Twitter do SuperGospel Facebook do SuperGospel

Matérias em destaque



Análise

CD Seremos Um
(Filhos do Homem)

Roberto Azevedo em 19/01/2009
Para o Super Gospel
Seremos Um

Compre este CD agora

Faixas:
1. Seremos Um
2. Voarei
3. Eu sou
4. Meu Deus não falha
5. Nasci pra te adorar
6. Eu te busco
7. Só de ouvir falar
8. Adoração
9. Elohim
10. Príncipe da Paz
11. Davi
12. Sol da manhã
13. Guerreiros
Em 2007, o pastor Cristiano Batiston, mais conhecido como pr. Cris, líder de louvor do Ministério Filhos do Homem (FdH), recebeu uma palavra de sua liderança: não se envolver mais com a parte administrativa do ministério e dedicar-se apenas aos músicos e as suas funções ministeriais. Desde então, o grupo começou a orar e buscar uma parceria.

Através de uma “ponte” feita por Emerson Pinheiro, Fernanda Brum e PG, o FdH entrou para o cast de músicos da MK Music em março de 2008. O primeiro disco pela gravadora – e sexto inédito da banda da cidade de Pato Branco (PR) formada há dez anos, foi gravado entre maio e junho de 2008 e lançado no final do mesmo ano com o título Seremos um.

Falando de santidade, unidade na igreja, adoração e multiplicação com um som bem pop rock, o álbum foi gravado no Teatro Municipal de Pato Branco (PR), em um ambiente cheio da presença de Deus. O resultado pode ser comprovado pela qualidade espiritual e técnica do trabalho fonográfico.

Além do pastor Cris (vocal e violão), mais cinco pessoas formam a base do FdH: Fabiano Barbosa (teclados), Diego Hernandéz (guitarra), Jadão Junqueira (Contra baixo), Ribamar Júnior (bateria) e Fabrine Souza, a única mulher do grupo, que também é vocalista.

O disco possui 13 faixas sendo onze inéditas, uma versão e uma regravação.

A produção é assinada pelo pr. Cris e, como ele mesmo faz questão de ressaltar, “nunca sem a ajuda de toda a equipe. O trabalho do produtor muitas vezes é apenas compilar as melhores idéias, ainda mais quando ele trabalha com uma equipe talentosa e ungida”, reforçou o Paranaense.

Seremos um é um pop rock com a típica e já conhecida pegada da banda. Pra quem já conhece o trabalho deles, o tema já foi abordado em outros hinos, como por exemplo, “Cordão de 3 dobras” (Eclesiastes 4:12), do cd “Somos teus filhos” (primeiro trabalho da banda) e regravado no “Gug 2”. O hino faz menção a João 17, a oração feita por Jesus ao Pai pela unidade da igreja, que hoje em dia vive tão dividida pelas placas denominacionais. “É melhor serem dois do que andar só; Nenhuma ofensa será maior que a decisão de amar e perdoar”.

“Quem espera no Senhor voa mais alto, quem confia no seu braço não se abala”. Voarei disserta sobre provisão e proteção de Deus. O arranjo é bacana, conduzido por um órgão e complementado por diversos riffs de guitarra.

Um arranjo denso e empolgante marca presença em Eu sou. O louvor possui uma cadencia progressiva, meio “bonjovina” e vem recheada de nuances de dinâmica. Emenda com o hard rock Meu Deus não falha. A canção aborda os temas “conquista” e “promessa” fazendo alusão aos eventos narrados por Moisés no livro de Êxodo.

Fabrine Souza interpreta um lindíssimo solo na canção Nasci Para Te Adorar. A balada é cativante. “Não importa mais o que ficou para traz, se a vida secar e não mais brotar, se os olhos fecharem e a chama e apagar, mesmo assim vou te adorar”. Bonito de se cantar, um desafio para se viver.

A seguir temos uma versão para “Yo te busco” de David Bell da Canzion Group. Eu te busco é um envolvente momento de contrição a Deus. Destaque para os efeitos de teclado.

Na faixa sete temos uma oração de entrega conduzida pelo piano e por power chords de guitarra. Só de ouvir falar é um momento de reconhecimento da grandeza e suficiência do Senhor Jesus em nossas vidas.

Adoração possui uma métrica congregacional e uma melodia boa de ouvir. Outro belo momento de adoração contemplativa.

Dando seqüência a este momento mais introspectivo entoamos a balada Elohim. Destaque para as intervenções melódicas do saxofonista Rauli Junior da banda Odres Novos, que é um dos braços do FdH e possui 2 discos lançados.

Terminado este momento mais intimista temos Príncipe da paz que é outro momento de reconhecimento da grandeza e suficiência do Senhor Jesus. Cantado em forma de oração, conta ainda com as intervenções melódicas do acordem do Jorgito.

Davi traz de volta as distorções e overdrives conduzindo o instrumental que versa sobre dependência e esperança.

Sol da manhã é uma poesia em ritmo do balada pop. Fechando o repertório ouvimos a regravação de Guerreiros. A música já foi intitulada “Últimos guerreiros” no disco “Casa favorita” e “Guerreiros da última geração” no “Gug I”. Vem com uma versão tão pesada quando a anterior, mas com uma levada mais empolgante. Somzeira!

Maiores informações podem ser encontradas no site: www.filhosdohomem.com.br


Compre o CD Seremos Um na loja virtual Gospel Goods

Atenção: As análises são escritas por usuários colaboradores do Super Gospel, e descrevem suas opiniões pessoais. Os comentários e observações não necessariamente refletem as opiniões do site.

Seja social :)

 

Deixe o seu comentário


Siga-nos no twitter

Fique ligado em música gospel: @supergospel

Conheça os lançamentos e promoções: facebook.com/gospelgoods (Loja virtual Gospel Goods)



Conteúdo Top





Parceiro

O Super Gospel, o portal da música gospel, é patrocinado pela loja virtual Gospel Goods
Loja virtual Gospel Goods
Copyright - 2001 - 2018 Supergospel. Todos os direitos reservados.