilhar e divulgue esse conteúdo com os seus amigos no Orkut
A abertura:

O pastor-presidente da Igreja Batista da Lagoinha (IBL), Márcio Valadão abre, às 17h15, a programação de gravação do 15º CD e DVD do Diante do Trono, ministrando ao público que começava a chegar ao Sambódromo, local da gravação, o texto bíblico de João 3.16. Em seguida, ora pelo evento, incentivando todos a clamarem pelo país, em grupos de quatro pessoas. “Você está aqui como adorador e, não como espectador”, disse. Ele também pede que todos intercedam pelos profissionais que trabalham no evento (equipes de som, filmagem, músicos, cantores etc.). Neste momento, muitas pessoas já estão nas primeiras arquibancadas e milhares começam a chegar da “Marcha para Jesus” (evento este que antecedeu a gravação).

O pastor Felippe Valadão, esposo de Mariana Valadão, começa a louvar com a canção “Ao Único” (Asaph Borba) e a multidão que estava sentada levanta as mãos em adoração. Em seguida, ele canta “Me Ama” (DT 14) e o público vibra muito, cada vez mais rendido. “Cante para o irmão que está ao seu lado: Ele te ama.” A partir daí, ele relembra hinos antigos, tais como: “Amigo Fiel” (DT 2), “Porque Ele vive” e “Segura na mão de Deus” (Corinhos evangélicos).

No exato momento em que o pastor Felippe termina o refrão, pastores se ajoelham no palco para orar, na respectiva ordem: Jonatas Câmara (Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Amazonas – Ieadam), Márcio Valadão, Marcio e Márcia Cordovil, Nilson Cardoso e apóstolas Joice Alexandre e Leonete Cunha, do Ministério Internacional da Restauração – MIR. Todos clamam pela salvação da cidade e restauração dos lares. Uma das orações mais intensas foi a da apóstola Joice: “Os céus de Manaus proclamam a restauração das famílias.” No intervalo de cada oração, Felippe canta “Milagres” (André Valadão) e “Hosana” (versão Mariana Valadão).

Quando Joice termina, o pastor Márcio Valadão traz mais cinco pastores para interceder, enquanto Felippe Valadão canta “Poderoso Deus” (Santa Geração). Pastor Márcio ora para que Deus derrame unção sobre o público: “Nesta noite, queremos manifestar a glória do Senhor. Que você possa sair daqui de um modo diferente, com o brilho do Senhor no seu rosto. A luz resplandece nas trevas e as trevas nunca prevalecerão sobre a luz.” Entra o pastor Felippe cantando hinos antigos como “Eu Navegarei”. Após o refrão, o pastor Márcio fala sobre o amor de Deus e pede ao público que proclame o Salmo 23. “A Palavra diz que Cristo amou a Igreja. Fomos comprados pelo seu sangue.” Às 19h, Felippe canta “Aleluia” (apenas aleluia, repetidamente), formando um coro de muitas vozes. Com o violão ao fundo, pastor Márcio intercede por proteção e segurança durante a gravação, enfatizando que, em 15 anos, nunca houve um incidente durante as gravações.

Neste momento, o presidente do Ministério Internacional da Restauração (MIR), apóstolo Renê Terra Nova, amigo pessoal da família Valadão, sobe ao palco para orar. Com base no tema/nome do CD e DVD “Creio”, ele pede ao público que profetize: “Eu creio que estou debaixo de céus proféticos. Eu creio na salvação de Manaus. Eu creio que faço parte do avivamento.”

Nova troca de pastores, desta vez, com vereadores, deputados e senadores evangélicos, mais a diretoria da Ordem dos Ministros Evangélicos do Estado do Amazonas (Omeam). Cada um veste uma camisa vermelha com uma letra, que forma a frase “Eu creio na unidade”. O Presidente da Omeam, pastor Valdiberto Rocha, pede que todos orem pelos irmãos parlamentares e para que Deus coloque um homem segundo o coração Dele na presidência do Brasil. “Quando o justo governa, o povo se alegra (Provérbios 29.2).” Ele ainda fala sobre a importância da unidade da Igreja e cita o Salmo 133: “Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união.”

Em seguida, o apóstolo Renê Terra Nova volta ao palco para informar que 19 trios elétricos fecharam as duas vias de uma das principais avenidas de Manaus, a Djalma Batista, com o recorde total de 750 mil pessoas – tal marca jamais foi registrada nas 18 edições anteriores da Marcha para Jesus. Em 2011, 600 mil pessoas marcharam. O público vibra com a notícia e o pastor Márcio Valadão entoa “Jesus Cristo, eu te amo”. Com o fim do refrão, em meio às palmas, todos gritam “Jesus” várias vezes. Antes de descer do palco, ele conclui: “Eu creio que Manaus será a melhor gravação que o Diante do Trono já fez.” (Nesse momento o público vibrou muito.)

Ana no palco:

Às 19h50, todos os músicos, com exceção de Ana Paula Valadão, entraram no palco e começam a cantar “Águas Purificadoras” (DT 3). Ela entre em cena durante o refrão, e muito aplaudida, caminha pela passarela montada em meio ao coral em formato de “D” (logo que representa o Ministério Diante do Trono). “Estamos como quem sonha. Há três anos Manaus está no nosso coração e nos sentimos tão acolhidos. Queremos agradecer a cada pessoa, a cada servo que se dispôs a ajudar.” A pastora Ana Paula pede a colaboração de todos para a parte técnica, com a gravação dos aplausos e gritos de júbilo. “Vocês só vão entender quando assistirem ao DVD.”

A gravação:

Às 20h25 a banda inicia a primeira música, “Toma o Teu lugar”, mas Ana Paula se emociona com a coreografia do coral e interrompe a gravação. “Estou muito emocionada! Quem fez essa coreografia? Foi o coral? Vocês estão lindos!”. Ela pede ao coral para mostrar as ondas com as mãos. “Como é que vocês fizeram? Isso é uma onda? É a onda do rio de Deus!”. Ela ri e dá o sinal para recomeçar a gravação. A percussão agita o público, com muitas batidas, como um sinal de guerra.

Uma homenagem musical:

Para priorizar o ritmo da região, os músicos utilizaram a percussão – sempre com batidas fortes e marcantes para lembrar a emissão dos sons da floresta, ou seja, das tribos indígenas. Em uma das coreografias do coral, na música de abertura, lembrou os banzeiros dos rios amazônicos – é como são chamadas as “ondas” ou “marolas” provocadas pelo vento ou pela passagem de navios e barcos.

Em seguida, a primeira surpresa: show pirotécnico durante a canção “Canta Minh’alma”. Ana Paula correu pela passarela em meio ao show de fogos que impressionou as mais de 350 mil pessoas presentes no local, durante quase três minutos seguidos. “Isso é uma festa digna para Jesus!”, grita. Os fogos saíram nas pontas da passarela e coloriram os céus. A terceira música da noite também agitou o público que dançou e pulou muito ao ritmo de “Enquanto eu viver”, com Israel Salazar na liderança do louvor.

Após a celebração, Ana Paula cantou “Jesus amado” e transformou o Sambódromo em um coral gigante, cantando o refrão repetidamente “Jesus amado, Jesus desejado”, com muitas pessoas chorando e se rendendo aos pés do Senhor. Ela também fez o primeiro espontâneo, enquanto todos repetiam o refrão, ela cantou: “Nada pode satisfazer como o Teu amor.”

Ainda em clima de adoração, Ana Paula caminha até a ponta da passarela em formato de “D”, cantando “Tudo para mim”, enquanto um piano surge de dentro sendo erguido por um elevador. Ela dá uma rápida palavra sobre o amor de Deus, pedindo que todos repitam: “Amarás o Senhor teu Deus, com todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento.” Completa: “Que essa noite seja um marco, um selo seja colocado no seu coração de amor ao Senhor.” Depois, todos cantam o refrão do hino “A mensagem da Cruz”.

