Análises

Relembramos o álbum Imagem e Semelhança, de PG - Confira o review

Redação em 14/07/16 2640 visualizações
Produzido pelo próprio cantor e por Leandro Aguiari, Imagem e Semelhança possui o mesmo objetivo do trabalho anterior: Chamar a atenção para o tempo profético atual e alertar para a necessidade de vigilância e atitudes que são imprescindíveis para estar preparado para o dia de maior anseio pelo cristão: A volta de Jesus e a Sua salvação.

O tema vai se desenrolando nas 18 faixas e traz nove músicas inéditas, seis faixas do álbum A Conquista, duas regravações e um medley. O repertório é embasado em vários livros da Bíblia. Cada música foi escrita com base em um salmo ou em cada livro da Bíblia, com a referência do nosso cotidiano.

“Na vida, todos querem a salvação, mas nunca pensam na justiça”. O repertório tem início com Introdução - O Sonho, com PG contando o sonho que teve sobre seu futuro, e em seguida entra com sua banda e o grupo Jeová Nissi com Junto às águas, que é alusiva ao Salmo 1. A canção é um rock progressivo, com uma sonoridade vintage, que vem recheado de guitarras e efeitos de cordas.

“Eu li os rituais, idólatras da própria ganância mental! Sufocam e confundem as ovelhas do Pai; não pregam o sangue do Cordeiro imortal”. Na mesma pegada da faixa anterior, em Eu não Vou Me Calar, PG faz alusão a um resumo da epístola de Tiago, que fala sobre a fé e críticas severas contra os pseudos-religiosos de nossos tempos.

Dando prosseguimento a este momento contemplativo entoamos a balada Eu quero estar, que faz alusão aos salmos 42 e 63. Destaque para o mandolim executado por Gabriel Guedes. Em contrapartida, a faixa-título Imagem e Semelhança, baseada na passagem de Gênesis 1:27, possui uma pegada que relembra o estilo de ministérios de louvor, como Jesus Culture, Hilsong e outros.

“Nesse mundo, nossa única certeza é a morte; por isso, buscamos por uma geração que se dispõe a abrir mão do mundo”. As músicas Corredor da morte e Minha geração mantém a pegada hard rock, ambas trazendo efeitos de teclado bem interessantes e se destacam pelos riffs de guitarra que são maduros e criativos.

“Muitos de nós já caímos; porém, se nos arrependermos, Deus é fiel para perdoar. Todo poder está nas mãos dEle”. Retornando às baladas, Aos Braços do Pai e Deus Criador trazem letras reflexivas e arranjos pop rock bem elaborados. A última conta com a participação de Érika E. Aguiari, esposa do guitarrista Leandro. A guitarra de Téo Dornellas faz diferença em ambas as músicas, com seus solos marcantes.

O repertório pausa para um momento nostálgico. No Medley, PG conta seu testemunho de vida, com canções que marcaram sua vida e sua trajetória, desde sua conversão até seu ministério pastoral e restauração da família.

“Estamos todos na mesma jornada, mas será que todos nós estamos no caminho certo?” Retomando o repertório, A Conquista marca presença com uma introdução densa e marcante; possui uma letra reflexiva, baseada nos salmos 40 e 122.

Formoso És, composta por Keith Green, trata sobre adoração bíblica e genuína, um tributo a Deus. Na versão de PG, a canção nos leva a um momento de adoração; a melodia é marcada com naipe de cordas e um piano mais suave.

“Tem gente na internet buscando Deus. Nos livros, querem ser mortal, mas descobre que o autor morreu e não ressuscitou; ainda assim, só ouvem e viram as costas para Cristo, pois querem discursos que escondam seus erros”. Não Pare e A Quem eu Irei trazem uma pegada mais fusion com new metal, e ambas se destacam com riffs de guitarras, compostos por Leandro.

“Deus espera por todos nós, de braços abertos”. Retomando a temática de "Aos Braços do Pai", Eu Espero por Você traz uma letra reflexiva. Assim como a música "Estou Aqui", do DVD anterior, a letra é cantada em primeira pessoa, como se Deus estivesse a falar conosco. E o solo de guitarra de PG é marcante, com a melodia mais voltada para o rock dos anos 1980, estilo Guns'N Roses.

“O que faz um inimigo ser perdoado entre irmãos? Só Cristo é o único Caminho. É o amor de Deus.” Amor de Deus, versão americana de Scotty Wilbanks e Russ Lee, traz uma melodia mais congregacional. No final da música, o coral e o público fazem a capela juntos. Destaque para participação de Celinha Batista.

Louvarei na Tempestade, da banda americana Casting Crowns, trata sobre segurança e provisão. O hino possui uma dinâmica muito boa. No DVD, a canção traz a participação da cantora Fernanda Brum.

“Não preciso ver pra começar a crer. A fé é um dom de Deus para mim e para você”. Em Pela Fé, PG conta resumidamente sobre os heróis da fé, entre os quais Moisés, Davi, Abraão, Daniel e outros; e sem se esquecer do sumo-sacerdote, Jesus Cristo. O final da música é destacado pelo trio de guitarras com PG, Téo Dornellas e Leandro Aguiari.

O repertório termina com a levada pop rock alegre e festiva de Paraíso. Destaque para a gaita blues de Sérgio Duarte.

Esse foi o melhor DVD de PG em toda a sua carreira. A mixagem e a masterização foram aplausíveis.
Imagem e Semelhança

(DVD) 01/11


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Ouças as músicas e saiba mais sobre: PG

Veja também no Super Gospel:


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.