Análises

Ouvimos o novo álbum de Gisele Nascimento - Lágrimas Ensinam. Confira nossa avaliação

Gledeson Frankly em 25/12/17 2390 visualizações
Mais uma vez, Gisele Nascimento se uniu ao seu pai, Tuca Nascimento, para dar forma ao seu novo disco. A presença de Tuca é predominante de tal maneira sobre o trabalho de Gisele que é possível perceber a força do produtor na identidade musical nos projetos da filha. Além disso, os dois não possuem uma tarefa tão fácil assim. Afinal, Lágrimas Ensinam sucede Janelas da Alma (2015), um dos principais álbuns responsáveis por firmar a cantora perante ao mercado e ao público.

Guardada as devidas proporções, a obra sofre diversas derrapadas durante seu desenvolvimento. De fato, é significativamente inferior ao anterior, seja em suas composições ou nos aspectos técnicos de produção musical. Recheado de regravações (são cinco de dez músicas) o álbum traz uma compilação de gêneros já conhecidos pela intérprete, indo de baladas introspectivas até ao pentecostal "raiz".

Com um refrão pífio, a faixa que dá título ao projeto abre o disco buscando um apelo congregacional. Em seguida, Ana, com sonoridade próxima ao pop, dá o primeiro bom sinal de vida do projeto. Apesar de não ser uma canção memorável, tem seu valor. A cantora também se aventurou em regravar um dos maiores sucessos de sua tia, a excelente Rose Nascimento. No entanto, a nova roupagem dada a Deus Está Contigo ficou aquém da original.

Dono do Milagre soa como uma versão de "Lágrimas Ensinam" refeita, porém anos-luz melhor. É uma canção propensa a virar hit. Prefiro Ser Fiel deixa Elaine Martins em evidência com seus vocais arrebatadores, de longe o maior destaque da faixa. Também marcada por levadas pentecostais, Traz a Presença não faria a menor falta no repertório de Nascimento, pois não dá liga alguma com a cantora, principalmente no refrão e na ponte da canção.

Ao contrário das outras canções que, às vezes, soam sem inspirações, Permanecer aproxima a intérprete de uma sonoridade atual que bebe no pop-worship. Os arranjos vigorosos, com destaque para os timbres de guitarra e para a bateria, trouxeram mais força para a letra. Sem dúvidas, é a melhor canção do álbum. Benditos de Meu Pai e Da Janela pra Deus são outras boas surpresas no projeto. Os dois duetos, com Tuca Nascimento e Anderson Freire, respectivamente, são registros majoritariamente intimistas e fazem jus a trabalhos anteriores da cantora.

Avaliação: ★★★☆☆
Lágrimas Ensinam

(CD) 01/17


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Ouças as músicas e saiba mais sobre: Gisele Nascimento

Veja também no Super Gospel:

Gledeson Frankly

Paulista, cristão e acadêmico em administração pela UNIFESP. Escreve para o Super Gospel desde 2017.


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.