Notícias

David Muniz fala sobre música, família e direitos autorais

Redação em 23/11/13 6956 visualizações
David Muniz é pastor da Comunidade Cristã Getsêmane, em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, e já dividiu o palco com Thalles Roberto, Pregador Luo e Perlla.

“Aos 12 anos, já tinha certeza sobre a palavra de Deus. É comum os jovens se interessarem pela música nas igrejas e acredito que, através dela, a palavra cantada, vou alcançar almas para Cristo. Não busco holofotes, palcos, ou ser uma estrela no universo da música gospel, mas sim a realização do que Deus reservou para minha vida, ou seja, de servir a Ele e ao seu povo tocando em seus corações com palavra, louvor e muita adoração. A música é um forte aliado para aproximar as pessoas do seu criador, o próprio Deus”, afirma David.

Em sua carreira profissional, David Muniz é advogado, pós-graduado em Direito do Consumidor, com larga experiência em Direito da Propriedade Intelectual, e concilia sua atuação como ministro à sua atividade secular.

Confira abaixo a entrevista:

Como foi a sua experiência com Deus?

Nasci em um lar Cristão e sempre fui a Igreja com meus pais e em 1992 aos 12 anos de idade eu comecei a tocar bateria na Igreja e nesse período as letras das músicas tocavam muito o meu coração. Nesse mesmo ano eu decidi me batizar e servir a Deus independente dos meus pais!

Aos sete anos de idade eu fui curado por uma enfermidade no meu pulmão, fiquei por um período sem alimentar-me direito, emagreci, não podia correr e subir qualquer ladeira me cansava rápido e ainda utilizava bombinha de ar para respirar melhor.

Segundo alguns médicos, na época o meu pulmão deveria ser trocado, pois o meu já não prestava, mas Deus escolheu outro caminho para minha vida! O Espírito de Deus me curou, através da fé de meus pais e não fiquei com qualquer problema pulmonar.

Além de pastor, você também é cantor e advogado. Como concilia essas agendas?

Minha ordenação ao ministério pastoral foi em 1996, e nesse período eu fiz o meu seminário até 1999, ano em que fiz o vestibular para Universidade Antônio Candido Mendes. Cursei a faculdade até 2004, ano em que me formei.

Comecei a cantar na Igreja aos 15 anos de idade e aos 18 anos fui ordenado a Ministro de Louvor.

Eu só comecei a exercer o cargo de Pastor em 2002, ano em que me casei com Fernanda G. Aguiar Diniz e só fui administrar diretamente uma Igreja em junho de 2008, em uma filial que lidero até hoje.

Para conciliar a vida como pastor, cantor e Advogado não é fácil, visto que realmente são caminhos distinto, contudo, Deus tem me dado sabedoria e organização para administrar esses três pontos, além da família que vem em 2° plano.

Como advogado, você tem um profundo conhecimento sobre Marcas e Patentes, Registro de Obras Intelectuais. Por que é tão importante registrar as obras intelectuais?

Dentro da advocacia, diversos são os ramos que o profissional do Direito pode optar para atuar, um dos que atuo é esse Direito da Propriedade intelectual.

Hoje eu sou sócio da Muniz Diniz & Laranjeira Advogados é um escritório que atua em diversos segmentos do direito.

O inventor, o Criador o Autor de qualquer obra intelectual ou industrial deve sempre reivindicar sua autoria e titularidade. É de suma importância essa questão para que suas obras e/ou invenções possam ter o devido amparo legal.

Por outro lado, a Lei 9.610, de 19 de fevereiro de 1998 que trata sobre Direito Autorais no seu artigo 19, no Capítulo III, informa que é facultado ao autor registrar a sua obra.

Todavia, o registro é sempre uma garantia de prova, elemento que pode ser muito importante em sede de uma lide na justiça para garantia do Direito do Autor.

Que tipos de obras ou sinais precisam ser registradas, onde registrá-las e o registro vale fora do país?

É importante dizer que toda e qualquer criação intelectual é resultante de uma criação do espírito humano, formada de originalidade, inventividade e caráter único, é considerado pela doutrina uma obra intelectual, do contrário não há, por conseguinte, proteção.

Dentro desse conceito, temos diversos caminhos de proteção e órgãos específicos para cuidar desse procedimento.

Um deles é o INPI, Instituto Nacional da Propriedade Intelectual, que cuida especificamente das proteções Industriais, tais como: Marca, Patente de Invenção e Modelo de Utilidade, Desenho Industrial e outros...

