Notícias

O porquê Jeremias, de Gabriel Iglesias, chama a atenção

Tiago Abreu em 12/10/16 3691 visualizações

O cantor e compositor Gabriel Iglesias publicou na VEVO, nesta última sexta-feira, o videoclipe da canção "Jeremias". A faixa faz parte de seu novo álbum, Pedra em Carne, a ser lançado daqui a dois dias pelo selo LG7, com distribuição da gravadora Sony Music Brasil.

O lançamento, dirigido por Matheus Siqueira, poderia ser mais um dentre vários lançados nos finais de semana no mercado fonográfico evangélico. Mas, justamente por ser tecnicamente correto e eficiente em termos narrativos, chamou a atenção do público e alcançou 50 mil visualizações em cinco dias.

Catalunha

"Jeremias" recebeu direção de vídeo de Matheus Siqueira. Os primeiros planos de produção, segundo palavras de Gabriel em seu Facebook, se deram ainda em 2015, quando o cantor estava trabalhando no disco em estadia na Europa. Com uma viagem programada para as cidades de Madrid e Barcelona, Iglesias resolveu que gravaria cenas de um videoclipe durante o processo. Os dois, juntamente com a roteirista e produtora Eloá Vasconcelos, viajaram por mais de mil quilômetros em um carro alugado até o local das gravações.

“[…] para a filmagem desse clipe […] eu, o matheus, a Lola VS (sua queridíssima esposa) e Augusto Henriques (nosso sonolento, porém, fiel ajudante) alugamos um carro e andamos por 1.500 quilômetros aproximadamente pela catalunha, pegando as melhores locações que encontrássemos. debaixo de sol, chuva, neblina e frio de 0 graus, gravamos todas as maravilhosas cenas de tirar o fôlego”, disse Gabriel por meio de um texto, divulgado em suas redes sociais.

Apesar disso, a produção envolveu o uso de várias locações. Uma delas foi o Walter Benjamin Memorial, em Portibol. "Em 1940 o teórico e filósofo Walter Benjamin morreu em Portbou enquanto fugia da invasão nazista na França. O memorial em sua homenagem se intitula PASSAGENS em uma referência a sua passagem da França para a Espanha, a passagem da vida para a morte e também ao seu projeto de vida que ficou incompleto intitulado PASSAGENWERK", afirmou Matheus Siqueira.

Na produção audiovisual, Gabriel interpreta um astronauta, em alusão à figura do profeta Jeremias. O clipe traz referências ao clássico 2001: Odisséia no Espaço e, apesar de ser associado a outras produções conhecidas, como "No Surprises" da banda britânica Radiohead, é um esforço de nível superior à maioria de todos os produtos do gênero lançados no segmento evangélico.

Um dos diferenciais de "Jeremias" é que, de fato, há sinergia entre o conteúdo cantado e o conceito visual. A música conta com uma sonoridade experimental, que flerta com vários gêneros. Nota-se influências folk e post-rock, da mesma forma o registro bebe sutilmente do krautrock. Para representar a voz que é do Criador, mas sai da boca de Jeremias, Gabriel usou um pedal que, durante toda a produção, gera efeitos de distorção.

Lançamento

Gabriel enfrentou problemas técnicos ao liberar, inicialmente, o videoclipe. O vídeo, em sua parte final, acabou recebendo alguns segundos a mais. Por isso, o cantor decidiu remover a produção de seu canal na VEVO. Horas depois, "Jeremias", com as devidas correções, foi publicado. Leonardo Gonçalves, detentor do selo LG7, aproveitou para tecer elogios às imagens e, principalmente ao roteiro do clipe. Outros artistas, como o baixista Duca Tambasco, Fábio Sampaio e Felipe Valente, se pronunciaram.

Leonardo, em seguida, estabeleu três pontos pelos quais deu destaque ao clipe. "o sentimento que esta obra audiovisual produz em mim me remete que talvez jeremias teve quando, ainda muito jovem, foi chamado para esta "terrível" tarefa… (só na intro da música já me dá um nó na garganta…!)", afirmou.

Apesar disso, parte do público, a princípio, não compreeendeu a proposta de "Jeremias". O principal motivo se deu pelo uso do pedal nos vocais de Gabriel que, mais tarde, foi esclarecido, com detalhes, por Gonçalves. Em dois dias, o videoclipe superou 30 mil visualizações, um número considerável para a primeira produção audiovisual lançada por um artista.

Um dos comentários mais curiosos do público acerca do clipe vem exatamente do radialista e blogueiro Ruben Mukama. "Esse clip teve tudo que os clichês da música gospel sempre tem. Mato, praia, ruínas, mas de um jeito que você nunca viu!".

Pedra em Carne

O primeiro trabalho da carreira solo de Gabriel Iglesias, Pedra em Carne, está programado para ser lançado nesta sexta-feira (14/10). O disco, que conta com onze faixas, teve seus instrumentos todos gravados pelo cantor em sua casa. A experiência como multi-instrumentista fez com que o artista buscasse mostrar seus sentimentos e perfil. A obra conta, também, com uma canção em hebraico.

Ouças as músicas e saiba mais sobre:

Veja também no Super Gospel:

Tiago Abreu

Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), escreveu para o Super Gospel entre 2011 a 2019. É autor de várias resenhas críticas, artigos, notícias e entrevistas publicadas no portal, incluindo temas de atualidade e historiografia musical.


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.