Análises

Ouvimos o lançamento mais recente do Renascer Praise - Betel. Confira nossa análise

Gledeson Frankly em 01/06/17 2721 visualizações
Após o equivocado Daniel (2015), em que Thalles Roberto chamou mais atenção que o próprio grupo na maior parte do tempo, o Renascer Praise lança seu novo álbum, Betel. Seguindo o caráter pop implementado nos últimos álbuns da banda, o disco recente é mais consistente que o anterior.

Produzido por Oseas Silva, Ronaldo Gomes e Elyas Vianna, o álbum comemora 20 anos de gravações ao vivo da banda, que desde 1993 lança projetos, mas só começou a registrar seus trabalhos em shows com o terceiro registro da série, Deus É Fiel (1996).

O repertório possui três regravações que, em parte, mostraram seu valor. Na Força do Louvor é introduzida por um rap feito por Asaph Hernandes. A nova roupagem conta com arranjos pop e riffs de guitarra bem executados por Ed Oliver. A regravação de um dos maiores sucessos da banda tem relevância no projeto, porém Asaph tem uma interpretação preguiçosa e sem vigor.

Promessa e Plano Melhor não conseguem ser tão boas quanto as versões originais, mas têm importância para o projeto, com destaque para os arranjos de cordas assinados por Edmilson Gomes. Enquanto, por outro lado, Nossa Festa é uma faixa para ser esquecida e não faria falta alguma se não tivesse entrado no disco.

Apenas uma Ordem é uma balada soul correta e tem participação de Thalles Roberto nos vocais. As atenções são voltadas a bateria de Alexandre Fininho. Moriá é um pop black com arranjos bem executados. O disco também oferece bons momentos na faixa Marcado, com influências eletrônicas, e em Glorificado, uma balada com interpretação intimista.

Corrigindo algumas arestas do álbum anterior, Betel mostra que a banda continua agregando sons diferentes ao seu trabalho. Evitar que Thalles novamente fosse responsável pela maioria dos vocais é o grande ponto positivo do disco. Ainda assim, se comparado com o início da discografia da banda, os últimos discos estão apresentando um desgaste em relação ao repertório. O projeto não é tão marcante como Canto de Sião (2013), mas ainda assim supera Daniel em qualidade.

Nota: ★★★☆☆
Betel

(CD) 01/17

(5,0/5)
Total de votos: 1

Ouça e dê sua nota

Ouças as músicas e saiba mais sobre: Renascer Praise

Veja também no Super Gospel:

Gledeson Frankly

Paulista, cristão e acadêmico em administração pela UNIFESP. Escreve para o Super Gospel desde 2017.


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.