Análises

Ouvimos o disco mais recente de Eli Soares - 360 Graus. Confira nosso review

Tiago Abreu em 22/04/19 1968 visualizações

Eli Soares não é mais uma promessa. Depois de seus primeiros trabalhos, especialmente Eli Soares (2011) e Casa de Deus (2013), serem fortemente comparados à onda black mineira representada pelo conterrâneo Thalles, o cantor marcou seu espaço com os pés no chão por meio do suave e retrospectivo Memórias (2017).

As raízes do cantor estão no mesmo território de artistas negros do cenário cristão como Adhemar de Campos e Álvaro Tito que mesclaram suas sonoridades com abordagens populares, mas o lançamento 360 Graus expande os horizontes do cantor. Afinal, o EP Aonde Está Deus (2018), do qual se derivam seis das 12 faixas do álbum, deu prévia a um trabalho de influências diversas.

O registro é diretamente fruto da capacidade de Soares como compositor e produtor, mesmo quando passeia em diferentes gêneros. A banda que o acompanha é extremamente eficiente, mas o protagonismo de Eli nunca é ofuscado nos riffs de Quem Ele É e na influência soul de Oh Glória, todas autorais.

Quando Eli Soares embarca em canções de outros compositores, como Ele Sorriu pra Mim (Thalles Roberto e Samuel Mizrahy) e até o clássico Eu Te Louvarei feito ousadamente a capella, a concentração do intérprete se mantém. Como co-autor de Tempo, assinada em colaboração com Rafael Ávila e Isaac Souza, o lado contemplativo do músico ganha força, algo que Deus não É Culpado traz como ápice.

O cantor já tinha demonstrado a boa escolha de arranjos e timbres na produção de Guarda Meu Coração (2018), de Delino Marçal. Mas, diferentemente do repertório seguro de Marçal, Eli Soares se permite arriscar muito mais. Não Existe Impossível é recheada de harmonias vocais consistentes. E nos momentos mais alegres, como em Agindo Deus, a sonoridade pretensiosa compensa a falta de grandes letras.

Se o EP de 2018 chegou a pecar pelo múltiplo desenvolvimento de ideias em uma sequência curta de faixas, 360 Graus amplia o repertório e permite que Eli Soares seja observado a partir de seu auge estético e musical – seguramente um dos maiores representantes black da atualidade no cenário cristão – e por isso construiu o seu melhor registro até agora.

Avaliação: 4/5

360 Graus

(CD) 01/19


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Ouças as músicas e saiba mais sobre: Eli Soares

Veja também no Super Gospel:

Tiago Abreu

Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), escreveu para o Super Gospel entre 2011 a 2019. É autor de várias resenhas críticas, artigos, notícias e entrevistas publicadas no portal, incluindo temas de atualidade e historiografia musical.


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.