Notícias

“Mostra-me o Pai” tem trailer oficial divulgado e levanta o debate da importância da paternidade

Dados divulgados pela produção do filme mostram as consequências drásticas de um lar sem a figura paterna

Redação em 22/11/21 137 visualizações

Após a boa repercussão da estreia de “Deus Não Está Morto - O Próximo Capítulo”, os cinemas brasileiros já estão às portas de receber mais uma produção cristã neste ano. Com estreia marcada para o dia 02 de dezembro, o drama “Mostra-me o Pai” promete impactar e emocionar os espectadores.

Com direção dos irmãos Kendrick, criadores de longas de sucesso na indústria cinematográfica cristã, como “Quarto de Guerra”, “Corajosos” e “Mais Que Vencedores”, o longa apresenta cinco histórias emocionantes de homens que tiveram suas vidas impactadas, seja pela presença ou pela ausência da figura paterna.

Em tempos onde a família vem sendo tão ameaçada e tendo seus valores e princípios distorcidos na sociedade, o longa é mais que necessário nos dias atuais, principalmente diante dos dados apresentados pela produção do filme:

  • 90% das crianças sem teto não tiveram a figura paterna dentro de casa
  • 85% das crianças com distúrbios mentais são resultados da ausência do pai
  • 63% dos suicídios entre os jovens tem influência dessa ausência
  • 71% das adolescentes grávidas não tiveram a presença do pai em casa
  • 85% de jovens nas cadeias são carentes de uma referência masculina no lar

Além disso, a produção de “Mostra-me o Pai” apontou que indivíduos criados em lares sem pai tem quatro vezes mais chances de viver na pobreza, dez vezes mais chance de se tornarem usuários de drogas, 14 vezes mais chance de cometerem estupro e 32 vezes mais chances de fugir de casa. 

Trazendo essa realidade para o Brasil, uma pesquisa feita pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil) próximo ao Dia dos Pais mostrou que mais de 100 mil crianças nascidas em 2021 não têm o nome da figura paterna na certidão de nascimento, algo que se repete pelo terceiro ano consecutivo no país.

- O que um pai deve ser é um homem que aceitou o papel e a responsabilidade de transferir o caráter, pessoa e propósitos de Deus através dele para sua descendência. Ele é um intermediário entre o céu e a terra para a próxima geração - diz o pastor Tony Evans, que é autor do livro “Homem do Reino” e integra o elenco de “Mostra-me o Pai”.

Um dos produtores executivos do longa, ao lados dos irmãos Alex e Shannon, o cineasta Stephen Kendrick explica que, além de abordar essa questão de paternidade, o projeto também busca traçar um paralelo sobre a paternidade de Deus para com o homem.

- Desde o início, Deus foi o Pai perfeito, criou a paternidade na Terra como uma introdução a quem Ele é. Devemos ver a paternidade como uma introdução à paternidade de Deus e os pais devem pedir a Deus para ajudá-los a ser uma boa representação de quem Ele é para seus próprios filhos. Deus não quer ser apenas um conhecido distante de nós. Ele não quer ser apenas um mentor ou provedor. Ele quer ser um pai amoroso para nós - afirma Stephen.

“Mostra-me o Pai” teve seu trailer oficial divulgado nesta sexta-feira (19). O filme chega ao Brasil distribuído pela 360 WayUp em parceria com a CanZion Films e promete tocar o coração de todos os que assistirem ao filme, independente de sua idade, raça, orientação sexual ou religião.

 

Ouças as músicas e saiba mais sobre:

Veja também no Super Gospel:


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.