Análises

Ouvimos o novo lançamento de Marcos Almeida - Eu Sarau - parte 1. Confira nossa crítica

Tiago Abreu em 22/02/16 3444 visualizações
A curta trajetória do Palavrantiga revelou um caminho que parecia caminhar em uma direção mas que, em certo momento, tomou outras ramificações. Os álbuns Vol. 1 (2008) e Esperar é Caminhar (2010) são muito centrados na sonoridade britpop com letras confessionais, enquanto Sobre o Mesmo Chão (2012) foi mais heterogêneo. Os mais puristas, possivelmente, tiveram razão em vê-lo como um projeto inferior aos anteriores já que o letrista Marcos Almeida, como frontman de uma banda de rock, tentava expandir os horizontes para outros gêneros e discursos com aquele ar de transição.

Ocorre que Marcos, certamente uma das revelações da música feita por cristãos dos anos 2010, parece ter entendido as nuances de sua própria obra e o que mais chamou a atenção do público nestes anos. Seu primeiro disco solo, Eu Sarau - parte 1, recupera a orgânica temática dos primeiros trabalhos e soa mais homogêneo. Ele se centra no aspecto que o tornou conhecido como vocalista e compositor do Palavrantiga: Declarações de fé ancoradas em poesia, através de arranjos diretos, mas bem construídos.

É neste retrospecto que as canções mais adequadas foram escolhidas. Sagrado, em uma condução dedilhada introspectiva, De Manhã, um dos pontos altos no último projeto do Palavrantiga, ou até mesmo as mais populares Vem me Socorrer e Casa com participação intensa do público – que não deixou devendo na captação ao vivo. O piano se faz presente em Esperar é Caminhar e em Boa Nova, tematicamente mais distinta das anteriores e mais curta.

As inéditas seguem a ideia proposta e são relativamente eficazes. Antes de Falar com Deus (Abraão) ganha vitalidade na execução ao vivo, enquanto o single Sê Valente perde um pouco do fôlego pelo excesso de repetições. Toda Dor é Por Enquanto encadeia o momento mais introspectivo da obra e se destaca pela técnica vocal apurada de Marcos. Com poucos deslizes, o projeto soa fluido, o mesmo tom do show que o artista traz desde 2015. Eu Sarau - parte 1, com a eficiência de um espetáculo ao vivo acústico, acaba contrariando quem ousou acreditar que o músico mineiro romperia com seu passado.

Nota: ★★★★☆
Eu Sarau - parte 1

(CD) 01/16


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Ouças as músicas e saiba mais sobre: Marcos Almeida

Veja também no Super Gospel:

Tiago Abreu

Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), escreveu para o Super Gospel entre 2011 a 2019. É autor de várias resenhas críticas, artigos, notícias e entrevistas publicadas no portal, incluindo temas de atualidade e historiografia musical.


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.