Twitter do SuperGospel Facebook do SuperGospel

Matérias em destaque



Análise

CD Marca da Promessa
(Trazendo a Arca)

Roberto Azevedo em 23/07/2007
Para o Super Gospel
Marca da Promessa

Compre este CD agora

Faixas:
1. Celebre
2. Na corte do Egito
3. Não Vou Desistir
4. Marca da Promessa
5. Desperta-me
6. Sobre as Águas
7. Dizem
8. Muda-me
9. Marca da Promessa (Bonus-Track)
Três meses após o incidente que resultou na morte de Uzá, durante o equivocado transporte da Arca da Aliança, relatada em II Samuel 6:1-8, o rei Davi e sua comitiva imperial buscaram a Arca na casa de Obede-Edom e a levaram de volta para o Reino.

“E sucedeu que, quando os que levavam a arca do SENHOR tinham dado seis passos, sacrificava bois e carneiros cevados”. 2 Samuel 6:13

Baseado neste relato bíblico, o mais novo ministério de louvor e adoração nacional - Ministério Trazendo a Arca - lançou em 2006 seu slogan, que traduzem a visão e missão dos seus membros..

“Tem que ser nos ombros de alguém que é forte, que suporte o peso apesar da distância, que esteja disposto a ser marcado, e a cada seis passos tem que ter...sacrifício”.

Em junho de 2006 é ofertado a Deus o sacrifício em forma de canções. Marca da Promessa é mais que um disco de louvores e cânticos, e sim um grito de alegria, da vontade de ser santo, do clamor de fé e confiança, da vontade de ser despertado, da confiança total em Deus, do olhar atento a Ele, do desejo de ser mudado, e da convicção que nós temos a “marca da promessa”.

O 1º álbum do ministério chega com tiragem inicial de 50.000 mil cópias, com nove músicas (sendo uma faixa bônus) ministradas por Luiz Arcanjo, Davi e Verônica Sacer.

O encarte idealizado por David Cerqueira traz cores quentes (tons de vermelho e amarelo). Na capa temos o belíssimo logotipo do grupo e em seu interior as letras dos louvores e agradecimentos dos ex-integrantes do Toque no Altar: Verônica Sacer, Davi Sacer, Luis Arcanjo, Isaac Ramos, André Mattos, Deco Rodrigues e Ronald Fonseca.

“Você pode se alegrar porque a tua frente está o Teu Deus”. Em clima de celebração o disco tem início com Celebre. Possui uma pegada pop rock e uma levada bem festiva. Destaque para os ataques do naipe de metais arranjado por Zé Canuto e executado por ele ao lado de Aldivas Aires e Jessé Sadoc (sadoquinho).

Luis Arcanjo ministra Na corte do Egito. O hino versa sobre santidade. “Sou separado, sou escolhido, eu sou um santo lutando contra o pecado. Eu quero ser santo porque santo é o meu Senhor”. Os ataques do arranjo de cordas idealizado pelo pianista Ronald Fonseca é um caso a parte. Destaque também para o solo de guitarra.

Não vou desistir traz o repertório para um clima mais contemplativo. Conduzida por um violão a canção faz alusão a Marcos 5:30. “Há virtude em Ti pra sarar o meu mal, transformado eu serei se ao menos Te tocar”. Frases de piano e licks de guitarra preenchem os espaços do arranjo de forma bem discreta. A naipe de cordas mais uma vez dão aquele toque a mais no louvor.

A música de trabalho do ministério é a canção que dá título do cd. Marca da promessa segue o padrão das canções que fizeram o ministério Toque no Altar (ex grupo dos integrantes do TaA) alcançar a notoriedade nacional, versando sobre prosperidade. “O meu Deus nunca falhará, eu sei que chegará minha vez. Minha sorte Ele mudará diante dos meus olhos”.

Desperta-me é um clamor de reconhecimento, perante Deus, de nossa insuficiência perante as “ofertas” do mundo em nosso viver diário. “Desperta-nos antes que seja tarde demais. Antes que a humildade ceda e o orgulho me domine. Antes que seja tarde e se apague a chama dentro de mim”. O naipe metais executando clusters melódicos marcam presença na dinâmica da canção.

Dando seqüência a este momento contemplativo entoamos Sobre as águas. O hino versa sobre provisão e proteção de Deus. “Se o mar me submergir a Tua mão me traz a tona pra respirar”. O vigoroso contralto de Verônica Sacer marca presença ao lado do back vocal que conta com a presença de Simone Brown e Ton e Karina Carfi (ex integrantes do Raiz Coral). Destaque para as nuances de dinâmica executados pela banda e pelo back no meio do louvor.

Dizem versa sobre proteção e direção de Deus. “Não importa o que pensem de mim. Vou deixar pra trás minhas limitações, pois o Senhor não vê como o homem vê. Tudo posso com o meu Deus”. A canção traz uma arranjo leve e bem gostoso de se ouvir.

Após uma introdução orquestrada, entoamos uma oração de contrição, entrega e arrependimento. Muda-me traz pitadas de clássico executados pelo naipe de cordas que deixam a canção com uma pegada densa e envolvente. “Não tenho medo de sair marcado desde que me mudes. Só quem tiver coragem pra enfrentar a dor de ser marcado pode ser mudado”. Entenderam?

Fechando a gravação temos um bônus-track que traz o hino Marca da promessa numa versão meio dance, meio pop-rock. Eu, particularmente, prefiro o hino neste levada mais rápida.

O repertório ficou legal, mas poderiam ter gravado pelo menos mais umas duas ou três canções.

De qualquer forma, que neste novo tempo, eles possam realmente se “manter fortes, suportando o peso apesar da distância e estando dispostos a ser marcados, para que daqui a mais 6 passos eles possam ofertar um novo sacrifício”.


Compre o CD Marca da Promessa na loja virtual Gospel Goods

Atenção: As análises são escritas por usuários colaboradores do Super Gospel, e descrevem suas opiniões pessoais. Os comentários e observações não necessariamente refletem as opiniões do site.

Seja social :)

 

Deixe o seu comentário


Siga-nos no twitter

Fique ligado em música gospel: @supergospel

Conheça os lançamentos e promoções: facebook.com/gospelgoods (Loja virtual Gospel Goods)



Conteúdo Top





Parceiro

O Super Gospel, o portal da música gospel, é patrocinado pela loja virtual Gospel Goods
Loja virtual Gospel Goods
Copyright - 2001 - 2018 Supergospel. Todos os direitos reservados.