Notícias

Confira nossa bate papo com Priscila Alcântara, nova integrante do cast da Sony Music

Tiago Abreu em 10/10/15 1467 visualizações
Priscilla Alcântara, compositora, cantora e apresentadora brasileira, está lançando o seu novo disco pela Sony Music, Até Sermos Um. Conversamos com a intérprete sobre projetos musicais e outros assuntos. Confira aqui.
 
SUPER GOSPEL - Recentemente, você assinou com o selo gospel da multinacional Sony Music. Conte-nos como ocorreu esta assinatura de contrato.
 
Eles me procuraram enquanto estava produzindo Até Sermos Um, e após reuniões fiquei muito feliz por encontrar pessoas que estavam dispostas a acreditar e impulsionar meu trabalho. Não tive duvidas em firmar essa parceria!
 
SUPER GOSPEL - Ano passado, você concluiu o ensino médio. Já tem planos para a graduação? Qual carreira profissional pretende seguir?
 
Tenho planos, espero um dia conseguir conciliar por conta da correria toda! Tenho vontade de fazer CINEMA. Mas mesmo sem os estudos já atuo na área. Amo criar minhas produções, já gravei um filme esse ano. Tento me inserir porque amo!
 
SUPER GOSPEL - Também, ano passado, você iniciou uma campanha chamada Meu Cabelo Por Um Sorriso e cortou o seu capelo, doando ao Grupo de Apoio ao Adolescente e a Criança com Câncer, em São Paulo. Pode nos contar um pouco desta experiência? Como cristã, você acha que os evangélicos deveriam ser mais engajados em ações sociais, ou a iniciativa de cristãos tem sido grande?
 
Foi algo maravilhoso! Eu amo me sentir útil, e vi que podia influenciar muitas pessoas a terem uma atitude de amor ao próximo através dessa campanha. Deu tão certo que até hoje recebo fotos de pessoas participando. Esse ano farei uma campanha pelo Sertão! Eu e minha família vamos passar o natal lá, e vamos arrecadar cestas básicas, brinquedos e levar tudo para os moradores de lá. Os cristãos precisam parar de focar na aplicação pessoal e viver mais a aplicação ao próximo. Afinal, foi um dos dois mais importantes mandamentos.
 
SUPER GOSPEL - Você, que já gravou um disco não-religioso com Yudi, e trabalhou ativamente em empresas e trabalhos não-religiosos, quais as maiores diferenças que você vê entre a música evangélica, dita gospel, e a música não-evangélica?
 
Olha...  A questão não é o título, mas sim a verdade que está por de trás! Existem tantas canções cristãs que não passam a verdade genuína do evangelho, no que diferenciar? E tantas musicas "seculares" que falam de um amor ao próximo tão real... Então é bem complicado. Acho que a diferença entre musicas é aquilo que elas transmitem, ou seja, o que agrada ou não o coração de Deus.
 
SUPER GOSPEL - Com tantos trabalhos para diferentes públicos, sem a menor dúvida, você deve ter uma visão e/ou uma opinião acerca da dualidade e divisão entre o "gospel" e o "secular", o "sagrado" e o "profano". Em sua opinião, esta separação, em termos musicais, deve existir?
A minha visão é: o que agrada ou não o coração de Deus, o que fere meu relacionamento com Ele ou não. As pessoas rotulam muito, julgam muito, quando na verdade uma verdadeira intimidade com Deus nos responde tudo. Musica é poesia, é arte que Deus criou. Existem as seculares profanas, não devemos compactuar; mas existem musicas de amor tão lindas, de mensagens tão positivas, que se assemelham tanto ao que Jesus pregava, mas que não foram nem pessoas de dentro da igreja que escreveram. E tanta gente dentro da igreja que escreve coisas tão nada a ver, ou então cantam o que não vivem... Do adianta, isso seria musica "sagrada"? 
 
SUPER GOSPEL - Um dos destaques acerca deste novo momento em sua carreira é a produção musical dos irmãos Daniela Araújo e Jorginho Araújo. O que o público pode aguardar do disco Até Sermos Um, que será lançado agora em outubro?
 
Podem esperar por muita verdade. Me preparei mais de um ano para esse disco, um ano só para compor as faixas perfeitas para ele. Além disso, o som é algo que as pessoas nunca ouviram em um trabalho meu. Há muito pop, muita explosão! Vão se surpreender com os trabalhos visuais (videoclipes) que estamos produzindo pra ele também.
 
SUPER GOSPEL - Recentemente, você gravou um DVD, abrangendo músicas dos seus três discos anteriores, num formato acústico. Este projeto também será distribuído pela Sony? Fale um pouco sobre este trabalho.
 
Foi um projeto muito especial que me surpreendeu muito! Não esperava ele nesse momento, mas veio como um presente de Deus. Foi uma noite de salvação! Foi demais ver tanta gente junto comigo comemorando esses 10 anos.
 
SUPER GOSPEL - Em várias entrevistas, na imprensa em geral, você declara abertamente gostar bastante de vários músicos internacionais e do mundo pop. Quais são as suas principais influências?
Gosto muito de estudar musica! Pra isso preciso de boas referências. Jessie J, Selah Sue, donas de vozes incríveis que me ensinam muito.
 
SUPER GOSPEL - Se você pudesse indicar dez discos do meio gospel para um recém-convertido, quais seriam suas escolhas? E quais são os discos da música em geral mais importantes da sua vida?
 
Indicaria Criador do Mundo (Daniela Araújo), Mais (Os Arrais) Pra Onde Iremos? (Gabriela Rocha). Os mais importantes... Sou muito dividida nisso (risos). Tem um que amo há tempos: Control (Abandon).

Ouças as músicas e saiba mais sobre:

Veja também no Super Gospel:

Tiago Abreu

Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), escreveu para o Super Gospel entre 2011 a 2019. É autor de várias resenhas críticas, artigos, notícias e entrevistas publicadas no portal, incluindo temas de atualidade e historiografia musical.


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.