Notícias

Confira nosso bate papo com Lincoln Baena, editor de música gospel da Deezer

Editor fala sobre o sucesso do segmento gospel nas plataformas digitais de música

Redação em 14/04/20 245 visualizações
Confira nosso bate papo com Lincoln Baena, editor de música gospel da Deezer

Após o sucesso de "Girassol", de Priscilla Ancantara e Whinderson Nunes entrar no top 1 como mais ouvida organicamente, no dia 24 de março, início da quarentena e aumento do consumo de música através dos aplicativos aconteceu um fato inédito e 7 músicas gospel entraram no top 100 de mais ouvidas gerais da Deezer, que foram,a lém da já citada " Girassol", "A Casa é Sua" - Casa Worship, "É Tudo Sobre Você (Ao Vivo)" - Morada, "Diz" - Gabriela Rocha, "Aquieta Minh'alma" - Ministério Zoe, "Não Pare" - Midiam Lima e "Aba" (Ao Vivo) - Kemuel, Ton Carfi.
 

Aproveitando esse momento, nosso jornalista Douglas de Barros conversou com Lincoln Baena,  editor de música gospel da Deezer, que falou sobre o sucesso do segmento gospel nas plataformas digitais de música. Confira abaixo nossa entrevista exclusiva:

A que você credita o sucesso de Girassol, de Priscilla Alcantara e Whindersson Nunes, como a canção mais executada em março? Que lições outros artistas podem seguir para alcançar o mesmo patamar?

Na minha opinião é uma mistura de fatores, mas fundamentalmente acredito que tenha sido a força de uma história real que o Whinderson, que é um dos maiores influenciadores do Brasil, estava passando no momento, transformada em música por uma grande artista. Como a história foi composta, revelada, transformada em música e apresentada ao público fez com que 'Girassol' ganhasse destaque e chegasse em #1 lugar na Deezer, um feito inédito para uma música cristã.

Não acho que existe uma fórmula mágica para o sucesso, esses dias ouvindo o Essenciais da Adriana Calcanhotto, um podcast original da Deezer, ela diz “Você tem que fazer uma canção. Se ela é um hit isso não é com você”, e eu acredito um pouco nisso: o artista cria o que ele sente, o que vem de Deus, o que o toca e o que ele acredita que os seus fãs também serão tocados, se ela vai virar um hit não dá pra saber. Mas o que posso dizer é que com certeza o streaming de áudio tem dado muito mais capilaridade e oportunidades para todos os artistas transitarem mais entre gêneros e nichos.

Com exceção de "Girassol", não por acaso canções congregacionais ou o moderno worship aparecem sempre entre as mais escutadas. Como representantes de outros ritmos podem furar essa barreira?

Durante o mês de março um feito inédito me deixou muito feliz, sete músicas cristãs entraram no Top 100 mais ouvidas da Deezer: Girassol - Priscilla Alcantara feat. Whindersson Nunes, A Casa É Sua - Casa Worship, É Tudo Sobre Você - Morada, Diz - Gabriela Rocha, Aquieta Minh'alma - Ministério Zoe, Não Pare - Midian Lima e Aba - Kemuel, Ton Carfi. Nesse cenário vemos duas faixas de músicas Pop, uma Pentecostal e quatro Congregacionais.

Sobre como "furar essa barreira", os artistas precisam antes de tudo engajar com a sua base de fãs em todos os canais de comunicação que eles têm, seja nas redes sociais, seja nas lives, nas igrejas ou nos shows. É muito importante que ele direcionem os seus fãs para o streaming. As pessoas ouvem música naturalmente, sempre ouviram e sempre vão ouvir, e a tecnologia hoje facilita o acesso, mas a penetração do streaming no mundo ainda é muito baixa. Os artistas são a fonte mais importante de educação e aqueles que já se adaptar a essa nova realidade, já estão colhendo bons frutos. Pelo nosso lado fazemos um trabalho árduo para dar espaço e destaque para a maioria de artistas possível, mas enquanto o artista não puxar a responsabilidade do sucesso primeiramente pra ele, ele não verá o reflexo em nenhum lugar. 

