Notícias

Confira nosso bate papo com o cantor Diego Karter

Redação em 16/08/16 1658 visualizações

Quem é Diego Karter?
Simplesmente um servo do Deus Altissimo.


Como foi o seu início na área de música?
Venho de uma familia de músicos. Desde pequeno via meu pai tocando violão e cantando, mas como todo menino queria jogar futebol (risos). Mas foi aos 12 anos que decidi que queria viver da música e desde que comecei jamais parei. Mesmo com as dificuldades que enfrentei, não parei de sonhar. Confesso que pensei em desistir diversas vezes. Mas Deus me mostrou que era isso que Ele queria pra mim. Apesar de ter começado aos 12, só agora eu considero o inicio de tudo. Deus, neste periodo de treze anos, veio me preparando para que hoje eu pudesse iniciar o caminho que Ele preparou.


O que mais marcou você durante a gravação do novo álbum Deus Se Faz Presente?

Muitas coisas marcaram a gravação desse novo álbum. Vi o cuidado de Deus nos detalhes e a provisão dEle em todos os momentos. Não pensava mais em gravar depois da experiencia do primeiro album, queria simplesmente trabalhar com música em minha Igreja, mas não foi assim que aconteceu. O que mais me marcou foi Deus ter aberto todas as portas para que esse disco acontecesse. Ele se fez presente até dando condições  financeiras para que esse projeto fosse realizado. Não tenho dúvida alguma que Ele esteve presente em tudo.


Qual o estilo e a sonoridade do novo disco?
Sempre gostei de ouvir diversos esilos musicais. Pop rock, black music, MPB, folk music e isso ajudou bastante como aprendizado. O disco Deus se Faz Presente flerta com o rock britânico, pop, tem também uma pegada congregacional, uma faixa com uma pegada folk apenas violão e gaita, mas eu defino o trabalho simplesmente como pop.


E quanto às canções? Como foi o processo de  seleção do repertório? 
É engraçado quando respondo essa porque meu processo de criação do repertorio é um pouco diferente, no primeiro disco foi assim e aconteceu a mesma coisa no segundo. Eu cheguei ao estudio com apenas duas músicas prontas e as outras fui compondo no decorrer da pré-produção. A música "Santo" foi a que despertou o desejo e fazer um novo disco. A música "Deus Se Faz Presente" é um presente que recebi de
Deus aos 16 anos. Foi a canção que me fez dizer a Deus que um dia eu gravaria um disco que teria este nome e assim foi feito. As outras canções de minha autoria fui compondo durante a pré e as que não são minhas foram escritas por um primo que admiro demais pelo talento de compor. Recebi outras músicas mas não se encaixavam ao tema do disco. Fiz questão de colocar as músicas que nelas trouxessem a questão da presença de Deus em tudo na vida.


Qual ou quais músicas você destaca neste trabalho?
"Deus Se Faz Presente", "Teu Amor" e a romântica "Quando Menos Esperei".


Quais canções o público tem se identificado mais? E porque essa identificação ocorre?
Deus Se Faz Presente, porque todos nós passamos por momentos ruins não importa qual o deserto que passemos Deus sempre nos dá escape, sempre nos abençoa, nunca nos deixa só; Teu Amor, que fala da entrega de Jesus por nós mesmo sem merecermos tamanho amor. Cristo nos ensina o verdadeiro sentido da vida que é fazer pelo outro, é amar como Ele nos amou e Quando Menos Esperei, que é uma música romântica que fala do amor entre homem e mulher, pois bem sabemos que Deus disse em Gênesis que não é bom que o homem viva só, todos estamos à espera da pessoa amada.


Esse é o seu segundo projeto solo. Qual a principal diferença em relação ao trabalho anterior?
Meu primero projeto foi uma realização pessoal o sonho de um menino que sonhava desde os 12 anos de idade porém o segundo trabalho foi Deus dizendo agora deixa eu fazer por você
Confesso que amadureci espiritualmente e musicalmente e mudei também o estilo musical. No primeiro trabalho fiz um estilo mais black, eletônico algo que senti vontade de fazer por gostar mas 
no segundo me encontrei, vi que era esse estilo que deveria estar fazendo desde o inicio.


Qual a sua opinião em relação ao mercado de distribuição digital e novas formas de consumo de música do streaming, tais como o Deezer e Spotify?
A distribuição digital nos deu possibilidades maiores de chegar a lugares que talvez não conseguiriamos estar, são inumeras mensagens que recebo de Estados que jamais visitei
Mas a mensagem de Deus através da música chegou através desses mecanismos.


Se você tivesse que escolher dois conselhos para dar aos ministros de louvor - um na área musical e outra na área espiritual - que conselhos você daria?
Jamais desistam! Busquem a Deus sem cessar, pois primeiro o Reino de Deus para que as demais coisas sejam acrescentadas na vida de vocês.


A cada dia vemos crescer o uso de meios eletrônicos, como o Twitter, Facebook, YouTube, entre outros, para divulgação do trabalho. O que você acha dessas novas opções de mídia?
Tem sido bom para lidar com o público de forma mais íntima, poder ouvir/ler críticas construtivas em relação a esse projeto e poder dividir experiências e essas midias tem possibilitado essa interação com quem acompanha o meu trabalho e ajudando a divulgá-lo.


Poderia deixar um recado para nossos leitores?

A experiência de gravar este trabalho foi algo que me marcou muito, muitas lutas até finalizar este disco e muitas vezes pensei em parar e se eu posso deixar algo para vocês é que Deus só prova aquele que Ele quer aprovar, jamais desistam dos seus sonhos pois Deus se faz presente.


Quais são os seus projetos para o segundo semestre de 2016?
Estamos divulgando ainda esse projeto que acabou de nascer. Neste semestre o objetivo é levar o CD em quantos lugares pudermos chegar.

Ouças as músicas e saiba mais sobre:

Veja também no Super Gospel:


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.