Análises

Ouvimos o disco mais recente de Nádia Santolli - O Seu Amor É Tudo. Confira nossa análise

Tiago Abreu em 10/04/17 1693 visualizações
Desde que lançou Antes do Sol Nascer (2005), Nádia Santolli se tornou uma das cantoras evangélicas mais interessantes do cenário musical. A ex-integrante do Koinonya, a partir daquele projeto, se destacou com composições autorais e interpretações vigorosas.

Seu curso do congregacional para o pop em Por Toda Parte (2008), produzido pelos então integrantes do Quatro por Um, funcionou bem. A sonoridade foi um acerto que, nove anos depois, O Seu Amor É Tudo caminha pela mesma direção.

Com produção musical de Jonathas Pingo, o projeto não se afasta fortemente de seu anterior, o que faz com que o hiato de quase uma década não seja um ponto que pese negativamente no álbum. Nádia, que se manteve fora dos holofotes, fez questão de criar pontes ao regravar o hit Antes do Sol Nascer que se manteve como uma balada, só que mais introspectiva.

As participações de Clayton O'lee (Discopraise) em Criado para Adorar e de Paulo César Baruk em O Seu Amor É Tudo cumprem o papel de dinâmica que o disco busca. A faixa-título, inclusive, conta com riffs de guitarra e arranjos vocais encorpados que também se fazem intensamente presentes na jazzística Verdadeiro Amor.

Entre as canções mais descontraídas, Nádia Santolli também busca transitar em faixas mais devocionais. É o caso da pop de influência congregacional O Teu Reino e Salmo 27, que ganha intensidade gradativa. Fica claro, no álbum, que Nádia não escolheu um "retorno" sutil. O disco procura explorar todas as vertentes de seu trabalho.

De outro lado, a música de trabalho Aleluia não foge do território comum da intérprete, enquanto Bendito tenta uma fusão eletrônica que funciona. Eu e Minha Casa busca elementos pop do sertanejo universitário para constituir o seu som. E o cover de Teus Altares, do clássico de Guilherme Kerr Neto e Jorge Camargo, não surpreende, mas também não força.

Como um projeto que faz, de um lado, uma exploração das faces musicais de Nádia e, ao mesmo tempo, não se afasta totalmente de Por Toda Parte, O Seu Amor É Tudo é um projeto que cumpre o seu papel. De volta ao cenário musical, a intérprete prova que ainda possui fôlego para se manter como uma das artistas mais inventivas do cenário.

Nota: ★★★★☆
O Seu Amor É Tudo

(CD) 01/17


Seja o primeiro a avaliar

Ouça e dê sua nota

Ouças as músicas e saiba mais sobre: Nádia Santolli

Veja também no Super Gospel:

Tiago Abreu

Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), escreveu para o Super Gospel entre 2011 a 2019. É autor de várias resenhas críticas, artigos, notícias e entrevistas publicadas no portal, incluindo temas de atualidade e historiografia musical.


Comentários

Para comentar, é preciso estar logado.

Faça seu Login ou Cadastre-se

Se preferir você pode Entrar com Facebook

Receba as novidades de música gospel diretamente no seu WhatsApp. Seja avisado sobre novos vídeos ou músicas.

Entrar no grupo

Este é um serviço totalmente gratuito e você pode sair quando desejar.