A quê você credita o sucesso das canções mais antigas no universo gospel em detrimento aos lançamentos? Esse seria o nosso principal diferencial em relação aos outros segmentos? 

Pela minha experiência como cristão, acredito que seja a influência cultural da igreja no nosso hábito de ouvir música, que ainda é refletida dentro da plataforma. As músicas de catálogo são extensivamente cantadas nas igrejas e as pessoas acabam procurando por elas também na Deezer. Nossa memória afetiva fala muito alto nesse momento, por isso catálogo é muito importante. E pelo que vejo é uma característica muito do nosso nichos, mas também vista em outros como música clássica, jazz, blues, etc.

Porém ano a ano vejo esse cenário mudar um pouquinho e cada vez mais rápido, e o streaming tem ajudado muito para que as pessoas descubram novas músicas e fiquem mais ligadas aos lançamentos. Dentro na minha curadoria temos playlists dedicada especialmente a novos ministros e ministérios. A RADAR é uma fonte maravilhosa de novas possibilidades musicais.

A Deezer tem se mostrado pioneira na atenção à música cristã no Brasil.  Essa presença cada vez mais constante do gospel entre as mais ouvidas é fruto disso? Esse é o diferencial de vocês no mercado? 

Absolutamente. Nós levamos a sério quando o assunto é entender o brasileiro para entregar o melhor conteúdo e curadoria. Antes de darmos início ao nosso projeto gospel, não tínhamos uma curadoria dedicada, e o consumo de música cristã dentro da plataforma era super baixo. A gente estudou o mercado, conversou com gravadoras, artistas, produtoras e diversos públicos (e fazemos até hoje) e com o aumento da penetração do streaming e nosso trabalho dedicado ao gênero, tivemos grandes horas no segmento.

O segmento sempre foi muito nichado, e quando abrimos o mundo gospel para o mundo todo conquistamos grandes feitos. 

E sobre a satisfação de ajudar o povo a ouvir música de qualidade de uma forma acessível e com baixo custo? Você tem sentido algum retorno do público em relação a esse trabalho? Tem alguns exemplos positivos?

É uma honra estar a frente desse projeto e poder abraçar tantos artistas e gravadoras ao mesmo tempo em uma grande rede para entregar o melhor conteúdo para os fãs de música cristã e ainda fazendo com que mais milhares de pessoas conheçam novos artistas. É quase incontável o número de bênçãos que nós temos alcançado, mas nesses três anos participamos de muitos eventos, fizemos três Gospel Day, participamos da Marcha para Jesus, recebemos centenas de artistas, fizemos projetos lindos como o Deezer Legends, Deezer Sessions, Deezer Single, participamos de várias feiras e o mais importante: levamos a música gospel para outro patamar dentro do streaming. 

E sobre o futuro? Quais os principais projetos em andamento na música cristã? Alguma projeção de crescimento no segmento ou vocês já alcançaram as metas da plataforma?

Quando a gente alcança e meta, dobramos ela (risos). Nesse momento de isolamento social estou aproveitando para entregar a melhor curadoria para os nossos usuários, estamos nos associando com alguns festivais online e passando por essa pandemia crendo que sairemos dela mais fortes e com muitos aprendizados. Mas tem muita coisa boa por vir, em breve lançaremos mais um projeto original da Deezer que pretende tocar a todos cristãos e não cristão.   

Confira abaixo as  7 músicas gospel entraram no top 100 de mais ouvidas gerais da Deezer.

 

 

A Casa É Sua

(Single) 02/19

(5,0/5)
Total de votos: 1

Ouça e dê sua nota

Aba

(Single) 08/19

(5,0/5)
Total de votos: 1

Ouça e dê sua nota

Diz

(Single) 11/19


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

É Tudo Sobre Você

(Single) 08/19


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Girassol

(Single) 12/19

(5,0/5)
Total de votos: 1

Ouça e dê sua nota

Não pare

(Single) 06/19

(5,0/5)
Total de votos: 1

Ouça e dê sua nota

Ouças as músicas e saiba mais sobre: Casa Worship / Gabriela Rocha / Kemuel / Midian Lima / Ministério Zoe / Morada / Priscilla Alcantara / Ton Carfi

Veja também no Super Gospel:


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.