Análises

Ouvimos e assistimos o novo projeto do Diante do Trono - Tu reinas. Confira nosso review

Tiago Abreu em 09/03/15 6363 visualizações
Diante do Trono não é e nunca foi nenhuma unanimidade no cenário nacional cristão. Banda amada por muitos e detestada por outros, são quase 20 anos de altos e baixos.

Em 2012, o grupo lançou Creio, que, polidamente, prosseguiu as mudanças musicais incluídas em Sol da Justiça. Imprevisibilidade é a palavra mais correta para definir os lançamentos do Diante do Trono nos últimos anos. Entre várias versões e regravações misturadas a uma quantidade diminuída de inéditas, a formação também está cada vez mais instável, deixando evidente que a única pessoa que pode o representar é Ana Paula Valadão.

Ano passado, foi lançado Tu Reinas, décimo sexto trabalho da série Diante do Trono. Sua versão em CD foi controversa: Apenas três faixas inéditas, com regravações de canções geralmente pouco importantes de sua discografia e arranjos instrumentais simplórios, presos a limitadas influências estrangeiras. A "loucura" do grupo, para muitos de seus fãs é ignorada e se torna justificável por conta de sua causa nobre mais recente: o enfoque no sertão nordestino.

Embora o CD seja de qualidade questionável, sua versão em DVD é interessante, isso porque consegue transmitir duas faces: A de um show, como normalmente ocorre em obras deste formato e o perfil de documentário, que a banda tentou trazer, sem muito sucesso, em Creio, mas acertando em cheio desta vez. Na cena cristã, é muito difícil encontrar obras musicais que procuram mostrar algo mais do que uma apresentação em um local. O Diante do Trono, nos seus mais recentes projetos busca fugir desta ideia batida, acrescentando detalhes que enriquecem os lançamentos.

Como documentário, Tu Reinas se sai como um trabalho impecável. Ao retratar o estado precário de muitos moradores do sertão nordestino, a banda retoma o olhar missionário que muitos músicos cristãos deixam de lado. Ao cantarem sobre a África, Europa e outros continentes, esquecem de uma triste realidade vivida todos os dias dentro do território brasileiro. Lembrando que é importante de que não nos esqueçamos de nosso povo, as regravações de Vestes de Louvor, Rei dos Reis e Cordeiro e Leão ganham vida juntamente com a inédita Rasga os Céus.

Na bela paisagem de pôr do sol registrada durante Tu Reinas, a atmosfera intimista é conduzida por Santo, traduzida e gravada pelo Livres para Adorar, agora também parte do repertório do Diante do Trono. Ao promoverem tais apresentações para públicos menores, se aproximam do povo para qual o trabalho é dedicado, permitindo uma fusão da parte musical com a mensagem acerca do sertão. Das regravações, talvez a mais sensata seja Coração Igual ao Teu, até hoje uma de suas canções mais conhecidas. Mas ao mesmo tempo não dá para relevar a roupagem pobre dada a canções como Exaltado. O grande problema que cerca o "novo Diante do Trono" é que o grupo parece renegar o seu passado ao invés de criar uma ponte entre seu passado e presente, possibilitando que haja uma perspectiva linear de sua obra ao invés de uma ruptura. É claro que seu trabalho não é de todo negativo, e que essas mudanças podem ainda ser feitas.

Das imagens feitas em Petrolina até o show em Juazeiro do Norte, a banda retorna para o grande público, com a melhor faixa inédita do disco, Só o Senhor é Deus, que tem seu arranjo assinado por Jorge dos Santos. Brasil foi uma boa escolha para o álbum, que é concluído pela razoável Deus do Recomeço. O palco é um destaque à parte, evitando o modismo previsível de LEDs.

Embora no aspecto musical tenha deixado a desejar, o registro audiovisual que gerou Tu Reinas sem dúvida será um dos mais emblemáticos na história do Diante do Trono, mesclando bons takes de vídeo, conceito claro e fora dos clichês do gospel, além de um excelente projeto gráfico feito pela Quartel Design.
Tu reinas

(DVD) 01/14


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Ouças as músicas e saiba mais sobre: Diante do Trono

Veja também no Super Gospel:

Tiago Abreu

Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), escreveu para o Super Gospel entre 2011 a 2019. É autor de várias resenhas críticas, artigos, notícias e entrevistas publicadas no portal, incluindo temas de atualidade e historiografia musical.


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.