Notícias

Segredos escondidos do sucesso de Fernandinho

Redação em 07/11/13 12214 visualizações
Por Lincoln Lyra

Data 13.03.2013 quarta-feira: Faltam 3 dias pro Evento da Gravação do DVD “Teus Sonhos” – HSBC Arena RJ do Fernandinho.



Cheguei pra cobrir os preparativos deste que tem toda a pinta de ser um dos grandes eventos da historia da música cristã no Brasil. Cheguei às 10h, no HSBC arena, Barra da Tijuca - RJ. Toda a realização do evento caminha sob o comando da FAZ CHOVER, produtora “independente” do Fernandinho.

Já estava rolando o ensaio com a banda dentro de uma sala, que virou um estúdio, em um espaço reservado dentro da superestrutura da Arena. Uma super banda: Lucio de Paula (bateria - ex Casa de Davi), Daniel Machado (Guitarra), Carlos Aprígio (baixo), Levi Miranda (Teclados e synths), Chrisanto Tinoco (Violão e na Técnica – mix) e mais 3 backings vocais, Adiel Ferr, Ruben Oliferr e Paulo Zuckini, já estavam mandando uma somzeira pesada, aquela pegada característica do som do Fernandinho. É rock, mas é um rock com personalidade, não é “popzinho” como dizem os que gostam do estilo. Fernandinho é um cara que tem uma formação musical muito consolidada, bom músico, é baterista, toca muito bem violão e guitarra, conhece bem de todos os instrumentos que estão envolvidos no seu “conjunto” musical, bom ouvido, tem a concepção toda musical do que esta rolando, como também compõe e se envolve de forma efetiva em tudo que acontece, musicalmente, com seu trabalho.

Fernandinho, já de boas conversas anteriores comigo, falando sobre musica, percebe-se é um cara que ouvia na sua adolescência e juventude Judas Priest (uma banda Americana, de rock pesado). Hoje ele comenta sempre do Chris Tomiln, da galera do Passion (Ministério americano de Adoração) caracterizando sua concepção rock de fazer música e de adorar a Deus.

A música, chamada Gospel, não só mudou em números de vendagem de CDs e DVDs representando sem dúvida alguma, através de seus artistas, os tops das listas de mais vendidos no Brasil, como a Igreja Evangélica no seu gosto musical também mudou. Se no passado não era admitido a possibilidade de se ter uma bateria no púlpito dos templos, hoje as guitarras distorcidas com “over drives” fazem parte do cotidiano dos cultos através do louvor.

No ensaio fica muito claro uma coisa, um SEGREDO, Fernandinho é daqueles band líder (líderes de banda) que se envolvem com tudo, daqueles líderes de louvor e adoração atuais que comandam todo o ministério e envolvimento de pessoas. Fernandinho é um crente de berço daqueles que conhece bem como conduzir a Igreja a louvar, ele exerce sua liderança na condução da banda, musicalmente falando. “... Lucio (baterista) toca mais na cabeça, sem “rufus “ (repetições da baqueta na esteira) da caixa, Daniel toca de nova aquele riff de guitarra, olha pros bakings e fala "queria um vocal assim, tipo uníssono com mais ar na forma de cantar...”. Impressiona seu ouvido atento a tudo e a todos. Ele olha pra mim e fala pro técnico, coloca o “clik” (é a linha de transmissão, que os músicos, todos estão ouvindo como forma de retorno os instrumentos) nele, como que uma preocupação de fazer com que eu acompanhasse musicalmente tudo o que estava acontecendo no ensaio.

Vem daí um dos segredos do cantor, pra muitos que não conseguem decifrar o sucesso em nosso segmento, bem como do próprio Fernandinho, um artista que vendeu em pouco mais de 10 anos de carreira, mais de 3,5 milhões de discos. Ele tem preocupações nítidas com uma música de qualidade, muito bem acabada e sem nunca deixar de ter como prioridade o adorar a Deus.

