Notícias

Memórias por Léa Mendonça - parte 1 - Ferida por uma frase

Redação em 14/10/20 141 visualizações
Memórias por Léa Mendonça - parte 1 - Ferida por uma frase

“Eu sou aquele homem que viu a aflição, que conheceu as trevas, que viu sua carne envelhecer e seus ossos se quebrarem, cercado de fel e de trabalho, assentado em lugares tenebrosos. Sim, eu sou aquele homem que viu agravado seus grilhões, que parecia não ser ouvido quando orava, que viu seus caminhos fechados, que se tornou objeto de escárnio, na boca dos zombadores tema de canção… Farto de amargura, embriagado de absinto, quebrado como cascalho, longe da paz…

Esquecido do bem, cuja força e esperança pereciam. Ainda me lembro de cada gemido e da minha mente abatida dentro de mim… Hoje, só quero trazer à memória o que pode me dar esperança, porque as misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, elas não têm fim e se renovam cada manhã. Grande é a sua fidelidade. A minha porção é o Senhor, por isso esperarei Nele.” (Lm 3:1-24)

Há 19 anos eu ouvi a seguinte frase: “Eu não posso mais errar com você”, e esta frase fez um estrago na minha mente. A sensação de fracasso, de estar dando prejuízo para alguém tirou a minha paz e me fez conhecer a depressão.

Contrai duas úlceras no duodeno, que ao se romperem me trouxeram uma anemia profunda. Internada, transfundi duas bolsas de sangue, em um período onde a Aids ocupava todas as páginas dos jornais.

Numa terça feira, sozinha naquele quarto de Hospital, tive uma conversa de gente grande com o Senhor. A primeira expressão que saiu da minha boca foi: “Por que?” Somos tão maus, meu Deus, que sempre achamos que somos merecedores somente do bem de Deus; o mal não queremos suportar.

Mesmo assim, por sua misericórdia, Ele me respondeu: “Quem tem boca, fala o que quer, mas quem tem ouvidos ungidos, só ouve o que eu falo.” Na quinta feira eu recebi alta.

A Palavra de Deus entrou em minhas células como cura, e na semana seguinte, eu já estava de pé e no pé da cama compondo essa canção: “Quero trazer à memória, só o que pode me dar esperança; não vou pensar em nada que me entristeça; não vou deixar ninguém pisar nos meus sonhos, nem roubar a minha fé; não vou deixar que contaminem a minha mente; não vou dar brechas pois é isso que o inimigo quer, mas vou ocupar minha mente, ccom as coisas lá de cima; não vou entregar os pontos não, vou dar a volta por cima…”

E dei… Eu dei a volta por cima, sequer me lembro da sensação negativa que a depressão provoca. Estou curada.

Eu Sei Que Deus Me Ama

(Single) 10/20


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Ouças as músicas e saiba mais sobre: Léa Mendonça

Veja também no Super Gospel:


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.