A música seguinte é “Grande Deus”, com uma cruz saindo da passarela, enfatizando a redenção e o poder do sangue de Jesus derramado no calvário. Todos cantam o refrão “Grande, não há outro igual a Ti”, muito emocionados, e muitas pessoas choram. No fim, todos gritam várias vezes: “Só o Senhor é Deus” e aplaudem. Também exaltando o poder de Deus, “Escudo e Proteção” fala sobre fé e confiança no Senhor. Israel faz um breve espontâneo com o verso 7 do Salmos 20: “Uns confiam em carros e outros em cavalos […]”. Depois, todos cantam repetidamente “Eu confio, eu confio em Ti”. Os demais cantores e músicos falam em línguas e são tomados pelo poder de Deus, enquanto o público continua a cantar ao fundo “Eu confio, eu confio em Ti” até o encerramento da música.

A oitava canção da noite é a que dá nome ao novo álbum fonográfico, “Creio”. O impacto da letra mexe com a multidão, muitos se ajoelham e choram quando Ana Paula começa a ministrar uma palavra. “No meio dessa multidão, você crê que Deus está vendo você? Sinta o Senhor, como se estivesse somente Ele e você.” (Coral mantém refrão “Se importa comigo, se importa comigo…”.)

Antes de cantar “Vencedor”, Ana Paula cita João 16.33, lembrando que não é porque somos crentes, que teremos uma vida perfeita, sem problemas. “No mundo tereis aflições… Mas não somos dos que retrocedem… Até na morte há triunfo na vida do crente, porque fechamos os olhos aqui e abrimos lá na glória!… Somos mais do que vencedores!” (Durante a execução dessa música, a Cia de Arte Dynamis faz uma dramatização, com uma grávida que rejeita o filho, um homem que bate na esposa, uma doente em estágio terminal, um garoto que assalta uma moça e um empresário que tenta se matar – coloca a arma na cabeça, após discutir com a secretária. Todos ficam congelados, como estátuas, quando um ator, representando Jesus, sai de dentro da passarela e começa a tocar em cada um, curando e transformando. No final da música, todos se reúnem no palco principal de mãos dadas e adoram a Jesus.

No mesmo foco da anterior, a canção “Porque estás comigo” fala do cuidado de Deus e, como a letra fala sobre passar pelo fogo sem se queimar e pela água sem se afogar, mais uma surpresa: um engolidor de fogo fica no lado direito da passarela, enquanto uma piscina com uma bailarina sobe pelo elevador – surgindo de dentro da passarela disposta em frente ao palco. Ambos representam as aflições das quais Deus livra seu povo. Ana Paula Nóbrega agita o público com o refrão “Quantos estão prontos para correr, voar e vencer?”. Ela ministra um espontâneo baseado em Isaías 40.31. “Mas, os que esperam no Senhor terão suas forças renovadas como a águia.” Ela faz todos gritarem “vou correr, vou voar, vou vencer” por várias vezes. Ela continua o espontâneo cantando “Alegrai-vos quando forem perseguidos por causa de Jesus”. Depois, ela se ajoelha e pede que todos coloquem a mão sobre a cabeça, cantando o Salmo 91.

Intercessão:

A música termina e chega o momento de intercessão, com a pastora Ezenete Rodrigues, líder desse ministério na Igreja Batista da Lagoinha e do Diante do Trono. “Chegou o grande dia, da virada de página na sua vida. Quando a Igreja adora, acontecem prodígios, milagres e maravilhas… Pode ser o pior momento da sua vida, mas você não será atingido. Temos uma promessa!”. Em seguida, ela chama o povo ao arrependimento, para que todos peçam perdão e recebam uma porção dobrada do Espírito Santo. “Volte ao primeiro amor e receba o perdão do Senhor.” Em seguida, ela ora por libertação.