Outro exemplo de lugar de proteção para obras autorais é a Fundação da Biblioteca Nacional, e segundo o Artigo 7ª da Lei de Direito Autoral, pode-se ver diversas obras autorais que podem ser objeto de registro, inclusive na própria UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

No artigo acima e seus incisos, podemos citar algumas obras que podem ser objeto de registro, tais como: Textos de obras literárias, artística ou cientifica; as composições musicais tenham ou não letra; as obras fotográficas e as produzidas por qualquer processo análogo ao da fotografia; as obras audiovisuais, sonorizadas ou não, inclusive as cinematográficas.

Sobre a questão da proteção internacional, é importante informar que a Lei da Propriedade Industrial, Lei 9.279 de 14/05/1996, no que diz respeito à proteção a propriedade industrial, só alcança o Território Nacional para as Marcas, Patentes de Invenção, Modelo de Utilidade, Desenho Industrial e outros que a lei define.

Para proteção em outros países é necessário que se faça o seu requerimento em cada país ou por meio de tratado em que se pode informar os países de interesse.

Temos as Leis de Incentivos à Cultura que beneficiam muito o segmento cristão.

Como você vê essa oportunidade e por que muitos cantores cristãos ainda não utilizam esses recursos?


A Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei nº 8.313 de 23 de dezembro de 1991), conhecida também por Lei Rouanet, é a lei que institui políticas públicas para a cultura nacional, como o PRONAC - Programa Nacional de Apoio à Cultura.

Essa Lei, tanto ajuda o empresário quanto ao artista, uma vez que a lei surgiu para educar as empresas e cidadãos a investirem em cultura, sendo uma oportunidade impar, trazendo aos artistas cristãos ou não, uma possibilidade ver seus projetos culturais saindo do papel ou pensamentos!

Infelizmente os artistas de um modo geral não procuram um profissional para informação adequada e acabam investindo por eles mesmos nos seus projetos, e muitos deles nem o fazem por falta de capital, uma vez que não conhecem que a Lei acima possibilidade essa grande oportunidade.

Como surgiu a ideia de compor a Música "De joelhos é melhor" e o que ela significa pra você?

Essa música fala muito ao meu coração, sendo uma música que marca o meu ministério, o compositor dessa música é o meu amigo e produtor musical Petterson Esteves, nela minha participação é tímida, sendo aplicada somente no seu arranjo, linhas musicais, quando das gravações.

Conte-nos algumas experiências pessoais fruto dessa musica.

No mês de Dezembro de 2012, fui convidado para cantar na casa de Eventos Duros na Queda, fica no Rio de Janeiro em Santa Cruz, e a última música que cantamos nesse evento foi a De Joelhos, havia um público de mais de 10 mil pessoas ou mais.

Quando saímos, por volta de 00.30 hrs, estávamos em três carros, e o meu era o primeiro carro, nós entramos em uma rua que estava fechada por 4 (quatro) carros, distante não sabia o que nos esperava, mas não dava mais para voltarmos.

Daí prosseguirmos em frente, quando nos deparamos com diversos homens armados que nos fizeram sair dos veículos. Não tive como contar, mas pude ver que eram de 30 à 40 homens, altamente armados, encapuzados e de cara limpa.

Naquele momento um homem falou que iria morrer todo mundo, eles fizeram um circulo, nos rodeando com ameaças, foi quando nesse momento eu abri a boca e disse que estávamos vindo de um evento Evangélico, que as pessoas que estavam nos outros veículos eram minhas ovelhas e me identifiquei como Pastor.

A resposta do Espírito Santo foi rápida, eles abaixaram as armas, nos pediram desculpas e nos informaram o caminho correto para irmos em direção ao nosso destino.

Um dos homens, nos, pediu, ainda para cantarmos uma música, mas lembro-me que o único som que escutei foi o do pneu cantando para ir embora rssr.

Posso tirar desse testemunho que, quando louvamos ao Senhor e nos colocamos de joelhos de coração, Ele sempre será fiel e poderoso para nos ajudar em nossas aflições e angustias.

Foi exatamente o que aconteceu, poucos minutos antes estávamos diante de uma multidão louvando, de fato de joelhos, e não sabíamos o que enfrentaríamos, mas Deus nos livrou em mais uma luta.

Quando será o lançamento do seu CD?

Em maio desse ano acredito que estarei com todas as músicas prontas, mas o lançamento oficial ficará por conta da Produtora Jair Produções.

Quem você ouve hoje e quem te inspirou no passado?

Existe grandes levitas aqui no Brasil, um deles é o Pastor e Cantor Fernandinho, que considero um ministro impar no mundo gospel, inclusive está com um novo trabalho excelente.

Outro Cantor que ouço a muito tempo é o André Valadão, gosto da simplicidade de suas musicas que trazem uma verdadeira essência de comunhão do homem com o seu criador.

