Análises

Ouvimos o disco mais recente de Jozyanne - Coragem. Confira nossa análise

Gledeson Frankly em 08/06/17 1498 visualizações
Conhecida por unir em sua voz elementos como serenidade e potência, Jozyanne iniciou sua discografia com canções voltadas ao louvor congregacional e, logo depois, passou a introduzir elementos pentecostais em seus trabalhos. No entanto, Coragem, produzido por Josué Lopez, afasta a intérprete da vertente que a consagrou para o grande público e apresenta um disco com caráter pop.

Basta Uma Palavra (Anderson Freire) abre bem o disco. É uma boa canção que dispõe de diversos elementos populares e seria uma ótima opção de single. As coberturas de piano e teclado de Marcus Costa e Sérgio Assunção, acompanhados pela guitarra de Leandro Esteves, agregam. Flecha (Gislaine e Mylena) reutiliza a fórmula vista em faixas de discos anteriores da cantora, como "Abra os Meus Olhos" e "Até Te Encontrar". Apesar de ser regular, os sintetizadores de Sérgio Assunção chamam a atenção durante o desenvolvimento da música.

Sangue Precioso (Tony Ricardo) já havia sido divulgada para o público com antecedência. Ao fazer uso de uma composição cristocêntrica, a faixa lembra canções antigas que marcaram a história da música cristã, no entanto, não soa antiquada nos dias atuais. A interpretação de Jozyanne, aliada aos bons arranjos de seu irmão e de Marcus Costa, faz com que a canção supere o restante do trabalho. Destaque para o saxofone executado por Josué Lopez e a bateria de Felipe Alves.

Quem é Você (Anderson Freire, André Freire e Aretuza) é uma balada de letra genérica e arranjos pouco atraentes. O resultado é desastroso. Versionada por Isabella e Jozyanne, Nada Me Faltará aproxima a cantora mais dos clichês do que dos atuais louvores congregacionais. Depois de "Sangue Precioso", o disco volta a dar sinal de vida em Isaías 6 (Eyshila) e Preciso Ser Curado (Adelson Freire), esta última com participação certeira de Eli Soares.

Em relação às composições, a cantora continua trabalhando com nomes que sempre estão presentes em seu trabalho, como Anderson Freire, Gislaine e Mylena, e Tony Ricardo. Porém, é necessário que haja uma renovação. Até as composições medianas estão aquém do esperado por alguém que acompanha o gênero. Além disso, Jozyanne disse que este disco seria completamente diferente por ter sido gravado “ao vivo” no estúdio. Porém, a gravação é pouco orgânica e apresenta algumas falhas técnicas. Coragem é muito confortável na maior parte de suas propostas e pouco audaz o quanto deveria.

Nota: ★★☆☆
Coragem

(CD) 01/17


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Ouças as músicas e saiba mais sobre: Jozyanne

Veja também no Super Gospel:

Gledeson Frankly

Paulista, cristão e acadêmico em administração pela UNIFESP. Escreve para o Super Gospel desde 2017.


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.