Análises

Ouvimos o mais recente disco de Elaine Martins - Rompendo. Confira nossa crítica

Tiago Abreu em 19/03/16 2784 visualizações
Desde Com Muito Louvor de Cassiane e Palavras de Lauriete, ambos lançados em 1999, não surgiu nada realmente inovador na música pentecostal brasileira. Apropriado pela indústria evangélica como um gênero de fácil penetração, vendas e de pouca exigência do público, o pentecostal, em pleno 2016, se vê relegado a uma série de composições fajutas que apelam para o emocional, enquanto os arranjos estão cada vez mais enxutos e repetitivos.

Neste espectro, Elaine Martins ainda é uma artista que consegue imprimir identidade às músicas que canta. Santificação (2014), seu primeiro disco pela MK Music, foi eficaz em mostrar a sua capacidade de elevar tudo a outro nível. A parceria com o produtor musical Ronny Barboza foi retomada para seu novo projeto.

Rompendo, lançado este ano, é uma vitrine para as interpretações vocais de Elaine. E de fato, ela consegue transformar um material apático em algo forte. Suas habilidades nunca foram tão fundamentais em um registro que, ao invés de capitalizar a exposição que tem tido nos dois últimos anos, a empurra para o mais do mesmo. A faixa de abertura, assustadoramente, recai em um discurso triunfalista, utilizando-se de rimas pobres como cruz-Jesus, enquanto cordas, loops e riffs de guitarra preenchem um arranjo comum encontrado em qualquer disco do gênero. As composições de autoajuda da dupla Junior Maciel e Josias Teixeira, logo na introdução, são as mais desinteressantes da obra. Só depois o frescor surge quando Elaine Martins foge do padrão em Emanuel e especialmente O Melhor da Festa, quando a emoção dá espaço para um discurso coerente e cristocêntrico.

A falta de profundidade em grande parte das letras e arranjos focados em instrumentos de base, produzidos por Ronny, se espalham por todo lado. Valente e Pode Confiar abusam nas frases de efeito: "Tentaram lhe enterrar", "Essas pedras são detalhes / Pra deixar bonita a sua história", "Deus vai entrar na sua casa e tudo vai mudar". Com um repertório duvidoso, Elaine Martins não tem muito o que fazer. Mas seus vocais são distração eficaz para um disco que não acrescenta à sua obra.

Nota: ★★☆☆
Rompendo

(CD) 01/16


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Ouças as músicas e saiba mais sobre: Elaine Martins

Veja também no Super Gospel:

Tiago Abreu

Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), escreveu para o Super Gospel entre 2011 a 2019. É autor de várias resenhas críticas, artigos, notícias e entrevistas publicadas no portal, incluindo temas de atualidade e historiografia musical.


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.