Ana Paula Valadão faz a primeira troca de roupa e volta com um vestido azul. Agora, o palco tem uma cortina de cristais entre ela e os músicos. A 11ª música, “Em Tua Presença”, fala da satisfação em Deus e que dispensa o que o mundo pode oferecer. Ela faz um novo espontâneo e diz: “Ou Jesus é tudo ou Ele não é nada… Diante Dele, títulos, posições, perdem o valor.” Depois, a cantora continua com “Relance”, considerada umas das mais lindas adorações pelo público. Ela canta por um tempo ajoelhada.

Na expectativa de receber Thomas Miller, líder de louvor da banda gospel Gateway, para cantar uma parte da canção “Santo, Santo, Santo”, em inglês, o público teve outra surpresa: o casal Felippe e Mariana Valadão entraram primeiro no refrão, ainda em português. O norte-americano cantou depois, com o trio da família. Foi um momento de muita reverência a Deus. Em seguida, Ana Paula cantou “Preciso de Ti”, em uma versão repaginada, que fez todo o Sambódromo se unir em um imenso coral.

Após tanta rendição aos pés do Senhor, o pastor Gustavo Bessa, esposo de Ana Paula Valadão, ministrou uma palavra impactante sobre santidade no meio da Igreja do Senhor. “Seja puro, seja honesto, seja verdadeiro… Satanás pode imitar muita coisa, mas não a santidade do Senhor. Olha para dentro do seu coração, sem santidade ninguém verá o Senhor!”. Ele pediu que todos gritassem, repetidamente, “santidade ao Senhor, santidade ao Senhor”. Ele concluiu com uma oração de arrependimento.

Ana Paula Valadão faz a segunda e última troca de roupa, com um vestido preto e brilhante de franjas, e uma calça e sapatos pretos. Ela anunciou que teria “convidados especiais” para a música “Casa de Oração”. Chamou a pastora Ludmila Ferber, o apóstolo Gilmar Britto e a pastora Ana Lúcia Câmara (ambos de Manaus, MIR e Leadam, respectivamente). No momento em que os dois amazonenses entraram, ambos foram muito aplaudidos. Cantaram, deram uma pausa para orar ajoelhados pela nação e arrependimento. Gilmar Britto orou: “Igreja, noiva, sem mácula, sem ruga e sem mancha. Maranata!”. Ana Lúcia: “Igreja do Amazonas, o Senhor a coloca como atalaia!”. Ana Paula Valadão canta a oração com a passagem de 2 Crônicas 7.14. “Se o meu povo, que se chama pelo meu nome […].”

Após abraçar e se despedir de cada um, Ana Paula iniciou a última canção, “Vinho Novo”, sob uma chuva de folhas secas, que depois passou para papel picado prateado. No final, ela saiu correndo pela passarela e pelo palco, com a bandeira do Brasil nas mãos. Cantou um bis rápido de “Toma o Teu Lugar”. De repente, todos começam a correr e dançar, inclusive os músicos, cantando parabéns pelos 15 anos do Diante do Trono. Todos começam a gritar: “Pula, sai do chão, 15 anos de unção!”.

O encerramento:

Ana Paula agradeceu aos produtores e todos que trabalharam na gravação. “Aplauda o irmão que está ao seu lado, porque todos vocês fizeram parte disso.” O pastor Márcio Valadão, às 23h45, fez o apelo para quem gostaria de entregar a vida para Jesus. “Coloque suas duas mãos no coração. Não podemos sair daqui, sem esse momento.” Todos repetiram a oração de entrega. Depois fez apelo de reconciliação para quem estava afastado dos caminhos do Senhor.

