Notícias

Fábio Sampaio lança collab inédita com Amanda Loyola na música “Ensina-me”

Projeto está disponível em todas as plataformas digitais

Redação em 18/01/22 153 visualizações
Fábio Sampaio lança collab inédita com Amanda Loyola na música “Ensina-me”

O cantor e compositor Fábio Sampaio começa o ano de 2022 lançando uma collab inédita com a cantora Amanda Loyola pela Sony Music. Lançada na última sexta-feira (14), a canção “Ensina-me” é de autoria do próprio Fábio e nasceu de uma série de pregações na Igreja Presbiteriana de Perdizes, em São Paulo, sobre o livro de Eclesiastes.

- Minha intenção era escrever uma canção que mostrasse o quanto precisamos aprender em Cristo a ser e viver nEle. Conversando com o Mauricio Soares (Diretor Executivo A&R na Sony Music), ele sugeriu a Amanda de primeira. Eu não conhecia muito do trabalho dela, mas ao ouvi-la cantando percebi na hora que aquele timbre imprimiria muito significado à canção. A partir daí, o Mauricio fez a ponte e tudo aconteceu de forma muito tranquila - explica o cantor.

Fábio Sampaio também assina a produção da faixa. Já a capa foi desenvolvida pela artista plástica Camila Reinke, esposa de Beto Reinke, que é guitarrista da Tanlan, banda onde Fábio também é vocalista.

- Desde o início da produção dessa canção, eu imaginei uma capa etérea que evocasse beleza e significado, mas não queria uma montagem feita no computador, queria uma peça de arte mesmo, produzida especialmente para a canção. Foi daí que perguntei para a artista plástica Camila Reinke, esposa do guitarrista da Tanlan, Beto Reinke, se ela não toparia produzir essa capa. A Camila não só topou, como ela mesma desenvolveu o conceito para a capa. O final do refrão diz: “Pra refletir Tua glória”. A partir disso, ela criou uma obra que representasse nosso reflexo da glória de Deus. Imperfeitos, distorcidos, mas que revelam a perfeição em muitas cores e direções - explica.

“Ensina-me” já está disponível em todas as plataformas digitais e ainda rendeu as capas das playlists “Gospel Acústico”, do Spotify, e “Adoração”, da Filtr Brasil. E Fábio Sampaio já adianta novidades de sua carreira solo e também da Tanlan.

- Esse é um ano em que pretendo produzir muito mais do que nos dois últimos. Além de mais duas canções que já estão no forno, ainda teremos o lançamento de um single da Igreja Presbiteriana de Perdizes, onde sou líder de música, e, se Deus permitir, mais dois singles da Tanlan. Estamos com duas canções de um projeto especial no forno para esse ano. Não posso falar muito ainda, mas será algo inédito na história da Tanlan.

Ouça o single “Ensina-me”, de Fábio Sampaio e Amanda Loyola, nas plataformas digitais: https://smb.lnk.to/Ensiname

SAIBA MAIS SOBRE FÁBIO SAMPAIO

Na estrada há quase 20 anos com os músicos da banda de rock Tanlan, Fábio Sampaio lançou seu primeiro projeto solo em 2016. Intitulado “Feito a Mão”, o EP de quatro faixas fez mais de 850 mil streams só no Spotify.

- Quando comecei, em 2016, a Tanlan era meu projeto principal e o solo um escape totalmente lado B, com canções que por qualquer razão não se encaixavam na banda. Desde 2018 esse pêndulo mudou bastante. Por diversas razões, entre elas minha mudança para São Paulo, a carreira solo ganhou mais importância e as canções passaram a ser compostas objetivamente para este propósito. Além disso, meu envolvimento ministerial na plantação da Igreja Presbiteriana de Perdizes transformou significativamente minhas prioridades e intenções musicais - compartilha o cantor.

Após o EP, Fábio lançou uma sequência de singles e alguns deles com as participações especiais de Tiago Arrais (“A Estrada”, 2017), Marcela Taís (“Cada Detalhe”, 2018), Diego Karter e Mariah Gomes (“No Fim da Rua”, 2019), Discopraise (“Meu Repouso”, 2020), Arianne (“Cidade Cinza”, 2021), Paulo Cesar Baruk (“O Rico Insensato”, 2021) e Ismael de Jesus e Áquila (“O Cais”, 2021). Com destaque para “Está Tudo Bem”, lançado no começo da pandemia do coronavírus com as vozes de Weslei Santos, Ministério Mergulhar, Diego Karter, Duo Franco, Áquila, Raquel Miranda, Idma Brito, Giovannine e Maressa Cruz.

- Sempre que escrevo uma canção já penso com quem faria sentido dividi-la em um possível collab. A partir daí, converso com o Maurício Soares e juntos buscamos qual o artista que agregaria mais significado à faixa. Devo dizer que tenho sido muito feliz nessas escolhas. Cada canção ganha muito em profundidade e camadas quando outro artista imprime sua interpretação e sensibilidade.

Produtor musical, Fábio Sampaio também assumiu a parte técnica de seus projetos solos desde a composição, arranjo, gravação, mixagem, masterização até a arte da capa, uma escolha que o fez chamar o primeiro EP de "Feito a Mão". Mas, desde 2020, ele decidiu dividir partes da produção com outros artistas e produtores.

- A música "Eu Abro mão" foi muito simbólica nesse sentido. Foi a primeira vez que entreguei toda a produção para outra pessoa e quem assumiu a missão foi Jota Cohen, grande baixista e produtor musical aqui de SP. Depois dessa experiência, mixei a canção "Cidade Cinza" com Thiago Baggio, um grande amigo e engenheiro de áudio com algumas indicações ao Grammy. E por fim, já em 2021, entreguei a produção de "O Rico Insensato", faixa que dividi com Paulo Cesar Baruk, ao produtor do Coletivo Candiero, Daniel Alves, lá da Paraíba. Uma experiência riquíssima e que agregou bastante à canção.

Vivendo há quatro anos em São Paulo com a esposa Luiza e a filha Bianca, após anos morando no Rio Grande do Sul, Fábio Sampaio diz que a mudança tem sido ao mesmo tempo desafiadora e transformadora. De acordo com o cantor, eles têm “vivido um projeto de vida diferente e isso tem nos ensinado todos os dias a depender de Deus e desejar estar mais centrado em sua vontade. A partir disso, todo o resto se torna secundário”.

Ouças as músicas e saiba mais sobre:

Veja também no Super Gospel:


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook