Análises

Ouvimos um dos maiores sucessos do Santa Geração - Coração em Arrependimento. Confira a crítica retrospectiva

Tiago Abreu em 12/03/16 1831 visualizações

Coração em arrependimento

(CD) 01/03


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Quando foi lançado em 2003, o quinto álbum do projeto praticamente solo de Antônio Cirilo chamado de Santa Geração, Coração em Arrependimento, foi uma evolução natural e preponderante na discografia em relação ao antecessor e superestimado Poderoso Deus (2002).

Cirilo, conhecido pela sua habilidade de criar canções longas de poucos acordes, usa isso a seu favor. Obviamente o recurso, nos discos seguintes, seria explorado exaustivamente até carregar o estereótipo de "mantra gospel" mas nesta obra, em específico, há harmonia. É o disco do Santa Geração mais coeso de toda a carreira. A faixa de introdução, Rei das Nações, é resultado de maturação. Com riffs de guitarra de Tiago Morais e programações do tecladista Gustavo Soares, toda a banda consegue trazer um som etéreo de tino congregacional através das captações ao vivo. A voz do público é fundamental e não soa artificial como a maioria dos álbuns que utilizam captações. Na verdade, o álbum de Cirilo não tenta forçar algo que não é e se demonstra como um trabalho de estúdio por excelência.

Mesmo responsável pela assinatura e produção musical de todas as músicas, Antônio Cirilo conseguiu manter o perfil de "banda" que permeia a maioria das suas gravações. O disco, por vezes, soa como uma jam session. A Recompensa, mesmo com suas repetições, consegue manter um tom espontâneo. As performances vocais de Heloisa Rosa em Sangue Precioso cumprem a expectativa sugerida e Sacrifícios Espirituais, finalizando, é fortalecida pela fusão de elementos eletrônicos e acústicos. Nesse tom, os violões executados pelo vocalista juntamente com Anderson Lopes são fundamentais juntamente com os elementos de percussão.

Cálice da Salvação é o ápice em todos os sentidos. É nesta música que violões, guitarras, sintetizadores e harmonias vocais adequadas se confluem e o violino, executado por Davi, toma maior corpo. Mas os versos líricos que realmente surpreendem estão em Em Arrependimento, embora soe muito mais uma poesia e reflexão do que canção propriamente dita. Neste trabalho, Antônio Cirilo se apresenta de forma mais séria e menos despojada em relação a qualquer outro trabalho da banda, tornando-o um registro artístico ímpar em sua trajetória musical como compositor e diretor musical.

Nota: ★★★★☆
Coração em arrependimento

(CD) 01/03


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Tiago Abreu

Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), escreveu para o Super Gospel entre 2011 a 2019. É autor de várias resenhas críticas, artigos, notícias e entrevistas publicadas no portal, incluindo temas de atualidade e historiografia musical.


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.