Análises

Ouvimos o disco mais recente de Lito Atalaia - Boaz Novaz. Confira nosso review

Tiago Abreu em 28/11/18 803 visualizações
Para Lito Atalaia, Boaz Novaz é fruto para comemorar. Afinal, seu sétimo trabalho, segundo ele, é o extraordinário demonstrado em Eu Acredito em Milagres, gravada em parceria com Paulo César Baruk. O novo disco do rapper é um desfile de participações que o puxa para diferentes vertentes da música. Priscilla Alcantara leva ao eletropop em Bout the Time, Israel Salazar faz dos versos worship de Espírito Santo em uma experiência experimental. Quando o álbum pisa com os dois pés no rap, o tom urbano se fortalece. Kivitz, maior rapper cristão da mais recente geração, retoma suas angústias em Livre sobre as contradições existentes dentro e fora do templo, na política e nas visões identitárias. Mano Reco, ex-Detentos do Rap, recupera críticas de cristãos a neófitos de relevância no passado na intensa Valores. Ou seja, junto aos convidados, a visão de Lito é desenvolvida na larga amplitude das boas novas – desde às conquistas sobrenaturais por meio da fé, a presença divina nos elementos ordinários do cotidiano, e na crescente crítica ao sistema religioso sem abandonar crenças. Este alicerce está presente, também, nas canções individuais do rapper, em temáticas como redes sociais (Deus não Lida com Espelhos), o caos político dos últimos anos depois das manifestações de junho de 2013 (Círculo Vicioso) e cristãos sendo "muro ao invés de ponte" (O que é, o que é). Nesta ideia de unificações, sem apontar um culpado específico, o artista traz Éramos Iguais, composição gravada com Daniela Araújo e Rashid, uma lamentação da desigualdade. Ao longo de 17 faixas, Boaz Novaz é urbano e antenado com os dilemas do país sem se distanciar dos ideais cristãos.

Avaliação: 4/5
Boaz Novaz

(CD) 01/18


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Ouças as músicas e saiba mais sobre: Lito Atalaia

Veja também no Super Gospel:

Tiago Abreu

Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), escreveu para o Super Gospel entre 2011 a 2019. É autor de várias resenhas críticas, artigos, notícias e entrevistas publicadas no portal, incluindo temas de atualidade e historiografia musical.


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.