Análises

Ouvimos o último álbum da banda Aeroilis - Nada mais além. Confira nosso review

Tiago Abreu em 11/05/15 2407 visualizações
No final de abril de 2010, a banda Aeroilis lançou aquele que seria seu último trabalho, Nada Mais Além, concebido como uma espécie de reafirmação do seu álbum de estreia, de forma mais intimista. Produzido por um longo tempo, desde meados de 2008, a obra caracteriza o vocalista e tecladista Raphael Campos como o principal elemento na parte instrumental, enquanto o baterista Arvid Auras assina a maior parte das letras, acrescentando sensibilidade às melodias de Raphael. Com a colaboração de Lampadinha na masterização, como de costume dos trabalhos da Aeroilis, o projeto foi gravado no estúdio pessoal de Campos.

Apesar da falta de dois integrantes no disco anterior e a chegada de Fi Silveira e Alan Wenning, a sonoridade da Aeroilis não mudou bruscamente com relação ao primeiro trabalho, isso porque Arvid e Raphael são, juntos, a alma da banda. Isso é perceptível por todo o projeto, desde as letras introspectivas como as de Olhos Fechados e Pax Inflamo, e nos riffs e sintetizadores contidos em Razão para Seguir, que lembram fortemente elementos de O Tempo, do álbum anterior.

Os anos e a solidão são questões recorrentes no álbum, como Seguirei, com sua passagem instrumental tão calcada na melancolia da Travis. O disco é qualitativamente uniforme, no entanto, Não Importa Mais e Passos Lentos se destacam dentre o repertório, desde a leveza do arranjo e as interpretações vocais de Raphael que, sem dúvida foi uma das melhores vozes do rock cristão mais recente (embora seja adequado intitulá-la apenas como uma banda de rock alternativo).

Há canções que fogem um pouco da lírica geral, como a forte Cega Inocência, que versa acerca da ingenuidade de muitos cristãos a ponto de serem enganados por falsas doutrinas, mas a maioria delas é conduzida com declarações bastante particulares, em primeira pessoa, o que de fato aproxima o ouvinte com o que é cantado, e ao mesmo tempo soa bastante honesto por parte dos integrantes da Aeroilis. Isso é perceptível claramente nas baladas És e Tão Perto.

A capa do álbum o representa muito bem, utilizando vetores e dotada de simplicidade. É o último trabalho da Aeroilis, e ao contrário que se espera, não foi uma despedida imponente e soberba, mas um registro suave, agradável, dotado de elegia, sendo um dos melhores discos do gênero nos últimos anos.
Nada mais além

(CD) 01/10


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Ouças as músicas e saiba mais sobre: Aeroilis

Veja também no Super Gospel:

Tiago Abreu

Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), escreveu para o Super Gospel entre 2011 a 2019. É autor de várias resenhas críticas, artigos, notícias e entrevistas publicadas no portal, incluindo temas de atualidade e historiografia musical.


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.