Em uma dessas pausas de intervenções a cerca da dinâmica a ser conduzida pela banda na gravação deste DVD, ele fala: “... gostaria que privilegiasse o povo cantando, e não o arranjo, esse arranjo está interrompendo a forma como o povo esta participando, melhor tirar esse arranjo...” isso traduz que sua música tem um foco, a Igreja, o congregacional. Esse talvez também seja um dos SEGREDOS do Fernandinho. O foco, a Igreja como prioridade. Ele acredita em um pilar da adoração, a acessibilidade, tornar fácil as pessoas, ao povo louvar e cantar a Deus, tirar todos os impedimentos, as barreiras pra que isso aconteça de forma natural e prioritária. “... eu sirvo a igreja como ministro, pra que ela adore a Deus...”

O ensaio continua e após umas 2 horas é dado uma pausa, com preocupações em poupar sua voz, fala pra banda continuar, porque ele tem compromissos de agenda a tarde e voltaria a noite, pois no cronograma da produção, no dia tinha mais ensaio programado a noite. Fernandinho olha pra mim e fala baixo, "vamos nessa..." saio caminhando atrás desse Sergipano sempre com um semblante relaxado por vezes acho até que desligado, mas nada, ligado no 220v ele olha pra mim de novo e fala "vamos nessa..."

A tarde estivemos em vários compromissos, mais com bons papos sempre. Rs... me lembro em uma dessas paradas uma pausa pra comer, ele me pergunta se conheço o lugar, estamos em Ipanema, falei que sim, então ele fala, "então onde tem um lugar pra comer..." mostro um restaurante e ele fala "não, quero um salgado rs...", vejo uma vitrine de salgados numa lanchonete e vejo seu olhar brilhar rs... fomos lá e comemos, no retorno a arena, vejo que Paula sua esposa trazia um lanchinho pra ele repleto de frutas: maças e bananas.... bem diferente, antagônico rs.. ao desejo e do brilho no olhar na hora da lanchonete pelos salgadinhos rs...

Ao término do dia, muito transito, retornando ao HSBC arena na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, combino com ele uma entrevista a TV Boas Novas, onde tenho meu programa de música - Galeria Clip. Quando saltamos do carro ele olha a equipe de TV nos esperando e me pergunta: "Lincoln quanto tempo demora pra montar o set de gravação", já preocupado com o horário do ensaio que estava marcado para às 19h, todos os músicos já estavam na salinha, tipo estúdio e eu falo: "Fernandinho é rápido, montamos o set de gravação em 10 minutinhos". "ok, não vou nem entrar no ensaio já faço contigo a entrevista".

Fernandinho tem nesses muitos anos de ministério algumas características de um grande gestor, age tentando ser o mais pontual possível, se preocupa com foco no que fazer e é direto, não perde tempo com amenidades, afinal Reino de Deus também é fazer com excelência, e fazer com excelência é ser proveitoso do tempo que dispomos, dádiva do Senhor.

Uma boa entrevista aconteceu naquele dia, apensar do cansaço de todo um dia em compromissos, fechamos o bate papo, ele cumprimenta todos da equipe, e parte pro último compromisso da noite, o segundo período de ensaio. Logo que entro na sala vem uma grata surpresa, Fernandinho chamou para participar da gravação do DVD o guitarrista do Delirious (banda inglesa de grande envergadura no cenário gospel mundial) banda essa que deu uma pausa em suas apresentações e trabalhos, e assim dos que gostam de boa musica cristã, ficamos com saudades de ver o Stu G, estava ele lá preparadíssimo para o ensaio, de efeitos lindos, saturações marcantes na sonoridade de sua guitarra, identidade sonora de um grande guitarrista do cenário mundial gospel. Muito legal, ensaio bacana.



Que expectativa boa, chega a dar frio na barriga de imaginar como ficou a gravação desse DVD, só conferir...

Ouças as músicas e saiba mais sobre:

Veja também no Super Gospel:


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.