Notícias

Dando início a uma nova era, Silas Magalhães lança a canção “Não Mais Escravo” com participação do humorista Douglas Di Lima

Redação em 19/10/23 20 visualizações

O cantor Silas Magalhães vive uma nova fase na carreira. Um dos expoentes do trap dentro do segmento gospel, o artista ultrapassou a marca de dois milhões de streaming de seu último álbum - “Predestinado” - só no Spotify. O projeto, lançado em agosto pela Sony Music, traz 21 faixas inéditas, com destaques para “Fim de Tarde”, “Modo Avião”, “Vivão”, “E Fé” e “Labirinto”, em collab com Orelhv.

Em setembro, Silas lançou seu primeiro single pós-Predestinado que foi a releitura do clássico corinho “Se o Espírito de Deus se Move em Mim”, com a colaboração de Daniel Salez. O que começou de forma despretensiosa no Reels e no TikTok, foi levado para as plataformas digitais influenciado pelo afrobeat.

Agora, o cantor apresenta sua nova música de trabalho autoral intitulada “Não Mais Escravo”. Baseada no texto de Gálatas 4:7 7 - “Assim que já não és mais servo, mas filho; e, se és filho, és também herdeiro de Deus por Cristo” - a canção conta com a participação do humorista cristão Douglas Di Lima, que tem se destacado na cena do stand up comedy trazendo o cotidiano do cristão de uma forma leve e engraçada tanto dentro quanto fora da igreja.

- Douglas e eu nos conhecemos através do Instagram. Ele começou a me seguir e começamos a trocar ideia. Ele me falou que gostaria de gravar um som comigo e logo me veio a ideia para essa música. A gravação ocorreu de uma forma bem rápida e natural. Ele gravou na casa dele, me mandou o material e então finalizei - explica Silas.

Além de compor e produzir a faixa, Silas também foi responsável por desenvolver a identidade visual da capa do single.

- Eu pensei na cena de Jesus crucificado entre os dois ladrões. Eram três cruzes, mas apenas de uma vinha a salvação da escravidão do pecado e a quebra do elo das correntes que nos mantinham nele. Então, pensei em criar uma corrente cruzando o céu, pendurada por três pingentes, cada um representando uma cruz, sendo que no do meio existia uma cruz de fato e somente nele o elo da corrente foi quebrado - detalha o artista.

NOVAS ESTRATÉGIAS E NOVOS PROJETOS
Sempre de olho nas tendências do mercado musical e buscando novas formas de se comunicar com seu público, Silas Magalhães passou a investir nos modelos do CapCut, um aplicativo de edição de vídeos - que funciona para computador e smartphone - que oferece modelos pré-prontos para que o usuário edite e possa compartilhar nas redes sociais.

- Os modelos do CapCut são estratégias muito importantes no processo de lançamento porque virou tendência entre os usuários do TikTok, principalmente. O modelo ajuda a música a se proliferar mais, de uma forma mais visual, dando a oportunidade de cada usuário fazer uso com sua própria foto ou vídeo - comenta.

Além do lançamento de “Não Mais Escravo”, Silas Magalhães ainda tem mais dois lançamentos previstos em 2023. O primeiro será uma collab com o cantor Jessé Alcântara, na canção “Crises”, lançada pelo selo Todah Urban. Na sequência, chega às plataformas a collab com o cantor Rafael Caff, no single “Eu Não Quero Mais”, lançado pela Trindade Records.

- Vou tirar esse final de ano pra descansar porque foi um ano muito intenso. Tive lançamento de álbum, muita collab, muito conteúdo e, acima de tudo, uma mudança de estado. Enquanto isso, já estou trabalhando nos lançamentos do ano que vem - garante o artista.

Ouças as músicas e saiba mais sobre:

Veja também no Super Gospel:


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook