Análises

Relembramos um dos trabalhos do Vencedores por Cristo Nordeste - Pastor Amado. Confira nosso review

Redação em 07/06/19 1040 visualizações

Pastor Amado é um lançamento de 2008 do ministério missionário Vencedores por Cristo. No entanto, este é especial em vários aspectos e merece apreciação. Dentre estes aspectos, o que mais se destaca é que, pela primeira vez, o grupo transpôs as fronteiras da região sudeste, e o álbum é fruto da 57º equipe que desta vez é da região Nordeste, sob a liderança e idealização do pastor Samuel Tito e Naná, sua mulher.

O álbum começa com Isaías 55 cântico leve e lindo ao som da flauta de Cidoca Araujo, que é o destaque, e endossa a leveza da canção. Porém, o cântico é dinâmico, em que os solos dos integrantes se alternam e são belíssimos!

Jesus é Tudo baseado em Atos 3:6 tem uma mensagem bastante apropriada para a atualidade e contundente: "Não tenho ouro, nem prata. A maior riqueza é conhecer a Deus". Além disto, o destaque são os vocais, muito bem arranjados e marcantes.

O cântico Essência (que se repete numa outra versão ao final do álbum) é curta e expressa bem o sentido de seu título, e é provável que demonstre o objetivo geral do álbum: o que representa o sacrifício de Jesus na cruz, e a centralidade deste assunto na adoração.

Outro destaque deste álbum são as animadas releituras de cânticos já conhecidos do repertório dos Vencedores por Cristo, como Vem Comigo de Sérgio Pimenta e, na nona faixa Volte a Vida, do internacionalmente conhecido Ralph Carmichael, conhecida na tradução de Carlos Osvaldo Pinto. Os novos arranjos deixaram bastante atuais sem "forçar", e não mostrou ser apenas uma gravação por gravar, são releituras bastante válidas e que somam ao repertório do álbum.

A faixa Pastor Amado, tema do álbum, tem o salmo 23 como base e não segue a fórmula “O SENHOR é meu Pastor...” tal como já está escrito em Salmos, de modo que o cântico não se mostra óbvio. Lindo e que exprime a doçura do pastoreio de Cristo, o cântico conta com o solo de Naná e João Alexandre, conjuntamente ao violão, flauta e violoncelo bastante evidentes, torna-se um deleite!

As três faixas seguintes, Assim é Deus, Salmo 148 e Canção de Moisés, são mais claramente cânticos de louvor e adoração, baseados em passagens bíblicas, bem escritos e de belas melodias. Se destaca em Salmo 148 a participação linda e com intervenções divertidas de um coro de crianças, e Canção de Moisés com outra criança, Samuca Pessoa, faz um singelo dueto com Guilherme Kerr.

A única ressalva sobre o trabalho e quase chega a ser um ponto negativo, é a ausência de ritmos próprios do Nordeste, como o forró e o baião, bem explorados e presentes em trabalhos anteriores das outras equipes não oriundas desta região, em Pastor Amado fez muita falta e, é muito provável que "estavam em casa" para fazê-lo. Apesar disso, é um grande álbum. Quem tiver o prazer de tê-lo fisicamente verá quão primorosa é a arte do encarte que, a bem dizer, é um belo passeio pelo Salmo 23.

Bem produzido, arranjado e instrumentado, o projeto conta com uma sonoridade leve e muitíssimo agradável e com personalidade própria, com vocais marcantes, e de cânticos bem escritos, um trabalho bastante competente da equipe nordestina dos Vencedores por Cristo, por ser seu primeiro trabalho. Contrasta com o que foi e tem sido produzido na música cristã durante toda esta última década em que o álbum está inserido. Certamente, ouvir Pastor Amado é muito edificante, pois, é um trabalho que demonstra bastante espiritualidade e dedicação. É de grande valor!

Avaliação: 4,5/5

Pastor Amado

(CD) 01/08


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Ouças as músicas e saiba mais sobre: Vencedores por Cristo

Veja também no Super Gospel:


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.