Análises

Confira o review de O Tempo, primeiro lançamento do Oficina G3 pela MK Music.

Tiago Abreu em 27/04/12 9846 visualizações
O Tempo, quinto trabalho de inéditas da Oficina G3, não foi somente um álbum de pop rock gravado em estúdio que gozou de sucesso comercial e vendeu mais de 200 mil cópias. Foi a obra que, definitivamente, marcou uma das parcerias mais importantes na carreira do grupo paulista com o novo vocalista PG.

As canções são diretas, simples. Há quem diga que a simplicidade aqui é demasiada. Mas o disco cumpre o seu papel sem soar forçado. Desde a Intro interessante e orquestrada, até emendar com o powerpop O Caminho com coberturas de teclado e aquele refrão grudento que parece beber na fórmula do hard rock, o registro empolga. Em seguida, temos Atitude, outra forte faixa pop com arranjos de metais.

Ele Vive possui frases de guitarra talkbox, enquanto Necessário conta com linhas de baixo eficientemente tocadas por Duca Tambasco e Hey você, composição de Duca e Juninho coberta de riffs. Entre uma parte ou outra do instrumental há várias experimentações que sempre vem bem a calhar.

O Tempo, carro chefe e faixa-título da obra é talvez a melhor balada na carreira do G3. Preciso Voltar é lenta, mas o arranjo cresce ao longo da execução. O solo de Juninho aqui, sem a menor dúvida, é um dos mais brilhantes do álbum. Perfeito Amor, já apresentada anteriormente no disco romântico Amo Você Vol. 6, vem na mesma linha que as anteriores, com uma melodia bastante agradável.

Brasil é um “clamor” chamando o povo para se voltar à Deus, mas sempre com aquele peso melódico. Sempre Mais, ao contrário da anterior, vem numa sonoridade bem amena. Ingratidão e Tua Voz fecham o registro. A primeira traz arranjos bem interessantes. Já a última traz um clima bem intimista, trazendo somente voz e violão.

O Tempo é um baita disco radiofônico. Pop sim, leve sim, direto sim e que funciona. Haja vista que o "preconceito" por muitos fãs do grupo se dirige principalmente a este registro, é sempre importante frisar: Neste álbum, a Oficina G3 mostrou como ninguém que, em muitas vezes, menos é mais. As construções melódicas deste CD foram mais eficazes do que as do sucessor Humanos (2002), mas isso é história para outro review...
O tempo

(CD) 06/00


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Ouças as músicas e saiba mais sobre: Oficina G3

Veja também no Super Gospel:

Tiago Abreu

Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), escreveu para o Super Gospel entre 2011 a 2019. É autor de várias resenhas críticas, artigos, notícias e entrevistas publicadas no portal, incluindo temas de atualidade e historiografia musical.


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.