Análises

Ouvimos o disco Oficina G3 ao vivo - Gospel Collection, lançado pela MK Music. Confira nossa opinião

Tiago Abreu em 23/02/15 5053 visualizações
A gravadora MK Music, desde muito tempo é criticada pelas coletâneas que lança. Mas verdade seja dita: é a única empresa fonográfica no mercado gospel que assimilou a potencialidade das compilações, e ao menos tentou fazer coleções realmente interessantes. Isso é mérito da MK e é inquestionável. Há algumas outras gravadoras que possuem até mesmo selos agregados, mas até hoje não souberam aproveitar o material que possuem guardados.

Embora a gravadora erre em algumas propostas, a nova série Gospel Collection tem uma ideia interessante, a qual é compilar shows e performances de cantores e bandas de seu cast que até então nunca foram lançados em formato CD. Estas gravações atraem principalmente fãs mais saudosistas, que poderão conferir registros esquecidos e guardados nos arquivos da MK.

Por outro lado, temos a banda Oficina G3, que mudou parcialmente sua formação de 2000 pra cá (ano em que ingressaram na MK). Em relação ao grupo, a gravadora sempre lançou coletâneas inferiores as que foram produzidas pela Gospel Records, porque nunca soube realmente apresentar um conceito claro na concepção das faixas. Em MK CD Ouro (2006), ao invés de realmente colocar as dez músicas de maior sucesso da banda, o selo escorregou incluindo “O Teu Amor”, “Necessário” e a pior canção do conjunto, “Sempre Mais”, ignorando hits como “Lugar Melhor”, “Preciso Voltar” e “Até quando?”. Em Som Gospel, de 2008, os deslizes foram menores, mas o conceito do disco ainda era inexistente.

Gospel Collection inicia-se com a versão de Além do que os Olhos Podem Ver e Cura-me existentes em Elektracustika. Esta fase de Juninho nos vocais é talvez a melhor na história da banda em seus últimos anos, isto porque o guitarrista, juntamente com Duca Tambasco e Jean Carllos são os membros de maior duração no grupo, fazendo com que, naturalmente, a identidade da Oficina G3 esteja centrada neles. Os registros foram gravados no Louvorzão da MK, ocorrido em 2008, e destaque para os backing vocais de Duca e Jean.

Apesar de Além do que os Olhos Podem Ver ter sido, após Indiferença, o melhor álbum da Oficina G3, não há nenhum registro de sua turnê em Gospel Collection, o que é uma pena. Desta forma, a turnê de Humanos preenche o vazio, com a diferença de que PG já não fazia mais parte da formação. Humanos é de longe o trabalho mais fraco da Oficina G3, mas o fato do trio ter apresentado as melhores músicas do álbum no Canta Zona Sul em 2004, com Juninho nos vocais e a participação do guitarrista Déio Tambasco e do baterista Lufe, tal CD se torna até mais apresentável. A grande surpresa está no solo explosivo em Onde Está, que chegou a até mesmo surpreender os irmãos Tambasco na gravação. A balada Minha Luta, gravada no mesmo evento foi executada em tons menores para adequar-se aos vocais de Juninho, o que soou até melhor, com mais peso. Até Quando?, uma vitrine para o tecladista Jean Carllos, não poderia faltar com a radiofônica Te Escolhi, tendo a intensa participação do público. Estes são os melhores momentos desta coletânea, junto com O Caminho, gravada no Canta Rio 2002.

O restante do álbum contém canções gravadas no DVD O Tempo – ótimo disco, embora mais que subestimado na discografia da Oficina – e D.D.G. Experience, o mais recente. Assim, Mais Alto contém a participação de Mauro Henrique nos vocais, o que não ocorre em sua versão original, além de Perfeito Amor, nos vocais de PG. Essa parte do álbum poderia ter sido ocupada por outros shows da banda, ao invés de seus registros já lançados em DVD, mas a intenção da gravadora já vale.

Talvez o ponto mais estranho do disco seja reunir tantas apresentações com formações distintas, o que é natural, visto as mudanças ocorridas na estrutura interna da Oficina G3. A capa do álbum contém uma foto mais recente do grupo, o que poderia ser evitado, já que Mauro Henrique não participa de todas as músicas, tampouco Alexandre Aposan.

Mesmo assim, Gospel Collection é, de longe, a melhor coletânea da Oficina G3 lançada pela MK que, apesar dos deslizes se propôs a lançar um material interessante para os fãs da banda. Com lançamento exclusivo para as lojas Americanas e alguns canais de música digital, a obra tem grandes momentos dos quinze anos mais recentes deste ícone do rock cristão nacional.
Oficina G3 ao vivo - Gospel Collection

(CD) 09/14


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Ouças as músicas e saiba mais sobre: Oficina G3

Veja também no Super Gospel:

Tiago Abreu

Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), escreveu para o Super Gospel entre 2011 a 2019. É autor de várias resenhas críticas, artigos, notícias e entrevistas publicadas no portal, incluindo temas de atualidade e historiografia musical.


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.