Outras curiosidades:

* Público e Caravanas
Segundo a Polícia Militar, foram mais de 800 mil pessoas, somando-se o público de dentro e fora do Sambódromo. Recorde da Marcha para Jesus, que teve 600 mil pessoas no ano passado. Dentre elas estavam representantes de quatro países: Japão, Colômbia, Estados Unidos e Venezuela. Além dos estrangeiros, todos os estados brasileiros tiveram representatividade (esse fato ficou comprovado no momento em que o apóstolo Renê Terra Nova citou, nominalmente, cada Estado e à medida que proferia os locais, seus representantes gritavam, como uma espécie de “chamada escolar”).

* Imprensa
Importantes veículos de comunicação prestigiaram a gravação como os jornais impressos (A Crítica, Amazonas EM TEMPO, Diário do Amazonas), TVs (TV Amazonas, A Crítica, AmazonSat, TV Rio Negro, TV EM TEMPO, Rede Boas Novas – RBN) e sites (A Crítica, D24-AM, Portal Amazônia, G1 Amazonas, Geração Apostólica Pescadores de Almas – Gapa (webradio), dentre outros.

* Estrutura
Uma novidade nesse ano, a gravação contou com uma passarela no formato de “D” (símbolo do ministério), onde ficou posicionado o Coral DT15. De acordo com Junior Monteiro, diretor-executivo do Diante do Trono, do total de coristas, aproximadamente 1,2 mil foram provenientes de outros Estados do Brasil.
Para a melhor visualização possível foram instalados dois painéis de LED ao lado do palco e seis telões ao longo do Sambódromo. A ausência de telão LED no fundo do palco se deu porque a equipe optou por um cenário tradicional para trabalhar com as luzes. Além disso, mais de 150 caixas de som foram usadas, gerando um alcance de até 6 km (padrão internacional).

* Pontos estratégicos de Manaus viram cenário de clipes
Para quem pensa que a gravação do 15º trabalho do Diante do Trono se resumiu à festa no Sambódromo não imagina as surpresas que ainda estão por vir. O DVD terá clipes intercalados com o show, gravados em pontos estratégicos de Manaus. Ontem, a imponência do Teatro Amazonas foi o cenário para a batida dos tambores da música “Toma o Teu lugar”. No comando da percussão estavam Marine Friesen e Israel Salazar. “Escolhemos locações significativas em Manaus”, disse o diretor-executivo do grupo, Júnior Monteiro. De acordo com ele, a intensidade dos tambores em algumas músicas foi baseada na cultura regional amazônica. “A percussão é muito forte aqui, na cultura local e nas tribos indígenas”, explicou, sem revelar os outros quatro locais que receberão as gravações extras. Para Alex Passos, diretor de artes, “um dos objetivos é valorizar a cidade, aproveitar as referências da terra”, enfatizou. “Qualquer pessoa no mundo, quando ver o Teatro Amazonas, vai saber que estamos em Manaus”, concluiu.

Resta a todos aguardarem o lançamento do CD e DVD CREIO para desfrutarem do conteúdo que será preparado com muito zelo e temor para mais uma vez abençoar vidas, pois “VIVENCIAR E INCENTIVAR A ADORAÇÃO A DEUS NAS NAÇÕES DO MUNDO, INFLUENCIANDO A SOCIEDADE E A NOVA GERAÇÃO DE ADORADORES COM EXCELÊNCIA, SANTIDADE E AMOR” é a missão do Diante do Trono.

Por Náis Campos – Assessoria de Comunicação DT (Manaus) e Pablo Gonçalves – Editor-chefe Diante do Trono

Seja social :)

 

Deixe o seu comentário


Grátis: Novidades em seu email


Siga-nos no twitter

Fique ligado em música gospel: @supergospel

Conheça os lançamentos e promoções: @gospelgoods (Loja virtual Gospel Goods)



Novidades em seu email

Conteúdo Top





Parceiro

O Super Gospel, o portal da música gospel, é patrocinado pela loja virtual Gospel Goods
Loja virtual Gospel Goods
Fique ligado no que acontece no Super Gospel: Siga-nos no Twitter, receba atualizações via RSS ou e-mail.
Copyright - 2001 - 2011 Supergospel. Todos os direitos reservados.