Análises

Ouvimos o mais recente EP de Discopraise - Feito em Casa. Confira nossa análise

Tiago Abreu em 24/12/18 1447 visualizações

Antes quarteto e agora trio, Discopraise tem mostrado gosto por regravações. Feito em Casa é terceiro trabalho consecutivo com esta proposta na carreira da banda. Palavra, Som e Poder (2014) foi uma celebração de sua carreira, enquanto Palavra, Som e Poder Lado B (2016) foi uma miscelânea de hits menores juntamente com covers. Agora, em 2018, o novo projeto abraça completamente canções de outros artistas, maior parte recentes, sem um conceito específico. Afinal, o repertório é uma colcha de retalhos. A obra traz tanto clássicos inquestionáveis à moda Discopraise, como Consagração (Aline Barros), Bem Querer (Marcos Góes) e Tu És Soberano (Koinonya), como músicas ultrarrecentes que sequer esfriaram para serem revisitadas, como Ninguém Explica Deus (Preto no Branco) e Atos 2 (Gabriela Rocha). A banda é eclética, fornece abordagens até diferentes de suas versões originais, mas a seleção não permite que o projeto seja observado para além de uma série voltada para o canal da banda na VEVO. Feito em Casa pode refletir um tom descontraído e, ao mesmo tempo, um ponto de menor destaque na discografia do grupo.

Avaliação: 2/5

Feito em Casa

(CD) 01/18


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Ouças as músicas e saiba mais sobre: Discopraise

Veja também no Super Gospel:

Tiago Abreu

Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), escreveu para o Super Gospel entre 2011 a 2019. É autor de várias resenhas críticas, artigos, notícias e entrevistas publicadas no portal, incluindo temas de atualidade e historiografia musical.


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.