Bom, existem muitos outros cantores, como o Kleber Lucas, Davi Sacer, o próprio Thalles Roberto, pessoa que sempre tenho a oportunidade de está nos Shows, que além de uma grande técnica vocal é um excelente músico, pessoa e servo de Deus, com uma maravilhosa banda e equipe de produção, suas músicas tocam muito o meu coração.

Minha Inspiração no passado não vem de um cantor solo, e sim de Ministérios e Bandas, tais como Diante do Trono, Ministério Apascentar, Oficina G3, Banda 4/1.

Como tem sido a experiência em cantar com Thalles Roberto, Perlla e outros cantores?

Já cantei mais ou menos em 6 (seis) eventos em que o Thalles Roberto era o cantor principal. Para mim foi e sempre será um grande prazer.

Hoje, cantar em um evento que seja do Cantor e Pastor Thalles Roberto é sinal de que muitas pessoas não convertidas estarão no evento, e isso, é o que mais gosto nos Show desse homem de Deus. A probabilidade de conversão é bem maior do que em eventos que em sua maioria sejam de pessoas convertidas, e isso fazemos em nossas Igrejas.

Tive a oportunidade de louvar a Deus com a cantora Perlla Castilhol que está lançando o seu mais novo trabalho, e esse para Cristo. É uma adoradora, serva de Deus e creio que já tem arrebatado muitas pessoas para Cristo!!

Qual é o público que mais acompanha o seu trabalho?

Bom, por ser uma pessoa Jovem, acredito, a facha etária é de 12 à 45 anos, em minha igreja essa é a maioria, no que diz respeito a idade.

Qual a importância da família pra você?

A família é a base de tudo, de uma sociedade justa, de uma igreja em unidade, de um pastor, cantor e de qualquer pessoa que se diz Cristã. Sem família não há vida, não existe harmonia com Deus.

A Família para mim está além do sangue e vai de encontro o que Cristo nos ensina em sua poderosa palavra.

1º Primeiro Deus
2° Família
3° Igreja

Que cuidados um pastor precisa ter para não deixar a família em 3º plano?

O Pastor deve amar fazer a obra de Deus, cuidar das ovelhas, cuidar do Santuário, evangelizar a terra, preparar lideres e pessoas que possam ajudá-lo no ministério, mas ele nunca pode fazer isso, sem primeiro cuidar de sua casa, de seus filhos, de sua esposa e de seus negócios. Se um líder não consegue administrar o que é seu, não pode ocupar cargo de liderança na casa de Deus.

Na minha concepção o que falei serve para Pastores, Cantores, Pregadores e Ministros de Louvor!

Já enfrentou preconceito?

Preconceito eu enfrento sempre, em minha profissão, já enfrentei muitos, pois com 25 anos já era um advogado.

Sou o Pastor Vice Presidente de 3 Igrejas, fui ordenado com 16 anos, daí imagina, hoje com 33 ainda passo por isso, mas logo logo Deus se incumbe de revelar os meus frutos.

Deixe uma mensagem aos leitores.

Quero agradecer essa rica oportunidade que o Senhor Jesus está me dando através desse canal eletrônico e de pessoas que acreditam no meu ministério.

Todos os dias nós fazemos escolhas, a começar quando acordamos: se vamos tomar um café; se vamos trabalhar; se vamos sair ou ficar em casa.

Essas são escolhas simples que podemos fazer, mas existem algumas escolhas mais difíceis que não estão no nosso dia-a-dia, como por ex.: se vou matar, se vou roubar, se vou falar mal; se vou prejudicar alguém e tudo isso, por conta de um interesse pessoal.

Muitas das vezes não acreditamos ser capazes de praticarmos o mal, mas o mundo já provou que o ser humano faz coisas que não dá para acreditar.

Deixo uma mensagem para você no sentido de que tudo o que fazemos nessa terra haverá um retorno para nossa vida.

Sabendo disso, se você ama você será amado, se você o deia você será odiado, se você trabalha você será recompensado por isso.

Assim, quando você acordar, que as suas escolhas possam ser feitas em Deus, no seu amor, na sua palavra, pois Deus tem o melhor para sua vida.

Não escolha fama, sucesso, dinheiro, prosperidade, escolha a Deus pois tudo isso acompanha o nosso Senhor!

Que Cristo possa te abençoar mais e mais.

Pastor David Muniz Diniz

Contatos: Facebook: Pastor David Muniz
E-mail: [email protected]
Twitter: DavidMDiniz
www.jairproducoes.com.br

21 7769-6447
21 2618-0758
21 2729-5044

Ouças as músicas e saiba mais sobre:

Veja também no Super Gospel:


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.